Chegou a hora! All Blacks e British and Irish Lions irão medir forças pela segunda vez, agora em Wellington, capital da Nova Zelândia, em partida que valerá o título da série. Apenas uma vez na história os Lions venceram uma série contra os All Blacks, em 1971, porém a favor dos britânicos está o fato de a última vitória dos Lions sobre a Nova Zelândia ter ocorrido justamente em Wellington, em 1993.

No primeiro duelo entre os dois times na atual série, os neozelandeses venceram por 30 x 15, em partida que os All Blacks tiveram na mão o tempo inteiro. Os britânicos não se reergueram, empatando na última terça-feira com os Hurricanes, em partida que os Lions dominaram, mas não resistiram na mesma toada até o final, permitindo o empate. Para tentar reverter a situação e levar a decisão para o terceiro jogo, o técnico Warren Gatland recolocou Sam Warburton como capitão, tomando a titularidade na terceira linha no lugar de Peter O’Mahony, titular e capitão do jogo do sábado passado.

Gatland ainda efetuou mais duas trocas tática no time principal com relação à partida de sábado. Na segunda linha, Kruis dará lugar a Maro Itoje, que foi muito bem quando esteve em campo, ao passo que Jonny Sexton será o abertura titular no lugar de Owen Farrell que, no entanto, seguirá entre os 15, indo para o primeiro centro no posto de Ben Te’o. Essa mudança é particularmente significativa, com os Lions entrando com seus dois atletas criativos juntos, com Gatland apostando em usar Farrell como centro, como já era apontado como uma possibilidade para muitos, a fim de ter Sexton no time principal fazendo dupla com seu parceiro irlandês Conor Murray, que segue como o camisa 9.

Os All Blacks tiveram duas troca no XV, com Naholo ganhando posição na ponta no lugar de Dagg, que jogará como fullback na vaga do lesionado Ben Smith. Já Lienert-Brown ganhou seu lugar no segundo centro no lugar do também lesionado Crotty. Sonny Bill Williams seguirá como o camisa 12, o que significa uma proposta de jogo bem distinta de Farrell. Caberá à genialidade de Beauden Barrett a armação e seu duelo com Sexton desde já chama a atenção, assim como a batalha entre os scrum-halves Aaron Smith e Murray.

- Continua depois da publicidade -

As batalhas no pack também são muito aguardadas, segundo a expectativa criada antes da primeira partida. Sean O’Brien, Sam Warburton e Talupe Faletau contra Sam Cane, Jerome Kaino e Kieran Read será novamente um best seller, enquanto Itoje fazendo dupla na segunda linha com Alun Wyn Jones também atrai os olhares contra Whitelock e Retallick (sobretudo com Retallick sendo um ex melhor do mundo e Itoje, para muitos, um futuro).

Quem leva? Olhos para o Westpac Stadium, porque agora sim poderemos ter um “jogo do século”!

 

Tem ainda Eliminatórias!

Além de All Blacks e Lions, o final de semana terá outros jogos importantes, como a largada da Copa das Nações do Pacífico 2017 entre Tonga e Samoa, válido pelas Eliminatórias para a Copa do Mundo de 2019. A somatórias das edições 2016 e 2017 do torneio definirá dois classificados ao Mundial e com a pontuação atual se Samoa derrotar Tonga as Eliminatórias já estarão definidas, com Fiji e Samoa classificados e Tonga relegada à disputa da Repescagem. Os dois rivais polinésios não tiveram um bom mês de junho, sendo derrotados pelo desfalcado Gales.

Na noite de sábado, será a vez de Canadá e Estados Unidos se enfrentarem pela segunda e decisiva vez valendo vaga na Copa do Mundo de 2019. O jogo será na Califórnia e, após o empate em 28 x 28 no Canadá, o favoritismo está nas mãos dos Estados Unidos, que não perdem para os Canucks desde 2014. Quem vencer a partida estará no Mundial e quem perder terá que encarar no ano que vem o Uruguai, valendo novamente vaga no Japão em 2019.

Por fim, a Copa da África chegará à sua segunda rodada, com a favorita Namíbia estreando fora de casa contra a Tunísia e o Senegal recebendo a ascendente Uganda, todos em busca de suas primeiras vitórias na competição.

 

Sexta-feira, dia 30 de junho

tonga copyversus copiarsamoa copy

23h00 – Tonga x Samoa, em Nuku’Alofa – Copa das Nações do Pacífico / Eliminatórias para a Copa do Mundo de 2019

Árbitro: Marius Mitrea (Itália)

Histórico: 44 jogos, 25 vitórias de Samoa, 16 vitórias de Tonga e 3 empate. Último jogo: Samoa 30 x 10 Tonga, em 2016 (Copa das Nações do Pacífico);

 

Sábado, dia 1º de julho

versus copiar

04h35 – Nova Zelândia x British and Irish Lions, em Wellington – Watch ESPN / ESPN+ VT 20h00

Árbitro: Jérôme Garcès (França)

Histórico: 39 jogos, 30 vitórias da Nova Zelândia, 6 vitórias dos Lions e 3 empates. Último jogo: Nova Zelândia 30 x 15 British and Irish Lions, em 2017;

Nova Zelândia: 15 Israel Dagg, 14 Waisake Naholo, 13 Anton Lienert-Brown, 12 Sonny Bill Williams, 11 Rieko Ioane, 10 Beauden Barrett, 9 Aaron Smith, 8 Kieran Read (c), 7 Sam Cane, 6 Jerome Kaino, 5 Samuel Whitelock, 4 Brodie Retallick, 3 Owen Franks, 2 Codie Taylor, 1 Joe Moody;

Suplentes: 16 Nathan Harris, 17 Wyatt Crockett, 18 Charlie Faumuina, 19 Scott Barrett, 20 Ardie Savea, 21 TJ Perenara, 22 Aaron Cruden, 23 Ngani Laumape;

Lions: 15 Liam Williams, 14 Anthony Watson, 13 Jonathan Davies, 12 Owen Farrell, 11 Elliot Daly, 10 Johnny Sexton, 9 Conor Murray, 8 Taulupe Faletau, 7 Sean O’Brien, 6 Sam Warburton (c), 5 Alun Wyn Jones, 4 Maro Itoje, 3 Tadhg Furlong, 2 Jamie George, 1 Mako Vunipola;

Suplentes: 16 Ken Owens, 17 Jack McGrath, 18 Kyle Sinckler, 19 Courtney Lawes, 20 CJ Stander, 21 Rhys Webb, 22 Ben Te’o, 23 Jack Nowell;

 

versus copiar

13h00 – Senegal x Uganda, em Dakar – Copa da África

Histórico: 1 jogo e 1 vitória de Senegal, 32 x 31, em 2014 (Copa da África);

 

versus copiarnamibia logo copy copy copy

15h00 – Tunísia x Namíbia, em Monastir – Copa da África

Histórico: 8 jogos, 5 vitórias da Namíbia e 3 vitórias da Tunísia. Último jogo: Tunísia 14 x 22 Namíbia, em 2015 (Copa da África);

 

versus copiar

19h00 – Estados Unidos x Canadá, em San Diego – Eliminatórias para a Copa do Mundo de 2019

Árbitro: Andrew Brace (Irlanda)

Histórico: 57 jogos, 38 vitórias do Canadá, 17 vitórias dos Estados Unidos e 2 empates. Último jogo: Canadá 28 x 28 Estados Unidos, em 2017;

 

*Horários de Brasília

 

Foto: Lions Rugby