UAR/Stephen Tremain

ARTIGO COM VÍDEO – Acabou o jejum. Os Pumas não derrotavam os Wallabies na Austrália desde 1983, mas puseram um fim nessa escrita com dramática vitória por 23 x 19 em Gold Coast que garantiu aos argentinos a segunda vitória no Rugby Championship 2018 e a terceira posição na tabela de classificação.

O fullback Emiliano Boffelli inaugurou o marcador com penal logo no comecinho do jogo para a Argentina, mas o primeiro try foi australiano, saindo aos 11′ com Will Genia finalizando após Dane Haylett-Petty iniciar jogada e servir com offload Reece Hodge, que deu o passe para o try (que foi julgado legal e não para frente). A linha aussie, ainda precisando ganhar uma identidade definida, mostrava sua qualidade, mas a resposta argentina na mesma moeda não tardaria, com seus homens de trás também provando grande momento. Aos 15′, a Argentina colocou pressão e Jeronimo de la Fuente conseguiu abrir espaço dando offload para Nico Sánchez cravar o primeiro try dos Pumas.

O jogo era lá e cá e rapidamente os Wallabies se colocam em vantagem, com Israel Folau quebrando a linha defensiva sul-americana e disparando para seu try, ao seu melhor estilo.14 x 10, mas temporários. Os Pumas ainda tinha muito a mostrar. Aos 30′, os visitantes tiveram try invalidado após mágica jogada de Ramiro Moyano, que manteve a bola viva com offload no limite da lateral, mas o árbitro de vídeo julgou que o argentino triscou a linha. Mas aos 36′ os Pumas celebraram a virada, com Pablo Matera quebrando tackles para a bola viajar até a ponta e encontrar o perigoso Bautista Delguy, que também rompeu a defesa australiana e fez o try do 17 x 14 para a Argentina. Tryzaço e linda jogada em um primeiro tempo marcado por muitos erros de tackles do lado australiano (alarmantes 42% de acertos apenas).

O segundo tempo começaria perfeito para os Pumas, com Delguy servindo Boffelli para aquele que seria o terceiro try dos visitantes, anulado por passe para frente. Sánchez pelo menos chutou penal na sequência e abriu a margem a favor da Argentina para 20 x 14.

- Continua depois da publicidade -

A Austrália correu atrás do resultado e, aos 55′, coube a Haylett-Petty correr para o terceiro try dos donos da casa, recendo passe de Hodge (a dupla dos Rebels está funcionando na seleção). Mas Toomua perdeu a conversão, negando a virada no placar aos Wallabies. 20 x 19, que se mantiveram inalterados até os instantes finais de jogo. Sánchez perdeu um penal para a Argentina aos 62′ e Hodge também desperdiçou penal para a Austrália aos 65′. Os donos da casa sofreram com a pressão psicológica pela vitória no fim e cometeram erros de mãos capitais. Com isso, quem sorriu por último foi mesmo a Argentina, com Boffelli punindo a pouca eficiência australiana com um último penal certeiro e decisivo aos 77′. Na última bola, a Austrália teve tudo para vencer, mas Israel Folau não teve a visão de passar para Bernard Foley, que estava sozinho na ponta para marcar o try da vitória, e acabou investindo sobre a defesa argentina, deixando a bola escapar de sua mão. Vitória argentina histórica: 23 x 19.

No próximo fim de semana não haverá rodada do Rugby Championship, com as equipes voltando a campo no dia 29 de setembro, quando os Pumas receberão em Buenos Aires os All Blacks. Já os Wallabies visitarão no mesmo dia os Springboks.

 

19versus copiar23

Austrália 19 x 23 Argentina, em Gold Coast

Árbitro: John Lacey (Irlanda)

Austrália

Tries: Genia, Folau e Haylett-Petty

Conversões: Toomua (2)

15 Dane Haylett-Petty, 14 Israel Folau, 13 Reece Hodge, 12 Matt Toomua, 11 Marika Koroibete, 10 Kurtley Beale, 9 Will Genia, 8 Pete Samu, 7 David Pocock (c), 6 Lukhan Tui, 5 Izack Rodda, 4 Rory Arnold, 3 Allan Alaalatoa, 2 Tatafu Polota-Nau, 1 Scott Sio;

Suplentes: 16 Folau Faingaa, 17 Sekope Kepu, 18 Taniela Tupou, 19 Adam Coleman, 20 Ned Hanigan, 21 Nick Phipps, 22 Bernard Foley, 23 Jack Maddocks;

Argentina

Tries: Sánchez e Delguy

Conversões: Sánchez (2)

Penais: Boffelli (2) e Sánchez (1)

15 Emiliano Boffelli, 14 Bautista Delguy, 13 Matias Moroni, 12 Jeronimo De La Fuente, 11 Ramiro Moyano, 10 Nicolas Sanchez, 9 Gonzalo Bertranou, 8 Javier Ortega Desio, 7 Marcos Kremer, 6 Pablo Matera, 5 Tomas Lavanini, 4 Guido Petti, 3 Santiago Medrano, 2 Agustin Creevy, 1 Nahuel Tetaz Chaparro;

Suplentes: 16 Julian Montoya, 17 Santiago Garcia Botta, 18 Juan Pablo Zeiss, 19 Matias Alemanno, 20 Juan Manuel Leguizamon, 21 Martin Landajo, 22 Bautista Ezcurra, 23 Juan Cruz Mallia;

 

PaísApelidoJogosPontos
Nova ZelândiaAll Blacks525
África do SulSpringboks515
AustráliaWallabies59
ArgentinaLos Pumas58