Inglaterra venceu a África do Sul em jogo de fim polêmico. Foto: RFU

ARTIGO COM VÍDEOS – A Europa ferveu neste sábado com os amistosos internacionais agitando o Velho Continente, com direito a dois grandes duelos em solo britânico: em Londres, a Inglaterra lavou a alma vencendo a África do Sul por 12 x 11, em jogo duro até o fim, ao passo que em Cardiff foi a vez de Gales se impor sobre a Escócia, 21 x 10.

E ainda rolou ação no “Six Nations C”, com vitória da Polônia sobre a Lituânia, e muito mais nas divisões inferiores da Europa.

 

Springboks caem contra Inglaterra com direito a final polêmico

- Continua depois da publicidade -

Inglaterra e África do Sul protagonizaram clássico mundial em Londres, em jogo de dois tempos bastante distintos. Na primeira etapa, os Springboks foram dominante, com volume de jogo muito maior, pressão intensa, mas poucos pontos capitalizados. Na segunda etapa, a Inglaterra falou mais alto se colocando em vantagem na base dos penais e segurou a vantagem no final, para vencer os sul-africanos pela segunda vez seguida, reerguendo-se após um sofrível primeiro semestre.

Pollard e Farrell trocaram penais no início e, depois de muito pressionar, a África do Sul criou seu try aos 32′, com Nkosi finalizando na ponta, depois de assistência de Whiteley, em linha de passes rápida dos verdes, que somavam 70% de posse de bola e superioridade nas formações fixas, com direito a 4 laterais nas 22 de ataque, falhado em somar pontos, mesmo no período que contou com 14 homens (por amarelo a Itoje). Farrell ainda descontou com penal aos 36′ e o duelo foi ao intervalo em 8 x 6 para os visitantes.

Na segunda parte, Daly chutou penal de longa distância logo no início e colocou a Rosa em vantagem e lançou a pressão para cima dos verdes. Os ingleses equilibraram posse de bola e território e foram faltando recursos aos Boks para fazerem tries. Pollard devolveu a frente aos visitantes com penal, mas, aos 72′, Farrell guardou o penal decisivo para a Inglaterra, fazendo 12 x 11.

O fim de jogo foi dramático. Pollard perdeu um penal longo e no já com o tempo esgotado os Boks tiveram um penal que para muitos parecia claro, com Farrell dando tackle de ombro em Esterhuizen. Mas a arbitragem não deu a infração e o jogo se encerrou com vitória da Rosa.

A Inglaterra receberá no sábado que vem a Nova Zelândia, ao passo que a África do Sul visitará a França.

 

12versus copiar11

Inglaterra 12 x 11 África do Sul, em Londres

Árbitro: Angus Gardner (Austrália)

Inglaterra

Penais: Farrell (3) e Daly (1)

15 Elliot Daly, 14 Jack Nowell, 13 Henry Slade, 12 Ben Te’o, 11 Jonny May, 10 Owen Farrell (cc), 9 Ben Youngs, 8 Mark Wilson, 7 Tom Curry, 6 Brad Shields, 5 George Kruis, 4 Maro Itoje, 3 Kyle Sinckler, 2 Dylan Hartley (cc), 1 Alec Hepburn;

Suplentes: 16 Jamie George, 17 Ben Moon, 18 Harry Williams, 19 Charlie Ewels, 20 Zach Mercer, 21 Danny Care, 22 George Ford, 23 Manu Tuilagi;

África do Sul

Try: Nkosi

Penais: Pollard (2)

15 Damian Willemse, 14 Sbu Nkosi, 13 Jesse Kriel, 12 Damian de Allende, 11 Aphiwe Dyantyi, 10 Handré Pollard, 9 Ivan van Zyl, 8 Warren Whiteley, 7 Duane Vermeulen, 6 Siya Kolisi (c), 5 Pieter-Steph du Toit, 4 Eben Etzebeth, 3 Frans Malherbe, 2 Malcolm Marx, 1 Steven Kitshoff;

Suplentes: 16 Bongi Mbonambi, 17 Thomas du Toit, 18 Wilco Louw, 19 RG Snyman, 20 Lood de Jager, 21 Embrose Papier, 22 Elton Jantjies, 23 André Esterhuizen;

 

Gales derrota a Escócia em Cardiff

Os dois times já tinham duelado com vitória galesa no Six Nations. E se reencontraram abrindo os amistosos de novembro, em mais um jogo de domínio de Gales sobre a Escócia, que não conseguiu novamente encaixar seu jogo.

Os 3 primeiros penais couberam a Gales, com Halfpenny preciso (9 x 0, em questão de 22 minutos de ação). Hastings respondeu com penal, mas, aos 30′, George North quebrou a linha de defesa azul e cravou o primeiro try do jogo para Gales. A Escócia fazia jogo parelho e respondeu com try do hooker e capitão McInally antes do intervalo, finalizando maul. 14 x 08.

