Clermont atropela Castres e se mantém na ponta do Top 14

O Top 14 não parou mesmo no fim de semana da final da Copa do Mundo. O líder Clermont (1º) não decepcionou e atropelou em casa o Castres (10º), os amarelos são seguido de perto pelo Racing (2º) que precisou de muita força para vencer o Brive (7º) em Paris. O Toulouse (3º) fez uma exibição de gala fora de casa contra o Montpellier (4º) e começa a sonhar com o título. Bordeaux (5º) e Grenoble (6º) continuam e evoluir batendo em casa La Rochelle (9º) e Toulon (8º) respectivamente. Na parte de baixo da tabela o Stade Français (12º) continua a decepcionar perdendo desta vez longe de Paris para o Agen (14º) enquanto o Oyonnax (11º) se recuperou, em casa, diante do Section Paloise (13º).

 

Toulouse gigante

Os occitanos bateram fora de casa os concorrentes ao título do Montpellier, por 33 a 25, em uma exibição de gala, um rugby ofensivo e elegante, que lembrou os melhores momentos do maior campeão francês, que entrou no in-goal três vezes, com o abertura Toby Flood, o segundo centro Gael Fickou e o ponta Paul Perez. O Montpellier lutou muito, mas sucumbiu diante de uma equipe inspirada, pondo a bola no chão também três vezes, com o scrum-half Nicolas White e o asa Akapusi Qera (duas vezes). O resultado é um baque para o Montpellier, que agora fica mais distante dos líderes, o time tem um compromisso muito duro na próxima rodada, quando viaja para enfrentar o Toulon. O Toulouse finalmente empolga sua torcida e volta para casa enfrentar o Grenoble.

 

Clermont mais líder que nunca

O time amarelo conheceu a primeira derrota rodada passada, nas mãos do Montpellier, mas retornou com estilo ao caminho das vitórias, atropelando, em casa, o limitado, mas tradicional, Castres por 42 a 13. O jogo teve só uma equipe com o Clermont dominando em todas as áreas do jogo, entrando no in-goal cinco vezes, com o centro Albert Vulivuli, o fullback Nick Abendanon, o hooker Benjamin Kayser, o abertura Camille Lopez e o ponta David Strettle. O Clermont agora se dirige para a cidade luz, onde enfrenta um desesperado Stade Français, enquanto o Castres continua sua luta em casa contra o Racing.

 

Grenoble faz valer o fator casa

Grenoble e Toulon fizeram o jogo mais emocionante da rodada, que terminou melhor para os alpinos, 33 a 29, que mais uma vez mostraram que são muito fortes em casa. A partida teve sete tries, com os donos da casa contribuindo com três, com fullback Gio Aplon, o asa Steven Setephano e um penal try. O Toulon colocou a bola no chão quatro vezes com o asa Mamuka Gorgodze e o oitavo Steffon Armitage (três vezes), mas perdeu a partida na indisciplina. O Grenoble agora viaja para enfrentar o Toulouse enquanto o Toulon, com muita de suas estrelas de volta da Copa do Mundo recebe o Montpellier.

 

Racing sofre, mas vence

O surpreendente Brive viajou até a cidade luz e quase estragou a festa do vice-líder Racing, mas sucumbiu diante de sua própria indisciplina, cedendo uma derrota nos minutos finais por 17 a 14. O Brive entrou no in-goal uma vez, com o centro Sevanaia Galala, dominando a maior parte do primeiro tempo, mas dois amarelos na segunda etapa permitiram que os parisienses dominassem os últimos vinte minutos pondo a bola no chão duas vezes, com o pilar Eddy Ben Arous e o ponta Marc Andreu.

 

O Racing sai de campo com a vitória, mas um resultado que poderia ser melhor, a equipe agora viaja para enfrentar o cambaleante Castres. O Brive sai da capital com um bom ponto defensivo voltando para casa enfrentar o Bordeaux.

 

Oyonnax se recupera com festival de tries

Depois de ser humilhado pelo Toulon rodada passada o Oyonnax voltou para casa disposto a se redimir e quem pagou foi o Pau, atropelado por 42 a 23. Os donos da casa entraram no in-goal 5 vezes, com o scrum-half Piri Weepu, o fullback Florian Denos, os pontas Daniel Ikpefan e Alaska Taufa e o hooker reserva Jeremie Maurouard. Os visitantes, em meio à chuva de tries também anotaram o seu, com o abertura Brandon Fajardo e o ponta Mosese Ratuvou. O Oyonnax viaja para enfrentar o La Rochelle enquanto o Section Paloise volta para casa medir forças contra o Agen.

 

Bordeaux continua domínio em casa

O Union recebeu o La Rochelle e mais uma vez fez valer o fator casa, vencendo por 21 a 16. Apesar do resultado positivo o time não conseguiu repetir a atuação vistosa da semana passada, quando venceu o Tolouse, se valendo, dessa vez de uma abordagem mais pragmática, se aproveitando da indisciplina dos atlânticos, que foram os únicos a por a bola no chão, com o fullback Kini Murimurivalu. O Bordeaux agora viaja para enfrentar o Brive enquanto o La Rochelle recebe o Oyonnax.

