ARTIGO COM VÍDEOS – Nova Zelândia e Inglaterra, as melhores seleções do mundo no momento, se despediram dos amistosos de novembro vencendo. A Inglaterra não teve trabalho para despachar Samoa, 48 x 14, ao passo que os All Blacks travaram um clássico com Gales e se impuseram, 33 x 18.

Em outros embates do dia, Fiji passou com tudo pelo Canadá, 57 x 17, enquanto Tonga aplicou 25 x 20 sobre a Romênia. Já no XV feminino, teve ação com a Inglaterra atropelando o Canadá por 49 x 12.

 

All Blacks ampliam jejum de Gales

- Continua depois da publicidade -

Gales não vence a Nova Zelândia desde 1953 e não foi neste sábado que o jejum caiu. Leigh Halfpenny inaugurou o placar com penal para os galeses, mas, aos 14’, Naholo voou na ponta depois de passe longo de Aaron Smith para marcar o primeiro. Aos 31’, Halfpenny guardou penal de longa distância para os vermelhos, mas Naholo cravou o segundo try antes do intervalo depois de Sonny Bill Williams fazer estrago na defesa galesa. O jogou seguiu quente, com Gales acumulando 74% de domínio territorial e sendo premiado antes do intervalo com try de Scott Williams, depois de Hallam Amos furar a defesa kiwi. 12 x 11 para os All Blacks.

A Nova Zelândia seguiu com menos posse de bola no segundo tempo e continuou mais eficiente. O jogo foi liquidado com tries seguidos de Lienert-Brown, apoós Ioane atropelar na ponta, e do próprio Ioane, aos 62’, interceptando passe para nocautear Gales. Gareth Davies, aos 69’, ainda deu esperanças ao torcedor da casa com o segundo try do Dragão, aproveitando amarelo para Whitelock e explorando o homem a mais na saída de scrum. Porém, Ioane deu números finais aos 74’ com o quinto try kiwi. 33 x 18, fim de papo.

Gales jogará ainda no sábado que vem contra a África do Sul, no único e último amistoso do ano.

 

18versus copiar33

Gales 18 x 33 Nova Zelândia, em Cardiff

Árbitro: Wayne Barnes (Inglaterra)

Gales

Tries: S Williams e G Davies

Conversões: Halfpenny (1)

Penais: Halfpenny (2)

15 Leigh Halfpenny, 14 Hallam Amos, 13 Scott Williams, 12 Owen Williams, 11 Steff Evans, 10 Dan Biggar, 9 Rhys Webb, 8 Taulupe Faletau, 7 Josh Navidi, 6 Aaron Shingler, 5 Alun Wyn Jones, 4 Jake Ball, 3 Tomas Francis, 2 Ken Owens, 1 Rob Evans;

Suplentes: 16 Kristian Dacey, 17 Wyn Jones, 18 Leon Brown, 19 Cory Hill, 20 Justin Tipuric, 21 Gareth Davies, 22 Rhys Priestland, 23 Jamie Roberts;

Nova Zelândia

Tries: Naholo (2), Ioane (2) e Lienert-Brown

15 Damian McKenzie, 14 Waisake Naholo, 13 Ryan Crotty, 12 Sonny Bill Williams, 11 Rieko Ioane, 10 Beauden Barrett, 9 Aaron Smith, 8 Luke Whitelock, 7 Sam Cane, 6 Liam Squire, 5 Samuel Whitelock (c), 4 Patrick Tuipulotu, 3 Nepo Laulala, 2 Codie Taylor, 1 Kane Hames;

Suplentes: 16 Nathan Harris, 17 Wyatt Crockett, 18 Ofa Tu’ungafasi, 19 Scott Barrett, 20 Matt Todd, 21 TJ Perenara, 22 Lima Sopoaga, 23 Anton Lienert-Brown;

 

48versus copiar14

Inglaterra 48 x 14 Samoa, em Londres

Árbitro: Andrew Brace (Irlanda)

Inglaterra

Tries: Daly (2), Brown, Lozowski, Ewels, Slade e Rokoduguni

Conversões: Ford (5)

Penais: Ford (1)

15 Mike Brown, 14 Jonny May, 13 Henry Slade, 12 Alex Lozowski, 11 Elliot Daly, 10 George Ford (cc), 9 Danny Care, 8 Sam Simmonds, 7 Chris Robshaw (cc), 6 Maro Itoje, 5 Charlie Ewels, 4 Joe Launchbury, 3 Dan Cole, 2 Jamie George, 1 Ellis Genge;

