ARTIGO COM VÍDEOS – Nada menos que 9 jogos entre seleções rolaram neste sábado pelo mundo! No Pacífico, a Austrália venceu os Barbarians em sua despedida do público local, enquanto o Japão caiu contra o World XV. Já na Europa, 7 jogos rolaram pelas divisões da Rugby Europe, incluindo a abertura do Rugby Europe Trophy 2017-18, o “Six Nations C”, entre República Tcheca e Polônia.

 

Stephen Moore marca na vitória sofrida dos Wallabies

Em Sydney, os Wallabies duelaram com os Barbarians, o famoso combinado internacional, que se recheou de atletas australianos e neozelandeses para o confronto, incluindo o abertura ex Wallabies Quade Cooper, que foi uma das grandes atrações do último jogo da Austrália em casa neste ano.

- Continua depois da publicidade -

Ganhando sua primeira partida pelos Wallabies, o abertura Duncan Paia’aua marcou o primeiro try do duelo, mas os Barbarians fizeram jus à tradição da equipe de jogo aberto e despreocupado e cravaram 3 tries em sequência, com os australianos Andy Ready e Naiyaravoro e o neozelandês Banks ainda no primeiro tempo. Antes do intervalo, Speight correu para o segundo try australiano e a virada veio com Dempsey e Paia’aua fazendo mais dois tries no segundo tempo. Os Baa-baas não se renderam e o Naiyaravoro cruzou de novo o in-goal aos 67′, depois de lindo chute cruzado de Cooper para Banks. Mas, Naiyaravoro e Cooper receberam amarelos e aos 73′ o hooker veterano Stephen Moore entrou e fez o try da vitória australiana em maul, em sua despedida da torcida. 31 x 28, placar final e festa para o lendário Moore.

A Austrália irá ao Japão enfrentar a seleção da casa no próximo sábado.

 

31versus copiar28

Austrália 31 x 28 Barbarians, em Sydney

Árbitro: Brendon Pickerill (Nova Zelândia)

Austrália

Tries: Paia’aua (2), Speight, Dempsey e Moore

Conversões: Paia’aua (3)

15 Karmichael Hunt, 14 Henry Speight, 13 Samu Kerevi, 12 Billy Meakes, 11 Israel Folau, 10 Duncan Paia’aua, 9 Nick Phipps (c), 8 Lopeti Timani, 7 Jack Dempsey, 6 Ned Hanigan, 5 Lukhan Tui, 4 Rory Arnold, 3 Allan Alaalatoa, 2 Jordan Uelese, 1 Tom Robertson;

Suplentes: 16 Stephen Moore, 17 Tetera Faulkner, 18 Jermaine Ainsley, 19 Kane Douglas, 20 Ben McCalman, 21 Joe Powell, 22 Curtis Rona, 23 Izaia Perese;

Barbarians

Tries: Naiyaravoro (2), Ready e Banks

Conversões: Cooper (4)

15 Tim Nanai-Williams, 14 Taqele Naiyaravoro, 13 Tom Banks, 12 George Moala, 11 Eto Nabuli, 10 Quade Cooper (c), 9 Augustine Pulu, 8 Wycliff Palu, 7 Matt Hodgson, 6 Isi Naisarani, 5 Sam Carter, 4 Luke Jones, 3 Taniela Tupou, 2 Andrew Ready, 1 Pekahou Cowan;

Suplentes: 16 Anaru Rangi, 17 Ben Alexander, 18 Salesi Manu, 19 Matt Philip, 20 Kane Koteka, 21 Theo Strang, 22 Sam Greene, 23 Andrew Kellaway;

Japão não é forte o bastante para o World XV

Em Fukuoka, com estádio cheio, o Japão encarou o World XV, um combinado internacional de peso, e não resistiu à força dos estrangeiros que atuam na liga japonesa e outros convidados. 47 x 27 no marcador, com 7 tries para o World XV e 3 para o Japão.

O jogo foi de domínio do World XV, que abriu o placar com o japonês Fujita, enfrentando sua seleção de origem, aos 6′, e ampliou com o neozelandês Vince Aso aos 21′. Antes do intervalo, Noguchi guardou o primeiro try do time da casa, mas o segundo tempo foi todo do World XV, que liquidou o jogo com 4 tries em sequência, do australiano Sam Wykes, do sul-africano Adriaan Strauss, mais um de Fujita e outro do neozelandês Corey Flynn. 40 x 13.

Com o jogo já perdido, o Japão conseguiu seu try com Teaupa, respondido pelo sétimo try do World XV, com o neozelandês Buckman aos 78′. No lance final, Helu fez um último try de honra para os Brave Blossoms, que agora se prepararam para receberem no sábado que vem os Wallabies.

