Foto: World Rugby

Uma histórica figura do rugby. O inglês Micky Steele-Bodger foi educado na Escola de Rugby e nas Universidades de Cambridge e Edimburgo, onde graduou-se veterinário. Defendeu o Harlequins e a seleção inglesa por 9 partidas entre 1947 e 1949, tendo que pendurar as chuteiras por conta de uma lesão. Tornou-se treinador da seleção inglesa, presidente da RFU (federação inglesa) e do IRB (atual World Rugby, a federação internacional) nos anos 70. E, em 1988, assumiu o cargo de presidente dos Barbarians, o único clube de convite, que forma verdadeiras seleções mundiais, no qual permaneceu até sua morte.

Micky Steele-Bodger faleceu hoje aos 93 anos deixando um rico legado e mantendo viva durante a era profissional do rugby a tradição dos Barbarians – de sempre jogarem guiados pelo espírito do rugby e pelo jogo plástico e alegre, prezando a confraternização acima das vitórias.

Para conhecer mais a história de Micky Steele-Bodger, acesse um belo artigo produzido pelo site português Mão de Mestre.