Inglaterra encerra sua participação com double hat-trick sobre os Teros

ARTIGO COM VÍDEO – Hoje a Inglaterra jogou em casa, mas não em casa. Jogou em solo inglês, isso é fato. Mas desde 2009 que não jogava fora de Twickenham. O jogo foi no Etihad Stadium, em Manchester. Quase 51 mil espectadores para assistirem a despedida da seleção da casa contra o Uruguai, a seleção que mais levou pontos nesta edição do torneio.

 

A partida foi emocionante mais pelo que apresentou em escalação do time da Rosa, do que pelo jogo em si. Stuart Lancaster decidiu por em campo alguns jogadores que não tinham jogado até então. Danny Care, Henry Slade, Nick Easter como titular, Jack Nowell foram surpresas no jogo de hoje. Duas dessas surpresas, Nick Easter e Jack Nowell foram autores de dois hat-tricks na noite de hoje.

 

A supremacia inglesa já era esperada, o que não era esperado era o jogo cheio de penais para os dois lados. Os ataques cometiam muitos penais perdendo bolas perto das metas e isso impediu que o placar fosse maior do que foi. O pack de forwards da Inglaterra não deu chances para os uruguaios e vencia scrums, volantes e laterais com relativa facilidade. 70% de posse de bola e em 74% do tempo no campo dos Teros foram os números de domínio da Inglaterra.

 

Mas quem marcou logo no início, foi o Uruguai. Em uma jogada, Danny Care jogou em posição de impedimento e deu a chance dos Teros abrirem o placar. Felipe Berchesi chutou o penal para os postes e converteu os únicos 3 pontos do Uruguai, logo no primeiro minuto de jogo.

 

Daí para frente, somente pontos da Inglaterra que marcou tries com Anthony Watson e duas vezes com Nick Easter apenas no primeiro tempo. Farrell não perdeu nenhuma e a etapa terminou com as Rosas na frente por 21 x 3.

 

Ao fim do primeiro tempo, Uruguai teve seu capitão, o segunda linha Santiago Vilaseca punido com cartão amarelo e iniciou a segunda etapa com um a menos. Isso foi decisivo para a partida. Logo aos 2 minutos, Watson anotou o seu segundo try, desta vez sem a conversão de Farrell.

 

Os Teros conseguiram se segurar, sempre se baseando nos erros da Inglaterra, mas aos 14 minutos, não mais foram capazes de segurar o ímpeto inglês. Com um try de Henry Slade outro de Nick Easter que completou um hat-trick assim como Jack Nowell e mais um penalty-try no fim da partida, deram os números finais da partida. Destes 6 tries, Farrell converteu apenas um e Ford outro. Placar final: Inglaterra 60 x 3.

 

O placar podia ser esperado, mas a eliminação jamais o foi. A Inglaterra se despede do torneio pela primeira vez em sua primeira fase e quis Stuart Lancaster que fosse em casa. Lancaster pode sim ser responsabilizado por esta eliminação. Alguns jogadores habilidosos não foram chamados para integrar o grupo e alguns outros, que foram chamados, não foram utilizados contra Gales e contra Austrália, as duas derrotas em Twickenham que custaram a eliminação do time da casa. Resta como consolação, a terceira posição no grupo que garante vaga direta para a Copa do Mundo de Rugby a ser disputada em 2019 no Japão.

 

 

 

 

inglaterra novo 60  versus copiar   03   uru novo copy copy

Inglaterra 60 x 3 Uruguai, em Manchester
Árbitro: Chris Pollock (Nova Zelândia)

 

Inglaterra

Tries: Watson (2), Easter (3), Slade e Nowell (3)

Conversões: Farrell (4) e Ford.

 

15 Alex Goode, 14 Anthony Watson, 13 Henry Slade, 12 Owen Farrell, 11 Jack Nowell, 10 George Ford, 9 Danny Care, 8 Nick Easter, 7 Chris Robshaw (c), 6 James Haskell, 5 Geoff Parling, 4 Joe Launchbury, 3 Dan Cole, 2 Tom Youngs, 1 Mako Vunipola.
Suplentes: 16 Jamie George, 17 Joe Marler, 18 David Wilson, 19 George Kruis, 20 Tom Wood, 21 Richard Wigglesworth, 22 Jonathan Joseph, 23 Mike Brown.

 

Uruguai

Penais: Berchesi

 

15 Gaston Mieres, 14 Santiago Gibernau, 13 Joaquin Prada, 12 Andres Vilaseca, 11 Rodrigo Silva, 10 Felipe Berchesi, 9 Agustín Ormaechea, 8 Alejandro Nieto, 7 Matias Beer, 6 Juan Manuel Gaminara, 5 Jorge Zerbino, 4 Santiago Vilaseca (c), 3 Mario Sagario, 2 Carlos Arboleya, 1 Mateo Sanguinetti.
Suplentes: 16 Nicolas Klappenbach, 17 Oscar Duran, 18 Alejo Corral, 19 Mathias Palomeque, 20 Diego Magnol 21 Agustín Alonso, 22 Alejo Durán, 23 Manuel Blengio.

Histórico: 2 jogo e 2 vitórias da Inglaterra.

 

 

ClubePJVED4+-7PPPCSP
Grupo A
Austrália1744001014135106
Gales134301101116744
Inglaterra114202211337558
Fiji541031084101-17
Uruguai040040030226-196
Grupo B
África do Sul1643013117656120
Escócia144301201421393
Japão1243010098100-2
Samoa641031169124-55
Estados Unidos040040050156-106
Grupo C
Nova Zelândia1944003017449125
Argentina1543013017970109
Geórgia842020053122-69
Tonga641031170130-60
Namíbia140040170174-104
Grupo D
Irlanda1844002013535100
França144301201176453
Itália104202117488-14
Romênia441030060126-66
Canadá240040258141-83

Comentários