Suplentes: 16 Dylan Hartley, 17 Joe Marler, 18 Harry Williams, 19 Nick Isiekwe, 20 Courtney Lawes, 21 Ben Youngs, 22 Piers Francis, 23 Semesa Rokoduguni;

Samoa

Tries: Faʻasalele e Vui

Conversões: Nanai-Williams (2)

15 Ahsee Tuala, 14 Paul Perez, 13 Kieron Fonotia, 12 Alapati Leiua, 11 David Lemi, 10 Tim Nanai-Williams, 9 Dwayne Polataivao, 8 Jack Lam, 7 TJ Ioane, 6 Piula Faasalele, 5 Chris Vui (c), 4 Josh Tyrell, 3 Donald Brighouse, 2 Motu Matu’u, 1 Jordan Lay;

Suplentes: 16 Manu Leiataua, 17 James Lay, 18 Hisa Sasagi, 19 Faatiga Lemalu, 20 Ofisa Treviranus, 21 Melani Matavao, 22 Rey Lee-Lo, 23 JJ Taulagi;

 

Inglaterra vence também no XV feminino

Inglaterra e Canadá ainda entraram em campo em Twickenham no XV feminino, pelo terceiro duelo entre os dois países no mês. De novo, outro atropelo das Red Roses, com força máxima, contra um renovado Canadá. 69 x 19, que teve nada menos que 5 tries de Jess Breach e um hat-trick (3 tries) de Abbie Dow para as inglesas.

 

49versus copiar12

Inglaterra 49 x 12 Canadá, em Londres

Inglaterra

Tries: Breach (5), Dow (3). Packer, Penal try e Kildunne

Conversões: Daley-Maclean (6)

15. Danielle Waterman, 14. Abigail Dow, 13. Lagi Tuima, 12. Rachel Burford, 11. Jess Breach, 10. Katy Daley-Maclean, 9. Leanne Riley; 1. Vickii Cornborough, 2. Amy Cokayne 3. Heather Kerr, 4. Abbie Scott, 5. Poppy Cleall, 6. Rowena Burnfield, 7. Marlie Packer, 8. Sarah Hunter (c).

Suplentes: 16. Lark Davis, 17. Rochelle Clark, 18. Justine Lucas, 19. Catherine O’Donnell, 20. Izzy Noel-Smith, 21. Caity Mattinson, 22. Zoe Harrison, 23. Ellie Kildunne.

Canadá

Tries: De Merchant, Buisa e Penal try

Conversões: Miller (1)

15. Brianna Miller, 14. Paige Farries, 13. Dria Bennett, 12.Emily Belchos, 11. Emmanuela Jada, 10. Anais Holly, 9. Justine Pelletier;  1. Brittany Kassil, 2. Emily Tuttosi, 3. Olivia De Merchant, 4. Tyson Beukeboom, 5. Laura Russell (c), 6. Janna Slevinsky, 7. Sara Svoboda, 8. Pamphinette Buisa.

Suplentes: 16. Emily Barber, 17. Alexandra Ellis, 18. Veronica Harrigan, 19. McKinley Hunt, 20. Emilie Nicholl, 21. Courtney Holtkamp, 22. Jess Neilson, 23. Sam Alli.

 

Tonga colide com a Romênia e sai vencedora

Voltando ao XV masculino, Tonga foi à Romênia e conseguiu se despedir com vitória da Europa, aplicando 25 x 20 sobre o oponente em jogo muito físico em Bucareste. Pakalani, antes do intervalo, fez o único try no primeiro tempo para Tonga, enquanto 2 tries para cada lado movimentaram o segundo tempo, com Leva Fifita marcando para Tonga; Surugiu respondeu para os romenos; Taina ampliou para os visitantes; e Van Heerden, aos 61’, fez o segundo dos donos da casa. Depois, uma batalha de espaços no quarto final que acabou com Tonga resistindo aos romenos e vencendo.

 

20versus copiar25

Romênia 20 x 25 Tonga, em Bucareste

Árbitro: Tom Foley (Inglaterra)

 

Fiji voa baixo contra o Canadá

Na França, em campo neutro, Fiji atropelou o Canadá por 57 x 17. Um show em Narbonne, com 9 tries de 8 jogadores diferentes (e mais um penal try) para Fiji, que destilou todo seu talento contra uma frágil defesa canadense. Tawake, Tuapati, Lomani, Goneva, Yato, Nakarawa, Botia e Kunatani cruzaram o in-goal para os fijianos.

 

57versus copiar17

Fiji 57 x 17 Canadá, em Narbonne (França)

Árbitro: Matthew Carley (Inglaterra)

Foto: All Blacks – Nova Zelândia x Gales