ARTIGO ATUALIZADO – Austrália e Nova Zelândia não vivem sem se enfrentarem três vezes ao ano. É de lei e a melhor de três partidas anual vale o título da Bledisloe Cup que, entretanto, já foi decidido em 2017, após os All Blacks triunfarem nos dois primeiros encontros, válidos também pelo Rugby Championship. Não importa. Nesse sábado, Brisbane será o palco para o terceiro encontro entre os dois gigantes da Oceania, que vale, acima de tudo, pela rivalidade entre os vizinhos.

Os All Blacks estão voando baixo, tendo conquistando o Rugby Championship outra vez de forma invicta. Os kiwis não perdem para os australianos desde 2015 e, desde então, os aussies passarão por momentos para se esquecerem, que incluíram campanhas pífias de seus times do Super Rugby – que não venceram nenhuma vez os neozelandeses ao longo de 21 encontros. A situação só piorou com duas derrotas acachapantes nas mãos dos All Blacks, mas os Wallabies evoluíram quando encontraram Springboks e Pumas, podendo recuperar um pouco da confiança perdida.

Para o duelo de sábado, os All Blacks fizeram apenas duas trocas com relação ao time que teve trabalho para derrotar os Springboks há duas semanas. Beauden Barrett ganhará uma folga e em seu lugar entrará o abertura Lima Sopoaga, enquanto Waisake Naholo estará na ponta na vaga do lesionado Nehe Milner-Skudder. Já os Wallabies mantiveram seu XV que venceu os Pumas há duas semanas, com Michael Cheika apostando na continuidade para dar confiança ao grupo.

Será que os Wallabies conseguirão quebrar a sequência inabalável dos All Blacks contra seleções do Hemisfério Sul?

- Continua depois da publicidade -

 

versus copiar

07h00 – Austrália x Nova Zelândia, em Brisbane – ESPN AO VIVO

Árbitro: Wayne Barnes (Inglaterra) / *Horário de Brasília

Austrália: 15 Israel Folau, 14 Marika Koroibete, 13 Tevita Kuridrani, 12 Kurtley Beale, 11 Reece Hodge, 10 Bernard Foley , 9 Will Genia, 8 Sean McMahon, 7 Michael Hooper (c), 6 Jack Dempsey, 5 Adam Coleman, 4 Rob Simmons, 3 Sekope Kepu, 2 Tatafu Polota-Nau, 1 Scott Sio;

Suplentes: 16 Stephen Moore, 17 Tom Robertson, 18 Allan Alaalatoa, 19 Lukhan Tui, 20 Ned Hanigan, 21 Nick Phipps, 22 Samu Kerevi, 23 Henry Speight;

Nova Zelândia: 15 Damian McKenzie, 14 Waisake Naholo, 13 Ryan Crotty, 12 Sonny Bill Williams, 11 Rieko Ioane, 10 Lima Sopoaga, 9 Aaron Smith, 8 Kieran Read (c), 7 Sam Cane, 6 Liam Squire, 5 Scott Barrett, 4 Samuel Whitelock, 3 Nepo Laulala, 2 Dane Coles, 1 Kane Hames;

Suplentes: 16 Codie Taylor, 17 Wyatt Crockett, 18 Ofa Tu’ungafasi, 19 Patrick Tuipulotu, 20 Matt Todd, 21 TJ Perenara, 22 Anton Lienert-Brown, 23 David Havili;

Histórico: 160 jogos, 111 vitórias da Nova Zelândia, 42 vitórias da Austrália e 7 empates. Último jogo: Austrália 29 x 35 Nova Zelândia, em 2017 (The Rugby Championship);

 

Tem decisão do Sul-Americano B também

Além de All Blacks e Wallabies, vale destacar também na América do Sul a decisão do título do Sul-Americano B, entre Colômbia e Venezuela, em Medellín. Os Tucanos colombianos são francos favoritos e, além da vantagem do mando de jogo, conta com uma invencibilidade de seis anos contra os venezuelanos. Ambos vêm de vitórias sobre o Peru.

 

versus copiar

18h00 – Colômbia x Venezuela, em Medellín

*Horário de Brasília

Histórico: 15 jogos, 8 vitórias da Colômbia e 7 vitórias da Venezuela. Último jogo: Colômbia 33 x 10 Venezuela, em 2016 (Sul-Americano B);

 

Suazilândia vence na África

Nessa quarta-feira, o Grupo Sul da 4ª divisão da Copa da África seguiu com suas disputas no Lesoto. Após perder para os donos da casa na estreia, a Suazilândia se reergueu derrotando o Malawi por 25 x 11.

No sábado, o Lesoto buscará confirmar o título diante do Malawi no encerramento das disputas.

 

Suazilândia 25 x 11 Malawi, em Mafeteng (Lesoto)

 

Foto: All Blacks