A Confederação Brasileira de Rugby (CBRu) conquistou nesta noite de quinta-feira (7), o Prêmio Sou do Esporte pelo terceiro ano consecutivo (2015, 2016, 2017), na categoria de melhor gestão de governança esportiva e transparência entre todas as confederações esportivas olímpicas do Brasil, que ao todo somam 30 entidades.

A entrega do prêmio aconteceu durante o III Prêmio Sou do Esporte, no Hotel Grand Hyatt da Barra da Tijuca, no Rio de Janeiro. As entidades finalistas na categoria Governança desta edição foram: CBAT (Atletismo) CBRu (Rugby) CBV (Vôlei) CBTM (Tênis de mesa) e CBVela (Vela).

“É motivo de grande alegria continuar liderando no âmbito da Governança no cenário esportivo do Brasil, mas estamos muito felizes também por todo o movimento que a Sou do Esporte está fazendo, colocando a governança como uma das prioridades entre as confederações, governo, imprensa e a opinião pública. Vamos continuar trabalhando para manter a CBRu no topo e, com isso, também ajudar outras entidades a melhorarem suas práticas. Nossa missão é colocar o Rugby do Brasil na elite do mundo e ajudar na transformação do esporte brasileiro”, afirma Agustin Danza, CEO da CBRu.

“A CBRu é uma entidade moderna que tem em sua missão a governança como força motriz e isso se reflete no estudo. Mesmo ela tendo sido novamente a melhor pontuada, outras entidades como a do Atletismo, por exemplo, vêm subindo ano a ano e demonstrando que as ações contínuas estão tendo resultados. Outra que merece destaque é a CBVela que estreou como uma das cinco melhores entidades melhores pontuadas no estudo; reflexo do sensacional trabalho que o presidente desta Confederação, Marco Aurélio de Sá Ribeiro vem liderando. Não é à toa que ele foi eleito pela Sou do Esporte na categoria Gestor do Ano”, ressaltou Fabiana Bentes, presidente da Sou do Esporte.

- Continua depois da publicidade -

Criado em 2015, o Prêmio é o único da América Latina destinado às confederações olímpicas que têm seus atributos de governança analisados em um estudo produzido pela entidade e reconhecido pela organização dinamarquesa Play the Game, que atua na promoção da democracia, transparência e liberdade de expressão no esporte.

O Prêmio Sou do Esporte avalia as práticas de governança de entidades esportivas a partir de mais de 130 atributos, abalizados nos principais indicadores: Transparência, Equidade, Prestação de Contas, Integridade Institucional e Modernidade.

Além das confederações, a Sou do Esporte homenageia atletas e entidades que trabalham para o desenvolvimento do esporte no país.

 

Homenageados do III Prêmio Sou do Esporte:

Homenageado especial da edição 2017: Eder Jofre, um dos maiores boxeadores da história do esporte

Atleta de Valor: Susana Schnardorf (Natação Paralímpica), Rodrigo Minotauro (MMA) e Isabel Swan (Vela)

Atitude Positiva: Comissão de Esporte da Câmara dos Deputados

Sou do Esporte Solidário: Projeto Grael

Gestor do Ano: Marco Aurélio de Sá Ribeiro (CBVela)

Patrocínio Sustentável: Estácio Universidade

 

Prêmio – Vencedores nas edições anteriores:

2015

Governança: CBRU, CBTM, CBV (ENTIDADES COM MEDIA SUPERIOR A 5)

Gestor do Ano: Andrew Parsons

Solidário:  Vila Olímpica da Maré – Senhor Amaro Domingues

Atleta de Valor: Nalbert Bitencourt, Lars Grael, Gabriel Mendes & Raphael Espindola: Complexo do Alemão

Atitude Positiva: CBAT

Homenagem especial: Prof. Dr. Lamartine DaCosta

2016

Governança: CBRU, CBHB, CBAT, CBV, CBTM (ENTIDADES COM MEDIA SUPERIOR A 5)

Gestor do Ano: Ricardo Trade

Solidário:  Instituto Urecê

Atleta de Valor: Guilherme Murray, Clodoaldo Silva, Sergio Santos

Atitude Positiva: Comissão dos atletas da CBV – André Heller

Homenagem especial: Mestre Geraldo Bernardes

 

Foto: Kadeh Ferreira