Caiu mais um favorito na Top League japonesa

O Japão viveu no último fim de semana a segunda rodada de seu milionário e estrelado campeonato nacional, a Top League. Teve surpresa na jornada e tries de Springboks, com Willie Le Roux, Pierre Spies e JP Pietersen mostrando seu talent0.

 

Grupo A

O Ricoh Black Rams abriu a rodada recebendo o Honda Heat. Com menos de 5 minutos de bola rolando o Heat já largava com 7 pontos de vantagem no placar, try do segunda linha Yutaro Kamada. O fullback Daniel Peters diminuiu com penal. Na segunda etapa o Heat emplacou dois tries com Moto e Tomasi Soqeta, ambos convertidos por Ryo Morita. Faltando 15 minutos para o fim do jogo e 21 a 6 a seu favor, o Heat vê Kauhenga diminuir com try, mas não foi o suficiente. Daisuke Konishi, com dropgoal, selou a vitória do recém promovido Honda Heat, mesmo sofrendo um try de Komatsu no último minuto. Placar final: Ricoh Black Rams 18, Honda Heat 24.

 

O mais tradicional time de Tóquio, Suntory Sungoliath teve sua primeira vitória de forma magistral contra o Kubota Spears. Os amarelos dominaram a primeira etapa marcando 3 tries com Emi Shota, Hendrik Tui e Tusi Pisi. O abertura samoano converteu 2 dos 3 tries e ainda anotou um penal. No segundo tempo, foram cinco tries do Sungoliath e os Spears somente saíram do zero aos 9 minutos, try de Otukolo. Tusi Pisi foi eleito o homem do jogo, marcou 15 pontos na vitória por 55 a 14.

 

No Nishikyogoku Stadium jogaram Wild Nights e Kintetsu Liners. De Allende fez o primeiro try do jogo, aos 18 minutos, após dois penais de Berrick Barnes para os cavaleiros de Gunma e um para o Liners, Shigemitsu. Tomoki Kitagawa fez o primeiro try azul do jogo aos 22’, Barnes converteu, 5 minutos depois o mesmo ampliou com mais um penal. Pierre Spies fez a ultima mexida no placar do primeiro tempo, try, convertido por Shigemitsu. O sonho de bater o time mais poderoso da Top League durou só um tempo. O Kintetsu Liners segurou uma vitória apertada na primeira etapa, 20 a 13. No segundo tempo o domínio dos atuais campeões resultou em quatro tries Yasutaka Sasakura, Kitagawa, Ryu Koliniasi Holani e JP Pietersen, todos convertidos por Barnes. Os visitantes diminuíram no final  com try de Masaaki Murashita, conversão de Shigemitsu. Ainda couberam mais 3 pontos para os Knights, penal cobrado por Hayden Parker. Final: Panasonic Wild Knights 47, Kintetsu Liners 27.

 

O Toshiba Brave Lupus de Michael Leitch foi surpreendido pelo aguerrido NTT Shining Arcs e perdeu por 37 a 13. Foi um dia inspirado para o oitavo amarelo Amanaki Lelei Mafi, autor de dois dos três tries do seu time na segunda etapa, eleito assim o homem do jogo. A vitória foi de uma diferença considerável e o segundo try de Mafi, ao contrário do primeiro que foi no trabalho dos forwards, veio da esperteza de pegar a bola no ruck antes do scrum-half e passar rapidamente pela desatenta linha adversária. O primeiro grande favorito para terminar na cabeça do grupo, enfim, perdeu.

 

Grupo B

Depois de dar muito trabalho para o Kobelco Steelers na ultima rodada, o Canon Eagles venceu o NTT Red Hurricanes por 34 a 17. Se há uma contratação que já vingou, essa foi a de Willie LeRoux, assumiu a posição de fullback titular e já foi eleito o homem do jogo e marcou seu try. Uma pintura de try, após receber a bola com a marcação batendo cabeça ele percorreu quase todo o campo de jogo para mergulhar bem no centro do ingoal. Os Hurricanes começaram vencendo com um penal e somente aos 9 minutos do segundo tempo que novamente conseguiram fazer algo, try de Joe Iongi, convertido por Handré Pollard, isso quando o placar já mostrava 27 a 3 para os Eagles. Foi um domínio total do time da casa que mostrou estar na briga pela classificação no grupo.

 

Zerados! Os Shuttles foram atropelados pelo Yamaha Júbilo. Os 15 primeiros minutos foram completamente parados se tratando de pontuação, Siale Piutau abriu o placar com try convertido por Goromaru. Aos 18’, Bryce Hegarty teve a primeira e ultima chance de anotar um penal para os visitantes, e desperdiçou. A partir daí um time só pontuou, foram cinco tries e Goromaru não converteu somente um, marcando assim 13 pontos no jogo, cinco conversões e um penal. Com o placar de 43 a 0, o time azul de Iwata encantou a numerosa torcida no Yamaha Stadium e lidera o grupo com oito pontos.

 

Coca-Cola e NEC Green Rockets já estão oito pontos atrás dos lideres da tabela. Um leitor mais desatento pode pensar que em cinco rodadas é possível reverter tais condições, porém no caso da equipe do famoso refrigerante, sequer jogou contra Yamaha e Kobelco. A coisa mais uma vez está feia e a equipe do Toyota Verblitz, que nada tem a ver com isso, derrotou os vermelhos por 35 a 18. Nick Cummins mais uma vez joga na posição de “banco” e não justifica sua contratação, 0 pontos em sua segunda temporada no Japão, sem jogar Super Rugby ou ter qualquer compromisso com os Wallabies.

 

Os Green Rockets foram atropelados pelo Kobelco Steelers, 46 a 12. A menor diferença do jogo foi aos 25 minutos quando Nortonknight convertia o try de Yu Tamura, 7 a 8. Os vermelhos de Kobe aplicaram 7 tries e reinaram absolutos durante toda a partida. Yamaha e Kobelco estão empatados com 9 pontos na tabela.

Escrito por: Leandro Vieira

Top League copy copy

Top League – Campeonato Japonês

Wild Knights 47 x 27 Liners

Black Rams 18 x 24 Heat

Sungoliath 55 x 14 Spears

Brave Lupus 13 x 37 Shining Arcs

Eagles 34 x 17 Red Hurricanes

Jubilo 43 x 0 Shuttles

Red Sparks 18 x 35 Verblitz

Green Rockets 12 x 46 Steelers

 

ClubeJogosPontos
Grupo A
Panasonic Wild Knights731
Toshiba Brave Lupus726
Kintetsu Liners723
NTT Shining Arcs722
Suntory Sungoliath721
Kubota Spears710
Honda Heat705
Ricoh Black Rams702
Grupo B
Yamaha Jubilo729
Kobelco Steelers727
Toyota Verblitz726
Canon Eagles725
Toyota Industries Shuttles713
NTT-Docomo Red Hurricanes712
NEC Green Rockets707
Coca-Cola West Red Sparks703

Comentários