A Alemanha está convocada para o duelo com o Brasil nesse sábado, no Estádio Bruno Plache (foto), em Leipzig (antiga Alemanha Oriental), mesmo campo do segundo jogo do ano passado entre Tupis e alemães, que comporta até 15 mil torcedores.

O técnico sul-africano Kobus Potgieter chamou 38 jogadores para os amistosos de novembro, com a Alemanha ainda recebendo os Estados Unidos, no dia 18, e o Chile, no dia 25. O elenco é baseado no time que já vinha jogando, com 22 dos 26 atletas que encararam o Brasil nos dois duelos que rolaram em novembro passado, que acabaram com vitórias alemãs por 16 x 06, em Heidelberg, e 36 x 14, em Leipzig. Entre os destaques já velhos conhecidos dos Tupis estão os asas Jaco Otto (que fez tries em todos os jogos contra os brasileiros) e Sebastian Ferreira (sul-africano de origem, ex Kings), o chutador neozelandês Raynor Parkinson e o scrum-half Tim Menzel. O treinador, no entanto, apostou também em 11 novatos, apontando para a renovação da equipe.

Nada menos que 18 nomes são do Heidelberger RK, o melhor clube do país, já profissional e financiado pelo milionário Hans-Peter Wild, novo dono do Stade Français, da França, e principal investidor do rugby alemão. Além deles, nada foram chamados 11 atletas que atuam no exterior, com destaques para os segundas linhas Eric Marks, do time B do poderoso da Rochelle, da França, e Adam Preocanin, inglês do Old Elthamians, da 3ª divisão, e para o abertura veterano e bom chutador Christopher Hilsenbeck, do Vannes, da segunda divisão francesa, que retorna ao grupo.

As ausências principais são o pilar Damien Tussac e o ponta Maxime Oltmann, que jogam no Castres e no Carcassonne, ambos da França. Na prática, é força máxima para os alemães escolherem seus 23.

- Continua depois da publicidade -

 

Avançados: Julius Nostadt (Handschusheim), Jörn Schröder (Heidelberger RK), Thore Schmidt (Heidelberger RK), Matthias Schösser (Aberdeen, Escócia/2ª divisão amadora), Dasch Barber (Heidelberger RK), Mark Fairhurst (Neckarsulmer), Dale Garner (Luctonians, Inglaterra/4ª divisão), Mikael Tyumenev (Strasbourg, França/3ª divisão), Marcel Becker (Frankfurt), Anthony Dickinson (RG Heidelberg), Samy Füchsel (Heidelberger RK), Marcel Henn (Frankfurt), Eric Marks (La Rochelle, França/Top 14 – aspirantes), Michael Poppmeier (Heidelberger RK), Adam Preocanin (Old Elthamians, Inglaterra/3ª divisão), Timo Vollenkemper (HRK), Luis Ball (HRK), Kehoma Brenner (Heidelberger RK), Luke Dyckhoff (Bargoed, Gales/1ª divisão amadora), Jarrid Els (Heidelberger RK), Sebastian Ferreira Heidelberger RK), Jaco Otto (Heidelberger RK), Ayron Schramm (Heidelberger RK), Félicien Vergnon (Valence d’Agen, França/3ª divisão)

Linha: Sean Armstrong (Heidelberger RK), Tim Menzel (Strasbourg, França/3ª divisão), Christopher Hilsenbeck (Vannes, França/2ª divisão), Nikolai Klewinghaus (Neuenheim), Hagen Schulte (Heidelberger RK), Marcel Coetzee (Heidelberger RK), Mathieu Ducau (Tarbes, França/3ª divisão), Jamie Murphy (Bridgend Ravens, Gales/1ª divisão amadora), Raynor Parkinson (Heidelberger RK), Steffen Liebig (Heidelberger RK), Pierre Mathurin (Heidelberger RK), Mark Sztyndera (Frankfurt), Harris Aounallah (Dijon, França/3ª divisão), Winston Cameron-Dow (Frankfurt);