Foto: Ale da Costa/Portrait

A última rodada pelo Campeonato Paulista C teve de tudo e só decidiu a classificação faltando 40 minutos para acabar a última partida realizada no domingo. Com Rio Preto, Wallys e Ribeirão classificados, o Cougars começou a rodada torcendo para tropeços de Jequitibá e Wallys para se classificar, o que acabou não ocorrendo, e com uma grande exibição do Iguanas em casa contra o Wallys, abocanhou a última vaga para as semifinais.

O Jequitibá foi até a Arena Paulista e fez o dever fora de casa contra a equipe da FEA. Apenas a vitória por ponto bônus interessava à equipe de Paulínia e o primeiro tempo mostrou uma equipe com vontade contra os donos da casa com apatia, sem chances de classificação ou descenso. Com o terceira linha Ulisses Correia aplicando intensidade que a defesa da FEA não conseguia freiar, o Jequitibá chegou ao primeiro try aos 9′, após pegar a defesa desconfigurada para marcar com o ponta André Bezerra. Aos 17′, desta vez, foi na outra ponta com o camisa 11 João Pedro Menezes, após belo avanço de Ulisses Correia. Sem conseguir defender com consistência, a FEA sofreu o terceiro try logo em seguida, aos 22′ com Guilherme Jacobucci, seguido de Ulisses Correia, que merecidamente deixou a sua marca após bela exibição no primeiro tempo. O quinto try do primeiro tempo foi marcado após o tempo regulamentar por Fabrício Vimercati, com implacáveis 00×29.

A roda de intervalo da FEA foi tensa, com quatro substituições acontecendo nos primeiros 5 minutos do segundo tempo e que demonstraram mais vontade na volta. Mesmo assim, o Jequitibá estava embalado e foi o primeiro a marcar no segundo tempo, com o fullback Guilherme Lobo infiltrando a defesa dos Canhões. A FEA passou a reagir e comandar as ações logo em seguida, com o try do pilar Roger Santesso, aproveitando as investidas que a defesa adversária não conseguiu freiar. Não tardou para que Leonardo Nascimento, segundo centro da FEA, conseguisse aproveitar uma bola em disputa para correr meio campo para deixar a sua marca e ligar o alerta nos adversários aos 19′. João Pedro Menezes, aos 28′, novamente crava para o Jequitibá, abafando as esperanças da FEA de virar o placar. Já perto do final, o terceira linha que começou o campeonato com tudo na artilharia, Maurício Zotarelli, voltou a deixar sua marca e decretou números finais à partida vencida pelo Jequitibá por 17×41.

Com o resultado, o Cougars – que já havia cumprido todos os jogos – foi passado na classificação e saiu da zona de classificação, dando lugar para o Jequitibá.

- Continua depois da publicidade -

O Jequitibá era o semifinalista até antes da partida de domingo do Iguanas contra o já classificado Wallys. Após dois reveses dentro de casa contra Cougars e Jequitibá, o Iguanas finalmente fez valer o mando e jogou sabendo que precisava apenas de si para se classificar. Logo aos 3′ de jogo, o ponta fenômeno Lucas Alcino deixa sua marca para colocar a equipe da casa na frente por 7×0. Carlos Molina, artilheiro da C, opta pelos 3 pontos do penal aos 14′, deixando 7×3 no placar, para em seguida Gabriel Costa, aos 22′, virar o placar para deixar tudo por 07×10. Próximo do final, o Iguanas chega ao segundo try, após o segunda linha Carlos Henrique de Oliveira cair no ingoal aos 34′, deixando os Iguanas na frente por 14×10 ao fim do primeiro tempo.

Nos 40 minutos finais, só deu a equipe da casa. Apesar do começo amarrado em que ambas as equipes seguravam as investidas de ataque, os Iguanas se aproveitaram da maior intensidade que as substituições causaram e aplicaram 4 tries nos últimos vinte minutos de jogo: Paulo de Oliveira, Yago Gomes, Caio Henrique e novamente Lucas Alcino deixaram suas marcas para conseguir a incrível vitória para a vaga nas semifinais, tirando Jequitibá e Cougars da disputa. Agora se juntam para tentar desbancar o Rio Preto que conseguiu se classificar em primeiro lugar.

