CBRu encerra programa de Alto Rendimento em Curitiba

O fim de ano não veio acompanhado de boas notícias para os atletas paranaenses. Recebemos essa nota escrita por Fabio Bandeira preparador físico do Curitiba na última semana, e que publicamos de forma integral abaixo.

 

A situação foi confirmada posteriormente pela CBRu, de que de fato, o programa de Alto Rendimento em Curitiba será encerrado ao fim do ano. O motivo, segundo a entidade, é a baixa frequência dos atletas. Também publicamos a nota da CBRu.

 

Nota da CBRu:

A Confederação Brasileira de Rugby notifica o fechamento temporário da Academia de Alto Rendimento em Curitiba, Paraná. O motivo deve-se à falta de atletas na unidade.

 

À de fim de normatizar a situação, a CBRu informa que iniciou um trabalho de detectação de talentos na região com o objetivo de reabrir a unidade em curto/médio prazo.

 

Nota de Fabio Bandeira:
Ao terminar a Copa Cultura Inglesa, última competição do ano para vários atletas do Paraná e do Brasil, na viagem de volta a Curitiba, realizamos uma retrospectiva de 2015 sobre o desenvolvimento do rugby no estado e as competições disputadas pelo Curitiba Rugby Clube e pela seleção paranaense.
 
Chegamos à conclusão que, apesar de termos muito ainda a desenvolver aqui no estado pretendemos contribuir com o crescimento do rugby nacional.
 
O fato é que, dois após o estado paranaense conquistar a primeira colocação da Copa com a equipe M-17 e a terceira colocação com a equipe feminina, a CBRu anuncia o fechamento da academia Unilever/Top 100 no Paraná, alegando que não tínhamos resultados aqui neste polo.
 
Não sabemos bem quais resultados queriam que tivéssemos, mas me parece que, alguma coisa estamos fazendo corretamente aqui no estado pois, além dos resultados citados acima, ainda temos:
O atual vice-campeão brasileiro adulto de XV
O atual terceiro colocado no campeonato brasileiro masculino de sevens
O atual Campeão Brasileiro feminino de sevens
O atual Campeão Brasileiro M19
O atual vice-campeão Brasileiro M17
 
Apesar de alguns dentro da CBRu não admitirem nossa evolução, não conseguirem observar isto ou simplesmente ignorar por completo o estado do Paraná (me parece que esta última é a explicação mais razoável) nós, sim, continuaremos a nos desenvolver e melhorar nossos resultados com ajuda de projetos como o VOR, que aliás, a própria IRB (atual World Rugby) reconheceu a importância deste.
 
Continuaremos com o planejamento coerente e consistente que temos. Continuaremos a levar o rugby para locais que não tem prática regular do esporte (4 novos polos estão sendo implantados neste momento para atender regiões que o VOR ainda não atende). Continuaremos pesquisando e estudando sobre Rugby para elevar a qualidade dos profissionais envolvidos. Continuaremos sendo honestos com o trabalho. Continuaremos nos capacitando. Continuaremos a realizar avaliações em busca de novos talentos.
 
Enfim, continuaremos a nos desenvolver e crescer no Paraná, com ou sem a ajuda. Faremos tudo pelo crescimento do Rugby (o esporte mais legal de todos) no Paraná e se a seleção brasileira quiser se beneficiar disso, estejam a vontade.
 
Afinal, queremos que o Rugby seja grande no Brasil.

Comentários