O lance decisivo se deu logo após a pausa, com jogada rápida de mãos após lateral e try de Jonathan Davies, achando o espaço; A segunda etapa teve queda de rendimento ofensivo dos dois lados e defesas prevalecendo. O fim foi dramático, quando Dee recebeu amarelo e deixou Gales na defesa com 14 homens, com pressão escocesa. Os azuis conseguiram aquele que parecia o try da reação, com Peter Horne mergulhou para try, mas não foi capaz de apoiar a bola. Gales resistiu e selou o triunfo por 21 x 10.

No sábado que vem, Gales receberá a Austrália e a Escócia receberá Fiji.

21versus copiar10

Gales 21 x 10 Escócia, em Cardiff

Árbitro: Mathieu Raynal (França)

Gales

Tries: North e J Davies

Conversões: Halfpenny (1)

Penais: Halpenny (3)

15 Leigh Halfpenny, 14 George North, 13 Jonathan Davies, 12 Hadleigh Parkes, 11 Luke Morgan, 10 Gareth Anscombe, 9 Gareth Davies, 8 Ross Moriarty, 7 Justin Tipuric, 6 Dan Lydiate, 5 Alun Wyn Jones (c), 4 Cory Hill, 3 Dillon Lewis, 2 Ken Owens, 1 Nicky Smith;

Suplentes: 16 Elliot Dee, 17 Rob Evans, 18 Leon Brown, 19 Adam Beard, 20 Aaron Wainwright, 21 Tomos Williams, 22 Jarrod Evans, 23 Steff Evans;

Escócia

Try: McInally

Conversão: Hastings (1)

Penais: Hastings (1)

15 Blair Kinghorn, 14 Tommy Seymour, 13 Huw Jones, 12 Alex Dunbar, 11 Lee Jones, 10 Adam Hastings, 9 Ali Price, 8 Ryan Wilson, 7 Hamish Watson, 6 Jamie Ritchie, 5 Jonny Gray, 4 Ben Toolis, 3 Willem Nel, 2 Stuart McInally (c), 1 Allan Dell;

Suplentes: 16 Fraser Brown, 17 Alex Allan, 18 Simon Berghan, 19 Grant Gilchrist, 20 Matt Fagerson, 21 George Horne, 22 Pete Horne, 23 Darcy Graham;

 

Rugby Europe também teve ação

A Europa ainda viveu outros jogos internacionais neste sábado, com as divisões inferiores da Rugby Europe com ação plena.

Pelo Rugby Europe Trophy, o “Six Nations C”, a Polônia não deu chances à vizinha e novata Lituânia, triunfando por amplos 33 x 00, mostrando que quer competir em cima no campeonato.

Pela divisão abaixo, a Conference 1, a Suécia venceu jogo apertado contra Luxemburgo na casa do oponente, 10 x 09, provando que brigará por promoção, ao passo que a Moldávia (que esteve no Trophy na temporada passada) seguiu em crise, caindo em casa diante da Hungria por amplos 31 x 16 (um segundo rebaixamento é agora chance real para os moldavos).

Por fim, na Conference 2 a seleção de Andorra conseguiu vitória tranquila em casa sobre as Eslováquia, 27 x 14.

 

rugby europe copy

Rugby Europe Trophy – “Six Nations C” – 2ª divisão da Rugby Europe 2018-19

Polônia 33 x 00 Lituânia, em Lodz

 SeleçãoJogosPontos
Portugal524
Holanda518
Suíça512
Polônia510
Lituânia55
Tchéquia51
- Vitória com 3 ou mais tries de diferença = 5 pontos;
- Vitória com menos de 3 tries de diferença = 4 pontos;
- Empate = 2 pontos;
- Derrota por 5 pontos ou menos pontos = 1 ponto

- Campeão - classificado à Repescagem de Promoção contra o último colocado do Rugby Europe Championship (1ª divisão);
- Último colocado - Rebaixado à Conference 1 (3ª divisão);

 

Rugby Europe Conference 1 – 3ª divisão da Rugby Europe 2018-19

Grupo Norte

Moldávia 16 x 31 Hungria, em Anenii-Noi

Luxemburgo 09 x 10 Suécia, em Luxemburgo

 SeleçãoJogosPontos
Ucrânia414
Suécia413
Luxemburgo49
Hungria46
Moldávia34

 

Rugby Europe Conference 2 – 4 divisão da Rugby Europe 2018-19

Grupo Sul

Andorra 27 x 14 Eslováquia, em Andorra

 SeleçãoJogosPontos
Eslovênia414
Sérvia49
Andorra49
Bulgária38
Eslováquia30
- Vitória com 3 ou mais tries de diferença = 5 pontos;
- Vitória com menos de 3 tries de diferença = 4 pontos;
- Empate = 2 pontos;
- Derrota por 5 pontos ou menos pontos = 1 ponto

- Campeão será promovido à Conference 1 (3ª divisão);
- O pior último colocado entre os grupos Norte e Sul será rebaixado para a Development Cup (5ª divisão).