Candidaturas para a Copa do Mundo de 2023 lançadas oficialmente

Nesta sexta-feira, o World Rugby confirmou que Itália, Irlanda, África do Sul e França seguem na disputa para receberem a Copa do Mundo de 2023. Os quatro países submeteram à federação internacional suas candidaturas formais, atendendo aos critérios de candiatura do World Rugby, que avalia os postulantes a sede a partir de:

 

  • – Sedes propostas e infraestrutura para um evento do porte do Mundial de Rugby;
  • – Garantias de apoio governamental e privado;
  • – Modelo comercial e financeiro adequados;
  • – Equipe de operações qualificada;
  • – Visão que engaje e inspire o rugby doméstico do paíse sede, contribuindo para seu desenvolvimento;
  • – Ambiente de negócios que respeite a diversidade dos apoiadores do rugby mundial;
  • – Clima e geografia que permitam mobilidade dos fãs entre as cidades;

 

Os quatro candidatos serão avaliados e no dia 1º de novembro deste ano o World Rugby anunciará quais candidaturas foram aprovadas para a votação final. A sede será escolhida em novembro de 2017.

 

Europa dará a largada para as eliminatórias para a Copa do Mundo de 2019

Nesse sábado, a Europa terá o pontapé inicial de suas competições de rugby XV masculino entre seleções da temporada 2016-17 com o início da Rugby Europe Conference 1, a terceira divisão da Rugby Europe (e quarta do continente, se considerado o Six Nations como a primeira divisão). Amanhã, em solo sueco, Suécia e República Tcheca darão o kickoff na temporada e o jogo valerá também como parte da zona europeias das Eliminatórias para a Copa do Mundo de 2019.

 

A Rugby Europe (a federação europeia, que organiza todas as competições europeias de seleções, exceto o Six Nations) alterou por completo o sistema de divisões do velho Europeu de Nações, rebatizando todos os seus torneios. Agora, a antiga primeira divisão do Europeu de Nações (informalmente chamado de “Six Nations B”) será conhecido como Rugby Europe Championship, enquanto a divisão abaixo (o “Six Nations C”) será conhecido como Rugby Europe Trophy. Abaixo, as divisões seguintes foram regionalizadas, com a Rugby Conference 1 e a Rugby Conference 2 (terceira e quarta divisões da Rugby Europe) contando com 2 grupos com 5 seleções cada. A última divisão, chamada de Rugby Europe Development Cup, é a única que não fará parte das Eliminatórias. Além disso, a partir de agora, haverá promoção e rebaixamento entre todas as divisões anualmente.

 

Para a Copa do Mundo de 2019, todos os seis países do Six Nations (França, Inglaterra, Escócia, Gales, Irlanda e Itália) e a Geórgia já têm suas vagas asseguradas, por terem encerrado 2015 entre as 12 melhores seleções. Com isso, a Europa terá somente 1 vaga direta a mais em 2019, que será destinada ao melhor time do Rugby Europe Championship de 2017 (excluindo a Geórgia). Os europeus ainda terão uma vaga na Repescagem Mundial, que vale uma última vaga na Copa do Mundo. Essa vaga será disputada entre o segundo melhor do Rugby Europe Championship e os campeões do Trophy, da Conference 1 e da Conference 2, em um sistema de mata-mata, a Repescagem Europeia. Em todos os torneios da Rugby Europe, as equipes se enfrentam em apenas um turno, em um total de 5 rodadas no Championship e no Trophy e 4 rodadas nas Conferences.

 

Temporada 2016-17

Rugby Europe Championship: 1º colocado (*excluindo a Geórgia) avançará à Copa do Mundo; 2º colocado irá à Repescagem Europeia das Eliminatórias; 6º colocado enfrentará 1º colocado do Trophy em Repescagem de Promoção-Rebaixamento para 2018;

Participantes: Geórgia*, Romênia, Rússia, Espanha, Alemanha e Bélgica;

 

Rugby Europe Trophy: 1º colocado avançará para a Repescagem Europeia das Eliminatórias e também enfrentará 1º colocado do Trophy em Repescagem de Promoção-Rebaixamento para 2018; 6º colocado será rebaixado à Conference 1 de 2018;

Participantes: Portugal, Ucrânia, Moldávia, Holanda, Polônia e Suíça;

 

Rugby Europe Conference 1: 1º colocado do Grupo Norte e 1º colocado do Grupo Sul farão a final e o campeão será promovido ao Trophy de 2018 e irá à Repescagem Europeia das Eliminatórias; 6ºs colocados de cada grupo serão rebaixados à Conference 2 de 2018;

Participantes

Grupo Norte: Suécia, República Tcheca, Lituânia, Letônia e Luxemburgo;

Grupo Sul: Croácia, Malta, Andorra, Chipre e Israel;

 

Rugby Europe Conference 2: 1º colocado do Grupo Norte e 1º colocado do Grupo Sul serão promovidos à Conference 1 de 2018 e também se enfrentarão valendo vaga na Repescagem Europeia das Eliminatórias; Pior equipe entre os últimos colocados dos dois grupos será rebaixada à Development Cup de 2018;

Participantes

Grupo Norte: Hungria, Dinamarca, Noruega, Finlândia e Estônia;

Grupo Sul: Áustria, Sérvia, Eslovênia, Bósnia-Herzegóvina e Turquia;

 

Rugby Europe Development Cup: O campeão será promovido à Conference 2, mas não participará das Eliminatórias

Participantes: Bulgária, Eslováquia, Montenegro e Bielorrússia

 

Filiados que não participarão em 2017: Grécia (suspensa), Mônaco, Islândia, San Marino, Liechstentein (apenas sevens), Azerbaijão (desistiu);

 

Repescagem Europeia das Eliminatórias para a Copa do Mundo de 2019

Entre abril, maio e junho de 2017

Rodada 1: Campeão do Grupo Sul da Conference 2 x Campeão do Grupo Norte da Conference 2;

Rodada 2: Campeão do Grupo Sul da Conference 1 x Campeão do Grupo Norte da Conference 1;

Rodada 3: Vencedor da Rodada 2 x Vencedor da Rodada 1;

 

Novembro de 2017

Rodada 4: Campeão do Trophy x Vencedor da Rodada 3;

Rodada 5: 2º melhor colocado (exceto Geórgia) do Championship x Vencedor da Rodada 4

 

Repescagem Mundial – 2018

Comentários