São José recebeu com sucesso o 1º Social Rugby

Neste último sábado, 7 de novembro, o rúgbi brasileiro viveu um momento muito importante. Pela primeira vez, gestores de alguns dos principais projetos sociais que usam o rúgbi como mote estiveram em São José dos Campos, no CT Ange Guimera, para um encontro nacional que discutiu a temática.

 

O 1º Social Rugby: Encontro Nacional de Projetos Sociais de Rugby teve a presença de gestores de 11 cidades dos estados de São Paulo, Rio de Janeiro, Minas Gerais, Paraná e Bahia. Foi uma clara demonstração do envolvimento dos profissionais com seus projetos, com o crescimento da modalidade no país e, mais importante, com a contribuição do processo de inclusão social através do esporte.

 

Além dos cerca de 30 gestores presentes ao evento, professores e alunos do Programa de Mestrado Profissional em Gestão do Esporte da Universidade Nove de Julho (Uninove) participaram da organização do evento e ministraram palestras e minicursos. Fora da sala, mais de 130 crianças dos projetos sociais do São José Rugby, do Jacareí Rugby, do São Lourenço Rugby e do Instituto Dagaz (Volta Redonda) participaram de uma clínica de rúgbi com os treinadores e jogadores da equipe joseense.

 

Um verdadeiro exemplo de comunhão de ideias e esforços para o crescimento de projetos sociais que tem por objetivo não apenas o crescimento e a popularização da modalidade, mas principalmente o de dar oportunidades para crianças e adolescentes através do esporte.

 

O dia dos gestores

Dentro da sala do CT Ange Guimera, em São José dos Campos, cerca de 40 pessoas assistiam às atividades programadas para os gestores. A ideia foi montar um conjunto de apresentações de alguns dos principais projetos sociais que adotam o rúgbi como modalidade esportiva, intercalados com pequenas apresentações de professores e alunos do Mestrado Profissional em Gestão do Esporte da Uninove.

 

Os projetos sociais que se apresentaram foram os do São José Rugby (São José dos Campos- SP), Jacareí Rugby (Jacareí- SP), Rio Rugby (Rio de Janeiro- RJ), Instituto Dagaz (Volta Redonda- RJ), Curitiba Rugby (Curitiba- PR), Hurra! (São Paulo- SP) e Rugby Para Todos (São Paulo-SP).

 

Além das apresentações, estiveram presentes ao evento representantes do Bandeirantes Saracens (São Paulo- SP), do Corínthians Rugby (Projeto Rugby e Cidadania, Barueri- SP), do Rio Branco Rugby (São Paulo- SP), do Alto Tietê Rugby (Mogi das Cruzes- SP), do Guarulhos Rugby (São Paulo- SP), do São Lourenço Rugby (São Lourenço- MG), do Rugby Sustentável e do Feira de Santana Rugby (Feira de Santana- BA).

 

As apresentações dos professores e alunos da Uninove se dividiram em duas. Os professores falaram brevemente sobre suas especialidades de pesquisa que podem auxiliar na gestão dos projetos sociais esportivos. Já os alunos apresentaram resultados de pesquisas aplicadas de suas dissertações de mestrado que estão em andamento. Desta maneira, os gestores puderam ter acesso a informações da prática de gestão dos principais projetos sociais do país e dos estudos científicos da área da gestão do esporte.

 

Atividades dentro do campo

Enquanto o Social Rugby tinha atividades no interior do prédio do CT Ange Guimera, no campo recém inaugurado, a prática da excelência da modalidade foi o mote das atividades coordenadas pelo treinador Maurício Coelho. Foram 130 crianças do São José Rugby, Jacareí Rugby, São Lourenço Rugby e Instituto Dagaz. Maurício convocou atletas e treinadores especialistas em cada posição da equipe campeã brasileira de 2015 e dividiu as 130 crianças em atividades específicas.

Foram ministradas atividades específicas para a 1ª, 2ª e 3ª linhas, para half scrum e abertura, para os centros e para os pontas e fullbacks. Depois, passaram a simular situações em conjunto para finalmente fazerem alguns jogos com tempo reduzido. Todas as atividades foram intercaladas com tempo para o café da manhã, intervalos de manhã e à tarde, almoço e lanche ao fim do dia, além de frutas o dia todo.

 

Estrutura do evento

A organização do 1º Social Rugby ficou por conta do São José Rugby em conjunto com professores e alunos do Programa de Mestrado em Gestão do Esporte da Uninove. Além das apresentações, os alunos colocaram em prática seu conhecimento sobre organização de eventos. Boa parte da organização ficou a cargo dos alunos: a produção e alimentação do site e das redes sociais do evento, a busca por patrocínio e até mesmo a cozinha no dia do Social Rugby.

 

Graças ao apoio de vários parceiros, foi possível oferecer a todos a alimentação durante todo o evento. Como o Social Rugby aconteceu dentro do CT Ange Guimera e com cerca de 180 pessoas envolvidas, foi necessário prover a todos com alimentação (café da manhã, lanches e almoço). As inscrições foram gratuitas e portanto o apoio dos parceiros do evento foi fundamental.

 

A alimentação foi conseguida por meio do apoio da Liga de Rugby do Vale, da Padaria Prestígio, da Padaria Flor de Ypê, da Casa de Massas Villa Ema e do vereador Robertinho da Padaria. Além destes parceiros, o CNA Inglês, a Try Store e a MCA Consultoria Esportiva compraram cotas de patrocínio que complementaram os custos de alimentação das 180 pessoas envolvidas. Além disso, a Confederação Brasileira de Rugby (CBRu) forneceu bolas para o evento e a CCR Nova Dutra forneceu as tendas que se posicionaram na entrada das salas.

 

O evento aconteceu no CT Ange Guimera, que oferece uma boa estrutura para o desenvolvimento das atividades esportivas. Apesar de não contar com internet, a ideia de levar todos os gestores ao mesmo local serviu para que a integração entre gestores, atletas, professores e alunos pudesse ser maior.

 

O São José Rugby agradece a participação de todos e a ajuda dos parceiros que puderam fazer possível este evento. A expectativa é que a troca de experiências gere um aprendizado que seja benéfico a todos os projetos e possa trazer ainda mais sucesso aos projetos sociais que têm como mote a inclusão e a cidadania através do esporte. E também de que o 1º Social Rugby seja apenas o primeiro de uma longa série de encontros desta natureza.

 

Texto e fotos por: São José Rugby.

Comentários