Barbarians conseguem grande vitória sobre a Inglaterra. Foto: Barbarian FC

ARTIGO COM VÍDEOS -Os Barbarians venceram a Inglaterra, enquanto Quênia, Hong Kong e Taiwan também festejaram. Hora de giro pelo rugby de seleções!

 

Ashton, Radradra & cia deixam despedida de Fernández Lobbe inesquecível

Domingão foi de clássico mundial em Londres, com Twickenham recebendo o tradicional encontro de maio entre Inglaterra e o combinado mundial Barbarians. A partida foi de despedida para o terceira linha argentino Juan Martín Fernández Lobbe, que vestiu a camisa dos Barbarians em sua partida de aposentadoria, capitaneando a equipe em uma exuberante vitória por 63 x 45.

- Continua depois da publicidade -

Para o jogo, a Inglaterra não contou com os jogadores de Saracens e Exeter Chiefs, envolvidos sábado na final da Premiership. Entretanto, os Barbarians não têm conjunto e jogaram, como reza a tradição, de forma plástica, despretensiosa e sempre ofensiva, que acabou desta vez resultando em uma chuva de tries para o deleite do amante de muitos tries.

A partida largou com o inglês Chris Ashton voando para marcar 2 tries em questão de 7 minutos contra sua ex seleção, com Tuisova e Radradra infernizando a defesa da Rosa com potência e velocidade e fazendo os Barbarians mostrarem o jogo que sua tradição pede desde o início. O ex All Blacks Victor Vito seguiu com a blitz fazendo aos 12′ o terceiro try dos Baa-baas. Porém, os ingleses entraram no clima e responderam na mesma moeda, com tries de Elliot Daly e Piers Francis logo na sequência. Mas, os Barbarians seguiram elétricos, com Ashton fazendo seu hat-trick (3 tries) em questão de 25 minutos! Mercer ainda reduziu pouco depois com o terceiro try inglês e Finn Russell marcou o quinto try dos Baa-baas antes do intervalo. 35 x 28 em apenas 40 minutos.

O ritmo seguiu e os Barbarians chegavam a mais um try com Radradra. Contudo, a Inglaterra aindo voltou a animar seu torcedor com tries de Launchbry, aos 56′, brevemente, pois 60′ Timani guardou o try que já praticamente garantia o triunfo do combinado festivo. Laidlaw ainda teve tempo para o oitavo try dos Barbarians, seguido de Jonny May fazendo o último try inglês e Vito fechando a conta já com o tempo esgotado para o último try dos Barbarians, que foi convertido por Fernández Lobbe, que ganhou a honra de dar o último chute da partida – e a última ação de sua carreira. O forward mostrou categoria e fez os últimos 2 pontos como jogador, para ser ovacionado.

Rugby y Barbarians como le gusta!



45versus copiar63

Inglaterra 45 x 63 Barbarians, em Londres

Árbitro: Andy Brace (Irlanda)

Inglaterra

Tries: Francis (2), Daly, Mercer, Launchbury e May

Conversões: Ford (6)

Penais: Ford (1)

15 Elliot Daly, 14 Jonny May, 13 Henry Trinder, 12 Piers Francis, 11 Mike Brown, 10 George Ford (c), 9 Ben Youngs, 8 Zach Mercer, 7 Tom Curry, 6 Chris Robshaw (c), 5 Joe Launchbury, 4 Elliott Stooke, 3 Kyle Sinckler, 2 Jack Singleton, 1 Joe Marler;

Suplentes: 16 George McGuigan, 17 Ellis Genge, 18 Nick Schonert, 19 Josh Beaumont, 20 Mark Wilson, 21 Dan Robson, 22 Danny Cipriani, 23 Denny Solomona;

Barbarians

Tries: Ashton (3), Vito (2), Russell, Radradra, Timani e Laidlaw

Conversões: Russell (7), Laidlaw (1) e Fernández Lobbe (1)

15 Chris Ashton, 14 Josua Tuisova, 13 Semi Radradra, 12 Josh Matavesi, 11 Niyi Adeolokun, 10 Finn Russell, 9 Rhodri Williams, 8 Victor Vito, 7 Justin Tipuric, 6 Juan Martin Fernandez Lobbe (c), 5 Sitaleki Timani, 4 Ultan Dillane, 3 John Afoa, 2 Benjamin Kayser, 1 Denis Buckley;

Suplentes:16 Tatafu Polota-Nau, 17 Loni Uhila, 18 Ramiro Herrera, 19 Joe Tekori, 20 Nili Latu, 21 Greig Laidlaw, 22 Luke McAlister, 23 Malakai Fekitoa;

 

Quênia mostra força vencendo Uganda em preparação para a Copa da África

Na África, o aquecimento para as Eliminatórias para a Copa do Mundo de 2019 teve um clássico regional entre Uganda e Quênia, que duelarão pelo primeiro jogo da melhor de dus partidas da Elgon Cup, a taça anual entre os dois países. Mesmo jogando fora de casa, Quênia mostrou sua força triunfando por 34 x 16. A volta será no dia 7 de julho, já válida pela Copa da África e pelas Eliminatórias.

Jogo de ida

Uganda 16 x 34 Quênia, em Campala

 

Hong Kong muito perto da fase final das Eliminatórias para 2019

Na Ásia, o sábado foi de dois jogos internacionais. Pela divisão de elite do continente, Hong Kong recebeu a Malásia e foi implacável, demolindo o oponente por 91 x 10. O jogo marcou a despedida dos malaios e colocou Hong Kong a um empate de avançar à fase final das Eliminatórias para a Copa do Mundo de 2019. Hong Kong enfrentará em casa a Coreia do Sul no sábado que vem na decisão da competição.

Já pela terceira divisão asiática, o sábado foi de final, com Taiwan (que joga com o nome de Taipé Chinês) vencendo fora de casa a Tailândia por 28 x 21. Ainda não foi anunciado, mas os dois países deverão ser promovidos.

Asia Rugby Championship – Top 3 – Campeonato Asiático / Eliminatórias para a Copa do Mundo de 2019

Hong Kong 91 x 10 Malásia, em Hong Kong

SeleçãoJogosPontos
Hong Kong419
Coreia do Sul410
Malásia40
- Vitória = 4 pontos;
- Empate = 3 pontos;
- Derrota = 0 pontos;
- Anotar 4 ou mais tries = 1 ponto extra;
- Perder por diferença de 7 pontos ou menos = 1 ponto extra;

 

Asia Rugby Championship – Division II – 3ª divisão do Campeonato Asiático – Grupo Leste

Tailândia 21 X 28 Taipé Chinês (Taiwan), em Pattaya

Classificação final: 1 Taipé Chinês (Taiwan), 2 Tailândia, 3 Índia;