ARTIGO COM VÍDEO – Na semana passada, a Rugby Europe viveu um verdadeiro festival de categorias de base, com seus torneios M18 rolando, com 28 países em campo em quatro divisões, com a cidade bretã de Quimper, na França, recebendo as disputas da divisão de elite. A primeira divisão do M18 não contou com a participação de Inglaterra, Gales, Escócia, Irlanda ou Itália, tendo somente a França como a única seleção do Six Nations presente. Por outro lado, o torneio teve uma grande novidade: a participação de Japão, Canadá e Estados Unidos, que não possuem torneios M18 em seus continentes, como convidados.

 

Em campo, a França levou a melhor, vencendo a Geórgia na final. Portugal foi a sensação, obtendo o quarto lugar. Francisco Isaac, nosso colunista português, contou mais sobre o torneio.

 

- Continua depois da publicidade -

Portugal mostra força no Europeu M18por Francisco Isaac

Os campeonatos da Europa de formação terminaram neste passado dia 15 de Maio, com a França a subir ao pódio dos sub-18 como bicampeã da Europa da especialidade. Uma competição bem intensa, apesar da tenra idade, que exigiu aos atletas (para muitos era a sua estreia em competições internacionais) entregarem o corpo e alma ao jogo.

 

A competição dos sub-18 foi diferente, já que a não participação das Ilhas Britânicas (pelo 2º ano consecutivo) implicou uma “novidade” por parte da organização: convidar seleções das Américas e Ásia. Estados Unidos da América, Canadá e Japão vieram até à Europa… um aditivo muito curioso para todos, já que foi algo completamente inovador em termos de Campeonatos da Europa.

 

A competição foi organizada sempre em eliminatórias (é o modelo optado pela Rugby Europe), com Portugal a jogar frente aos EUA, Geórgia ante o Canadá, França com a Espanha e Bélgica com Japão. Portugal, para além de sobreviver ao físico dos norte-americanos, realizou uma exibição de qualidade conquistando a vitória. O Japão teve “relativa” facilidade em se desfazer da Bélgica, assim como a Geórgia frente ao Canadá, já que o aspecto técnico foi um elemento diferenciador entre vitoriosos e vencidos. No jogo grande da 1ª ronda, França sentiu dificuldades nos primeiros 35 minutos contra a Espanha, mas depois garantiu o jogo com um resultado por 36-09.

 

Nas semifinais, Portugal foi ultrapassada por uma potente França (47-00), enquanto a Geórgia carimbou o seu passe para a final frente ao Japão (42-17). Na discussão do 3º/4º lugar, os Lobos sub-18 não conseguiram ultrapassar os Samurais, num jogo intenso que terminou num 22-16. Na final a França teve que “suar” contra a Geórgia e só uma 2ª parte de nível é que permitiu aos Les Bleus levantarem o troféu de campeões da Europa. Não houve descida de divisão, uma vez que para 2018 ainda não há notícias sobre quem fica na competição ou qual o modelo a seguir.

 

Na segunda divisão, a Rússia foi a campeã, vencendo a Holanda na final por 20-11, enquanto a Romênia foi a decepção, ficando apenas com o 3º lugar, em vitória sobre a Alemanha (18-14).

 

Quartas de final

França 36 x 09 Espanha

Portugal 26 x 05 Estados Unidos

Geórgia 43 x 03 Canadá

Japão 36 x 10 Bélgica

 

Semifinais

Espanha 26 x 22 Estados Unidos – 5º a 8º

Canadá 00 x 18 Bélgica – 5º a 8º

Geórgia 42 x 17 Japão – 1º a 4º

França 47 x 00 Portugal – 1º a 4º

 

Finais

Estados Unidos 12 x 13 Canadá – Decisão de 7º lugar

Espanha 55 x 07 Bélgica – Decisão de 5º lugar

Portugal 16 x 22 Japão – Decisão de 3º lugar

França 36 x 18 Geórgia – FINAL

Clique aqui para assistir a todos os jogos.
 

Foto: Pai Conde Fotografia