O líder Rio Preto confirma a melhor campanha com um placar centenário dentro de casa contra o União. Foram nada menos que 103×00 e um recado para os Iguanas no dia 28 de setembro em São José do Rio Preto. O primeiro try da saraivada ocorreu com menos de 1′ de jogo, com o hooker Edivaldo Scamardi – que viria marcar um hat trick ainda no primeiro tempo – iniciando os 15 tries que as águias iriam marcar na equipe da capital. Outro destaque foi Muryel da Silva que também chegou à números centenários na artilharia, com 106 pontos marcados, apenas 1 atrás do líder Carlos Molina do Wallys. Certamente a equipe demonstrou que há um belo trabalho sendo realizado em São José do Rio Preto.

O jogo entre Ribeirão e Mogi não ocorreu por Walk Over (W.O.) da equipe de Mogi das Cruzes por dificuldades insuperáveis nos dias antes do jogo. Pelo regulamento, o WO configura em rebaixamento automático e o Mogi estará no Paulista D em 2020. As duas equipes que chegarem na final do Paulista D subirão com o efeito do WO do Mogi.

As semifinais ficaram assim: Rio Preto recebe o Iguanas, Ribeirão joga contra o Wallys em Ribeirão Preto, ambos no dia 28 de setembro. São 3 equipes que estão na semifinal do Paulista C pela primeira vez, apenas o Wallys já passou pela experiência. Pela fase regular, o Rio Preto surpreendeu o Iguanas na primeira rodada com vitória por 34×17, já demonstrando não sentir medo após subir do Paulista D; Wallys e Ribeirão ocorreu na penúltima rodada com um jogo muito acirrado de 27×26 para o Wallys. Grandes confrontos na semifinal e cujos resultados anteriores mostram que tudo está em aberto.

 

Campeonato Paulista Série C – Semana 13

Dia 14/09/2019 às 14h00 – FEA 17 x 41 Jequitibá
Árbitro: Gabriel Couto
Auxiliares de linha: Danilo Oddone e Ryanne de Sousa
4º árbitro: Bárbara Boadas
Local: Arena Paulista – CERET – São Paulo, SP

 

Dia 14/09/2019 às 14h00 – Ribeirão 24 x 00 Mogi – W. O.
Árbitro: Ricardo Marzano
Auxiliares de linha: Guilherme Wadt e Bárbara Martins
4º árbitro: Marcela Coffaci
Local: Campo Moura Lacerda – Ribeirão Preto, SP

 

Dia 14/09/2019 às 14h00 – Rio Preto 103 x 00 União
Árbitro: Vitor Silvério
Local: Campo Tangará – Sâo José do Rio Preto, SP

 

Dia 15/09/2019 às 10h00 – Iguanas 40 x 10 Wallys
Árbitro: Cauã Ricardo
Auxiliares de linha: Frank Carvalho e Gilson dos Santos
4º árbitro: Raíssa Alexia
Local: CT Ange Guimera – Poliesportivo Campo dos Alemães – São José dos Campos, SP

 

Paulista C 2019 – Classificação

 ClubeCidadePJVED4+7-PPPCSP
Rio PretoSão José do Rio Preto36870171386122264
Ribeirão PretoRibeirão Preto3186026120515451
WallysJundiaí/Louveira28860240258158100
IguanasSão José dos Campos2684136225917881
Jequitibá Campinas/Paulínia25850441211215-4
CougarsVinhedo2484134220617828
FEASão Paulo11820621130207-77
UniãoSão Paulo5810710106332-226
Mogi Mogi das Cruzes2800811101318-217
Vitória = 4 pontos
Empate = 2 pontos
Derrota = 0 pontos
Marcar 4 ou mais tries no jogo = 1 ponto
Perder por diferença de 7 pontos ou menos = 1 ponto

1º ao 4º colocados = Semifinais
9º colocado = Repescagem de Rebaixamento contra o vice do Paulista D
10º colocado = Rebaixamento direto