O sol brilhou diferente na manhã do último sábado na comunidade do Instituto Anchieta Grajaú, uma das comunidades mais pobres da zona sul de São Paulo, local que foi palco de uma bonita ação organizada pela Samaritan’s Feet. A entidade fundada por um africano de origem humilde que fez sucesso no basquete americano, vê na distribuição de calçados uma forma de realizar sonhos. Para eles, o calçado não significa somente uma ajuda na prevenção de doenças ou uma conquista estética, mas sim a oportunidade de levar para as crianças mais necessitadas palavras de motivação e esperança. Em uma cerimônia onde um gesto simples como lavar e calçar os pés de centenas de meninas e meninos, ganha um significado especial e emocionante na interação com os voluntários.

Neste papel de voluntários estiveram atletas da seleção norte-americana universitária, que está no Brasil participando do Campeonato das Américas. A caridade é um componente forte na sociedade norte-americana, mas os atletas foram tocados pelas histórias de vida e a realidade em que vivem muitas das crianças que receberam de suas mãos um total de 410 pares de calçados esportivos ao longo dia.
Para intermediar essa troca de experiências, o evento contou com com a imprescindível ajuda de voluntários na função de intérpretes. Vieram alunos da FGV, atletas do Rugby, parceiros do projeto e patrocinadores, que com dedicação e amor conectaram dois mundos de realidades totalmente diferentes.

A ação não ficou restrita à doação de calçados, pois através de representantes da Mission for Vision, crianças e adultos receberam testes gratuitos de vista e glaucoma, e puderam sair com óculos oferecidos gratuitamente. Além das entregas no dia, ficaram para  doação outros 1300 pares de óculos que serão distribuídos em ações futuras.

Como parte do intercâmbio, os visitantes puderam participar de partidas de Rugby, basquete e até para um animado desafio de dança, colocando os norte-americanos e brasileiros para dançar aos ritmos típicos do Brasil.

- Continua depois da publicidade -

Um almoço foi oferecido pela equipe do Instituto para celebrar um dia de festa na comunidade.