evry

C’est fini. A notícia veio em dezembro: a Federação Francesa de Rugby não construirá mais seu novo estádio para 82.000 pessoas em Evry, subúrbio de Paris. O projeto do Grand Stade era uma certeza e havia sido anunciado pela FFR em 2012, mas a mudança de gestão da entidade, com Bernard Laporte assumindo como novo presidente, mudou os planos sobre o estádio.

 

A intenção original da FFR era de aumentar a longo prazo suas receitas por possuir um estádio próprio, seguindo a receita da RFU inglesa com Twickenham, mas os custos da construção fizeram com que Laporte e seus aliados rejeitassem o projeto, que custaria 800 milhões de euros, sendo 600 milhões da iniciativa privada e 200 milhões da própria federação. Atualmente, a casa da seleção francesa é o Stade de France, em Paris, estádio público com 80.000 lugares construido para a Copa do Mundo de Futebol de 1998, que ganhou sobrevida como o grande estádio do país.

 

- Continua depois da publicidade -

França segue firme na candidatura para sede da Copa do Mundo de 2023

Apesar do fim do projeto do Grand Stade, a França segue como candidata a sede da Copa do Mundo de Rugby de 2023, tendo como concorrentes Irlanda e África do Sul.

 

A FFR ainda não revelou os estádios propostos, mas tem o apoio de 73% da população francesa, segunda pesquisa do fim do ano passado.