Foto: ©INPHO/Tommy Dickson

ARTIGO COM VÍDEO – Recorde! Nunca antes a seleção de Gales havia conquistado 12 vitórias consecutivas em jogos oficiais e esse recorde foi batido com estilo em jogo que valia a liderança do Six Nations contra a Inglaterra. O duelo de invictos foi empolgante até o fim e Gales triunfou por 21 x 13, celebrando não apenas a liderança como também o fato de ter negado o bônus defensivo aos ingleses – o que poderá fazer a diferença lá na frente.


Os galeses jogavam em casa, com o Principality Stadium abarrotado para a partida contra o maior rival dos Dragões. E os galeses souberem sair de incômodos 67 minutos atrás no marcador para virarem o placar em final eletrizante, que premiou os 64% de domínio territorial acumulado pelos vermelhos e sua disciplina mais rígida, de apenas 3 penais cedidos durante toda a disputa.

A Inglaterra largou na frente com Owen Farrell arrematando o primeiro penal do jogo, mas Anscombe logo retribuiu na mesma moeda. Os ingleses pularam na frente aos 26′, aproveitando falha do ruck galês, com Moriarty e Tipuric batendo cabeça na cobertura e deixando o espaço para Tom Curry cravar o primeiro try do jogo. 10 x 03 no intervalo.

Gales tinha dificuldades no lateral, mas conseguiu reverter a pressão do breakdown e começar bem o segundo tempo com mais 2 penais chutados com precisão por Anscombe, 10 x 09. Farrell respondeu com penal aos 62′ para a Inglaterra, mas o fim da peleja foi vermelha.

- Continua depois da publicidade -

Gales emplacou incríveis 35 fases até o segunda linha Cory Hill finalizar o try dos anfitriões aos 67′, em uma incrível demonstração de organização e paciência. O golpe foi acusado pela Inglaterra, que passava a ficar pela primeira vez atrás no marcador. E o golpe fatal veio aos 78′, com Dan Biggar, que entrara muito bem no fim do jogo, desferindo um magnífico chute cruzado por Josh Adams ganhar a disputa épica nas alturas contra Elliot Daly e marcar o try dos 21 x 13. Fim de papo e invencibilidade mantida pelos comandados do técnico Warren Gatland.

Não haverá rodada no próximo fim de semana. A Inglaterra voltará a campo recebendo a Itália no dia 9 de março, enquanto Gales visitará a Escócia na mesma data.

21versus copiar13

Gales 21 x 13 Inglaterra, em Cardiff

Árbitro: Jaco Peyper (África do Sul)

Gales

Tries: Hill e Adams

Conversões: Biggar (1)

Penais: Anscombe (3)

15 Liam Williams, 14 George North, 13 Jonathan Davies, 12 Hadleigh Parkes, 11 Josh Adams, 10 Gareth Anscombe, 9 Gareth Davies, 8 Ross Moriarty, 7 Justin Tipuric, 6 Josh Navidi, 5 Alun Wyn Jones (c), 4 Cory Hill, 3 Tomas Francis, 2 Ken Owens, 1 Rob Evans;

Suplentes: 16 Elliot Dee, 17 Nicky Smith, 18 Dillon Lewis, 19 Adam Beard, 20 Aaron Wainwright, 21 Aled Davies, 22 Dan Biggar, 23 Owen Watkin;

Inglaterra

Try: Curry

Conversão: Farrell (1)

Penais: Farrell (1)

15 Elliot Daly, 14 Jack Nowell, 13 Henry Slade, 12 Manu Tuilagi, 11 Jonny May, 10 Owen Farrell (c), 9 Ben Youngs, 8 Billy Vunipola, 7 Tom Curry, 6 Mark Wilson, 5 George Kruis, 4 Courtney Lawes, 3 Kyle Sinckler, 2 Jamie George, 1 Ben Moon;

Suplentes: 16 Luke Cowan-Dickie, 17 Ellis Genge, 18 Harry Williams, 19 Joe Launchbury, 20 Brad Shields, 21 Dan Robson, 22 George Ford, 23 Joe Cokanasiga;

 

 SeleçãoJogosPontos
Gales523
Inglaterra518
Irlanda514
França510
Escócia59
Itália50
- Grand Slam = 3 pontos;
- Vitória = 4 pontos;
- Empate = 2 pontos;
- Derrota = 0 pontos;
- Anotar 4 ou mais tries = 1 ponto extra;
- Perder por diferença de 7 pontos ou menos = 1 ponto extra;