Rugby argentino mais do que dobra suas receitas

O rugby argentino mais forte. Na semana passada, foi publicado que a União Argentina de Rugby (UAR) terá em 2016 um orçamento próximo do triplo do registrado em 2015.

 

O presidente da UAR, Carlos Arujo, anunciou que a entidade deverá contar com 260 milhões de pesos argentinos (cerca de 100 milhões de reais) no ano que vem, contra 100 milhões que tivera em 2015. O cálculo da entidade é que o time argentino do Super Rugby ainda gere cerca de 5 a 6 milhões de pesos por ano aos cofres da UAR.

 

SANZAR com novo CEO

A SANZAR, entidade organizadora do Super Rugby e do Rugby Championship, anunciou seu novo CEO. É o sul-africano Andy Marinos, que assumirá o cargo no dia 1º de janeiro, que acumula experiência no Stormers, no Sharks e nas uniões de rugby de África do Sul e Gales.

 

Novidades na América Central

Já os desenvolvimentos do rugby na América Central também se mostram promissores. O próximo sábado, dia 28, será histórico para Honduras, o último país hispânico da região a ter sua seleção debutando no Rugby XV. Honduras fará seu primeiro jogo na história e a partida será em casa, na cidade de Las Vegas, contra a vizinha Guatemala.

 

Os Jaguares da Guatemala fizeram já um amistoso no último sábado, contra El Salvador, campeão do último Sul-Americano C, e aplicaram sonoros 56 x 0. Com a vitória, a Guatemala se enche de confiança para o Sul-Americano C, que será disputado entre os dias 6 e 12 de dezembro, em El Salvador, envolvendo também Costa Rica e Panamá. O torneio ainda contará com um amistoso entre Honduras e Nicarágua.

 

O único país centro-americano que não está alinhado com a Sudamérica Rugby é Belize, país de língua inglesa, que vem se aproximando da Americas Rugby North, a entidade que cuidado do rugby da América do Norte e do Caribe.

 

Comentários