 

27versus copiar47

Japão 27 x 47 World XV, em Fukuoka

Árbitro: Nic Berry (Austrália)

Japão

1 Keita Inagaki, 2 Atsushi Sakate, 3 Koo Jiwon, 4 Kazuki Himeno, 5 Wimpie van der Walt, 6 Yoshitaka Tokunaga, 7 Shunsuke Nunomaki, 8 Michael Leitch (c), 9 Fumiaki Tanaka, 10 Yu Tamura, 11 Akihito Yamada, 12 Ryoto Nakamura, 13 Sione Teaupa, 14 Lomano Lemeki, 15 Ryuji Noguchi;

Suplentes: 16 Takeshi Hino, 17 Shintaro Ishihara, 18 Asaeli Valu, 19 Kotaro Yatabe, 20 Uwe Helu, 21 Fetuani Lautaimi, 22 Shuhei Matsuhashi, 23 Yutaka Nagare;

World XV

1 Jacques van Rooyen, 2 Adriaan Strauss, 3 Ruan Smith, 4 Geoff Parling, 5 RG Snyman, 6 Kwagga Smith, 7 Ed Quirk, 8 Will Britz, 9 Andrew Ellis (c), 10 Berrick Barnes, 11 Vince Aso, 12 Harold Voster, 13 Richard Buckman, 14 Yoshikazu Fujita, 15 Ayumu Goromaru;

Rodada cheia na Europa com clássicos regionais

O rugby europeu de seleções teve um super sábado, com 7 jogos por 3 divisões. O grande destaque ficou pela abertura do Trophy, o “Six Nations C”, que teve o clássico do Leste entre República Tcheca (fazendo seu primeiro jogo após ganhar promoção) e Polônia.

Na divisão abaixo, a Conference 1 teve 4 duelos. No Norte, a Ucrânia, recém rebaixada, passou forte pela Suécia, 29 x 08, em duelo de favoritos, enquanto a Lituânia conseguiu grande vitória fora de casa no clássico báltico contra a Letônia, 33 x 19. Já no Sul, a Croácia venceu bem em casa Israel, 32 x 17, mas falhou em obter o bônus, enquanto Malta atropelou a novata Bósnia na casa dos bósnios por 52 x 20, conseguindo festejado bônus.

Por fim, outros 2 jogos aconteceram pela Conference 2. No clássico da ex Iugoslávia, a Sérvia decepcionou de novo e perdeu de virada em casa para a Eslovênia, 30 x 21, enquanto no clássico escandinavo deu Dinamarca fora de casa sobre a Noruega, 24 x 12.

 

rugby europe

Rugby Europe Trophy – 2ª divisão do Campeonato Europeu

República Tcheca 19 x 14 Polônia, em Praga

SeleçãoJogosPontos
Holanda29
Portugal15
Polônia25
República Tcheca24
Suíça10
Moldávia20
- Vitória com 3 ou mais tries de diferença = 5 pontos;
- Vitória com menos de 3 tries de diferença = 4 pontos;
- Empate = 2 pontos;
- Derrota por 5 pontos ou menos pontos = 1 ponto

- Campeão - classificado à Repescagem de Promoção contra o último colocado do Rugby Europe Championship (1ª divisão);
- Último colocado - Rebaixado à Conference 1 (3ª divisão);

 

Rugby Europe Conference 1 – 3ª divisão do Campeonato Europeu

Grupo Norte

Ucrânia 29 x 08 Suécia, em Odessa

Letônia 19 x 33 Lituânia, em Jelgava

SeleçãoJogosPontos
Lituânia29
Ucrânia25
Letônia24
Suécia14
Hungria22
- Vitória com 3 ou mais tries de diferença = 5 pontos;
- Vitória com menos de 3 tries de diferença = 4 pontos;
- Empate = 2 pontos;
- Derrota por 5 pontos ou menos pontos = 1 ponto

- Campeão do Grupo Norte enfrentará o campeão do Grupo Sul valendo a promoção ao Trophy (2ª divisão);
- Último colocado será rebaixado à Conference 2 (4ª divisão);

 

Grupo Sul

Croácia 32 x 17 Israel, em Split

Bósnia 20 x 52 Malta, em Zenica

SeleçãoJogosPontos
Malta210
Israel39
Croácia24
Andorra11
Bósnia-Herzegóvina20
- Vitória com 3 ou mais tries de diferença = 5 pontos;
- Vitória com menos de 3 tries de diferença = 4 pontos;
- Empate = 2 pontos;
- Derrota por 5 pontos ou menos pontos = 1 ponto

- Campeão do Grupo Sul enfrentará o campeão do Grupo Norte valendo a promoção ao Trophy (2ª divisão);
- Último colocado será rebaixado à Conference 2 (4ª divisão);

 

Rugby Europe Conference 2 – 4ª divisão do Campeonato Europeu

Grupo Sul

Sérvia 21 x 30 Eslovênia, em Pancevo

SeleçãoJogosPontos
Eslovênia28
Chipre15
Áustria24
Sérvia21
Eslováquia10
- Vitória com 3 ou mais tries de diferença = 5 pontos;
- Vitória com menos de 3 tries de diferença = 4 pontos;
- Empate = 2 pontos;
- Derrota por 5 pontos ou menos pontos = 1 ponto

- Campeão será promovido à Conference 1 (3ª divisão);
- O pior último colocado entre os grupos Norte e Sul será rebaixado para a Development Cup (5ª divisão).

 

Grupo Norte

Noruega 12 x 24 Dinamarca, em Oslo

SeleçãoJogosPontos
Luxemburgo29
Finlândia14
Dinamarca24
Noruega21
Estônia10

 

Foto: Rugby.com.au – Austrália x Barbarians