CBRu comemora número de rugby escolar: quase 200 mil alunos impactados

No último evento para patrocinadores, Maurício “Mille” Migliano, diretor de Desenvolvimento da Confederação Brasileira de Rugby, apresentou os números alcançados pela entidade com relação ao rugby escolar.

 

Até o presente, contando apenas os estados do Programa POLO – São Paulo e Rio Grande do Sul – e o Rio de Janeiro – estado que vem recebendo atenção da entidade por meio de um projeto de impacto de olho nos Jogos Olímpicos – a CBRu registrou nada menos que 194.160 alunos impactados – isto é, introduzidos de algum modo ao rugby – em 656 escolas dessas regiões. No total, a CBRu capacitou 809 professores e 205 festivais escolares de rugby foram realizados a partir da estrutura deixada pelas capacitações.

 

Segundo apresentou Migliano, o projeto de implantação do rugby nas escolas segue cinco fases monitoradas, com a introdução do esporte para os professores sendo realizada em etapas ao longo de 3 meses. A primeira fase corresponde à capacitação dos professores das escolas, dos clubes locais e a formação de árbitros. Na segunda etapa, inicia-se a prática do rugby, por meio do tag, enquanto a terceira fase corresponde a realização de workshops para escolas, clubes e árbitros, dando um passo adiante na capacitação. A quarta fase corresponde ao aprimoramento e expansão das atividades de tag nas escolas e a quinta fase é a realização de festivais escolares, consolidando a prática do rugby. Para “Mille”, parte do desafio está na formação dos professores de educação física, que em geral não tiveram aulas de rugby na faculdade. “Precisamos suprir uma carência na formação dos professores, pois em geral eles apenas dão atividades do ‘quartateto’ futebol, basquete, vôlei e handebol” ressaltou Migliano em sua apresentação. “Em Toledo (PR), é feito algo muito interessante, com os professores dando dez minutos de cada esporte ao longo da aula, permitindo que as crianças tenham contato com várias práticas, sendo o rugby uma delas”, exemplificou com um caso de outra cidade que vem introduzindo o rugby nas escolas, mas fora do eixo RJ-SP-RS.

 

Abaixo, o mapa do Rio de Janeiro de escolas monitoradas pelo programa de impacto da CBRu. Em amarelo estão as escolas cujos professores de educação física já desenvolvem atividades de rugby, enquanto em verde estão as escolas que inclusive já realizaram festivais. Em vermelho estão escolas com professores capacitados, mas que ainda não realizaram atividades, e em azul os centros esportivos municipais.

rio mapa

rugby na escola

 

Foto: João Neto/FOTOJUM

Comentários