Toulouse segurou o Racing em clássico francês. Foto: ©INPHO/Dan Sheridan

ARTIGO COM VÍDEOS – Fim de semana de tirar o fôlego na Heineken Champions Cup, a Copa Europeia, que viveu suas quartas de final. No primeiro jogo, os escoceses do Edinburgh caíram em casa contra os irlandeses do Munster, 17 x 13, ao passo que os ingleses do Saracens liquidaram as esperanças da Escócia (que pela primeira vez tinha 2 times nas quartas), atropelando o Glasgow por 56 x 21.

No clássico irlandês, deu Leinster, atual campeão, que segue sonhando com o penta, sobre o Ulster, em suados 21 x 18, ao passo que no domingo o dérbi francês entre Racing e Toulouse fechou as quartas com o Toulouse também seguindo na luta pelo penta, 22 x 21 fora de casa.

Nas semifinais, o Saracens receberá o Munster, no da 20 de abril, ao passo que Leinster e Toulouse farão em Dublin no dia 21 o duelo dos maiores campeões europeus.

 

- Continua depois da publicidade -

Jogo a jogo

Diante de mais de 36 mil torcedores em Murrayfield, o Edinburgh deixou a chance de fazer história para o rugby escocês, caindo diante do Munster. O primeiro try do jogo foi dos visitantes, com o ponta Keith Earls cobrando penal rápido para surpreender a defesa da casa aos 18′, quando os irlandeses jogavam com 14 homens por amarelo cedo para Tadhg Beirne. Mas o Edinburgh respondeu com try de Chris Dean aos 26′, após sequência de fases. Van der Walt deu a frente para os anfitriões com penal, mas o Munster virou o placar no fim do jogo, com a linha vermelha encaixando para Earls finalizar try aos 70′. 17 x 13 no detalhe.

O Saracens, por sua vez, foi brilhante contra o Glasgow, atropelando em jogo de domínio absoluto em Londres. Mas a partida começou com os escoceses marcando logo a 1′ o primeiro try com Ali Price. Liam Williams respondeu imediatamente com try para os Sarries e os ingleses tomaram o controle. Strettle e Barritt cravaram mais 2 tries que nocautearam os Warriors. E a segunda etapa foi arrasadora, com Liam Williams, Strettle e Jamie George fazendo outros 3 tries para os londrinos. Somente aos 66′ Horne cruzou o in-goal para Glasgow, mas Tompkins ainda fez mais um try para os ingleses. No fim, Fagerson marcou o último try dos Warriors. 56 x 27 incontestáveis.

Com o Aviva Stadium lotado, o Leinster sofreu para despachar seu rival Ulster, da Irlanda do Norte, em clássico das captais irlandesas de arrepiar. O jogo foi de arrepiar, com Treadwell marcando o primeiro try do Ulster após chute de Ringrose bloqueado aos 5′. Mas os azuis provaram serem os melhores da Europa no momento e responderam com try de Ross Byrne (o abertura que substituiu Sexton) aos 10′. Troca de penais entre Byrne e Cooney levou o jogo ao intervalo em vantagem de 13 x 11 para o Ulster, que quase ampliou logo após o intervalo, com Stockdale perdendo um try por perder o controle da bola na finalização. Quem não faz, leva, e aos 53′ o Leinster conseguiu o decisivo try da virada pelas mãos de Adam Byrne, após Jack Conan romper a defesa vermelha. A resposta do Ulster saiu com try aos 63′, de Luke Marshall, mas sem conversão, levando o jogo empatado aos instantes finais dramáticos. E o penal da vitória do time de Dublin saiu aos 71′, com Ross Byrne impecável. 21 x 18, placar final.

Já em Paris o milionário e atual vice campeão Racing foi eliminado de forma épica pelo poderoso Toulouse, que voltou finalmente a brilhar na Copa Europeia. O tetracampeão europeu abriu o placar com try do jovem Dupont logo aos 6′, após o escocês Finn Russell aparecer com interceptação e chute inteligente para o scrum-half. A situção parecia se deteriorar contra o Toulouse aos 28′ quando Holmes recebeu vermelho por tackle alto, mas Thomas foi do céu ao inferno, recebendo amarelo que igualou os times numericamente, permitindo ao Toulouse ganhar ânimo e marcar dois tries cruciais e decisivos em sequência, com Médard – em lance de magia do Toulouse, com direito a offload incrível de Tauzin para Ntamack – e de novo Dupont, fechando um primeiro tempo de mais de 2/3 de território a favor dos visitantes.

Os visitantes seguraram o placar até o fim e com um penal aos 67′ de Ramos a pressão aumentou contra o Racing. Contudo, o time de Paris correu atrás do prejuízo, com Chat, aos 73′, e Nakarawa, aos 77′, cruzando o in-goal para os tries que poderiam ter dado a vitória aos donos da casa. No entanto, as duas conversões form perdidas por Machenaud e a festa foi Toulousain, 22 x 21.

Heineken Champions Cup – Copa Europeia 2018-19

Quartas de final

13versus copiar17Munster copy

Edinburgh (Escócia) 13 x 17 Munster (Irlanda), em Edimburgo

 

Saracens logo56versus copiar27Glasgow Warriors

Saracens (Inglaterra) 56 x 27 Glasgow Warriors (Escócia), em Londres

 

Leinster21versus copiar18Ulster copy copy

Leinster (Irlanda) 21 x 18 Ulster (Irlanda), em Dublin

 

21versus copiar22

Racing (França) 21 x 22 Toulouse (França), em Paris

 

Semifinais

Dia 20/04 – Saracens x Munster, em Coventry

Dia 21/04 – Leinster x Toulouse, em Dublin