Foto: Kévin Sganzerla

ARTIGO COM VÍDEO – A reedição da final do Campeonato Brasileiro de 2017 teve resultado inverso, mas com suspense semelhante. Pela semifinal do Super 16 de 2018, o Farrapos – único time invicto da competição – recebeu o Jacareí e conseguiu uma dramática vitória por 18 x 17. Diferente do jogo de 2017, que a vitória esteve nas mãos do Farrapos e o Jacareí foi capaz de virar com o tempo esgotado, desta vez a virada esteve nos pés do Jacareí, mas o Farrapos respirou aliviado ao final.

O Farrapos abriu o placar com um penal de Facundo logo no início, ao passo que Leo Ilha acabou desperdiçando penal para os Jacarés pouco depois, dando a impressão que não teria um dia bom nos arremates.

O jogo mostrava equilíbrio, com o Jacareí capaz de jogar em igualdade com o pack gaúcho na Montanha. Tanto que, aos 26′, foram justamente os Jacarés que morderam mais forte, com uma jogada bem tramada de lateral e maul finalizado pelo oitavo Matheus Cláudio. A conversão, no entanto, não entrou. 5 x 3, mas o momento seguia favorável aos paulistas.

Aos 31′, uma sequência de fases bem trabalhadas, com o scrum-half Bruninho conduzindo o ataque dos Jacarés até a defesa do Farrapos falhar na cobertura do ruck e Drudi explorar marcando o segundo try dos visitantes na partida. Outra vez, a conversão não entrou, fazendo falta. 10 x 03.

- Continua depois da publicidade -

O duelo foi se abrindo com os dois times querendo o jogo de mãos e as ações ganharam emoção, com chances dos dois lados em um duelo lá e cá. Ambos também apostaram em trocas de chutes táticos bem executados. O Farrapos teve uma chance importante no fim do primeiro tempo com lateral para fazer maul, mas o lançamento saiu errado e o placar permaneceu inalterado em 10 x 03.

Na volta da pausa, os gaúchos conseguiram um precioso try logo aos 43′. O Jacareí errou lateral em seus 5 metros de defesa – fatal – e o Farrapos arrancou um scrum, que funcionou, levou a uma sequência de fases até Lafa romper no pick and go e guardar o trydo empate alviverde, 10 x 10 com a conversão certeira de Facundo.

Apesar do empate, o Jacareí manteve-se focado e mostrou por que tem o melhor ataque do campeonato. Aos 47′, o ataque era do Farrapos que apostava em sua linha, mas Drudi foi mais rápido e interceptou um passe, varando em disparada e servindo Matheus “Matias” Daniel, que cravou o terceiro try paulista, desta vez convertido. 17 x 10.

Os alviverdes não tardaram a darem o troco com penal certeiro de Facundo e o volume de jogo passou a pender a favor do time da casa. O momento crucial do duelo veio aos 62′ com Facundo apanhando com os pés um passe longo, dando um chute mágico para apanhar a bola sem deixá-la cair no chão e cravar o try da virada (sob reclamações paulistas de um passe adiante). Categoria imensa do scrum-half argentino que é um dos grandes destaques do Super 16 e 18 x 17 no placar.

O Jacareí teve a chance de virar logo no lance seguinte, com penal aos 65′ para Drudi chutar, mas a bola foi direto na trave. Os campeões seguiram fortes e arrancaram outro penal aos 68′, de longa distância, igualmente desperdiçado. Os visitantes seguiram fortes, mantendo o jogo da intermediária para o campo de ataque, com o Farrapos se defendendo bem e mantendo o Jacareí sem entrar em suas 22. Aos 79′, o Jacareí decidiu por chutar penal aos paus, do meio campo, mas frontal. Leo Ilha não se intimidou e foi para o arremate, mas não conseguiu guardar. Chute que não entrou e garantiu a vitória épicas dos gaúchos. 18 x 17.

O Farrapos irá à sua segunda final seguida e segue na busca de seu primeiro título do Campeonato Brasileiro. O oponente será a Poli, que jamais havia alcançado uma final. Os gaúchos terão o mando de jogo com o duelo marcado para o próximo dia 13.

18versus copiar17

Farrapos 18 x 17 Jacareí

Árbitro: Murilo Bragotto

Local: Estádio da Montanha – Bento Gonçalves, RS

 

Farrapos

Tries: Lafa e Facundo

Conversões: Facundo (1)

Penais: Facundo (2)

 

Jacareí

Tries: Matheus Cláudio, Drudi e Matias

Conversões: Drudi (1)