 

Agen afunda Stade Français

Os atuais campeões franceses ainda não conseguiram iniciar sua temporada e dessa vez foram derrotados no interior pelo ultimo colocado o Agen, por 28 a 23. Apesar de não tirar o time da 14º posição o resultado dá muita confiança para o time recém-promovido a primeira divisão, marcando três tries contra os campeões, com o fullback Mathieu Lamoulie, o asa Antoine Erbani e o segundo centro Johann Sadie. Os parisienses entraram no in-goal duas vezes, com o segundo centro Paul Williams e depois um penal try, conquistando um ponto bônus defensivo que manteve o time fora da zona de rebaixamento.

 

O Agen viaja para enfrentar o Section Paloise, no duelo entre os dois promovidos desse ano. O SF tem de volta para a próxima rodada os jogadores que estavam na Copa do Mundo e existe a expectativa que isso melhore o desempenho do time, que volta para casa enfrentar o líder Clermont.

 

Bayonne derrota Perpignan na segundona e Biarritz vence finalmente

Na Pro D2, os destaques ficaram por conta dos bascos. O Bayonne encarou o Perpignan em um dos clássicos da segunda divisão e venceu por 17 x 14, entrando de vez na briga pela liderança, enquanto seu rival, o tradicional Biarritz, finalmente venceu pela primeira vez na temporada: 21 x 15 sobre o Béziers. O Biarritz não largou a lanterna, mas pelo menos começou uma reação.

 

Destaque também para o duelo de líder e vice-líder, com o Aurillac vencendo o Lyon por 23 x 21, o que, no entanto, não custou a liderança para os Lobos.

 

Escrito por: Diego Gutierrez

 

Top 14 logo novo

Top 14 2015-16 – Campeonato Francês

Oyonnax 42 x 23 Pau

Agen 28 x 23 Stade Français

Bordeaux 21 x 16 La Rochelle

Racing 17 x 14 Brive

Montpellier 25 x 33 Toulouse

Clermont 42 x 13 Castres

Grenoble 33 x 29 Toulon

 

Clube Cidade Jogos Pontos
Clermont Clermont-Ferrand 26 88
Toulon Toulon 26 82
Montpellier Montpellier 26 81
Racing Paris 26 81
Toulouse Toulouse 26 79
Castres Castres 26 71
Union Bordeaux-Bègles Bordeaux 26 67
Brive Brive 26 62
La Rochelle La Rochelle 26 54
Grenoble Grenoble 26 47
Pau Pau 26 46
Stade Français Paris 26 41
Agen Agen 26 26
Oyonnax Oyonnax 26 24

– Vitória com 3 ou mais tries de diferença = 5 pontos;
– Vitória com menos de 3 tries de diferença = 4 pontos;
– Empate = 2 pontos;
– Derrota por 5 pontos ou menos pontos = 1 ponto;

– 1º e 2º lugares = classificação direta às Semifinais e à Champions Cup;
– 3º ao 6º lugares = classificação às Quartas de final e à Champions Cup;
– 13º e 14º lugares = Rebaixamento

 

prod2

Pro D2 2015-16 – 2ª divisão do Campeonato Francês

Bayonne 17 x 14 Perpignan

Biarritz 21 x 15 Béziers

Provence 17 x 16 Carcassonne

Bourgoin 29 x 12 Colomiers

Dax 21 x 16 Narbonne

Mont de Marsan 27 x 9 Albi

Montauban 35 x 24 Tarbes

Aurillac 23 x 21 Lyon

 

Clube Cidade Jogos Pontos
Lyon Lyon 30 117
Bayonne Bayonne 30 86
Aurillac Aurillac 30 81
Mont-de-Marsan Mont-de-Marsan 30 78
Colomiers Colomiers 30 78
Béziers Béziers 30 77
Perpignan Perpignan 30 73
Biarritz Biarritz 30 64
Bourgoin* Bourgoin-Jallieu 30 62
Albi Albi 30 62
Narbonne Narbonne 30 60
Montauban Montauban 30 58
Tarbes* Tarbes 30 53
Carcassonne Carcassonne 30 49
Dax Dax 30 48
Provence Aix-en-Provence 30 46
*Tarbes e Bourgoin penalizados com rebaixamento por problemas financeiros

– Vitória com 3 ou mais tries de diferença = 5 pontos;
– Vitória com menos de 3 tries de diferença = 4 pontos;
– Empate = 2 pontos;
– Derrota por 5 pontos ou menos pontos = 1 ponto;
– 1º lugar: promoção ao Top 14
– 2º ao 5º lugares: mata-mata de promoção ao Top 14
– 15º e 16º lugares: rebaixamento


Comentários