Com ou sem escuta, Nova Zelândia sublime deixa Austrália com dor de cabeça

ARTIGO COM VÍDEO – A vida não está nada fácil para o torcedor australiano. Depois de perder a final da Copa do Mundo de 2015 para a Nova Zelândia, ver seus times do Super Rugby terem uma temporada pífia e sofrer inéditas três derrotas em casa em junho para a Inglaterra, a Austrália largou o Rugby Championship da pior forma: levando uma paulada de 42 x 08 dos All Blacks, que dominaram por completo em Sydney para deixar os Wallabies ainda mais distantes de quebrar o jejum na Bledisloe Cup.

 

O técnico Michael Cheika tentou. Trouxe um pacote de veteranos para tentar se impor em casa. E as más línguas alegam ainda que os australianos colocaram escutas no hotel dos neozelandeses (se colocaram, faltou ter alguém as ouvindo). Não teve jeito. Mesmo sem Richie McCaw, Dan Carter, Ma’a Nonu, Conrad Smith e Keven Mealamu, os All Blacks provaram mais uma vez o motivo de seu título mundial e já largaram mostrando ao mundo que neste ano devem se manter invictos. Foi com domínio do começo ao fim que a Nova Zelândia se impôs, garantindo ao final da partida 60% de território, 6 tries e um banho nos metros ganhos: 754 contra 297, com 14 quebras de linha – contra ínfima 2 dos aussies – e nada menos que 5 laterais roubados – em verdadeiro pesadelo do alinhamento australiano, que venceu apenas 9 de suas 14 cobranças. Mais preocupante ainda foram a quantidade de lesões dos australianos, com Matt Giteau, Matt Toomua e Rob Horne não terminando a partida.

 

CVC_PORTAL_pumasallblacks_03

 

Os Wallabies começaram até confiantes, inaugurando o placar com penal batido por Foley aos 4′. Mas, o pack preto operou no breakdown dois minutos depois, roubou a bola e com velocidade a linha neozelandesa encontrou Ryan Crotty na ponta, com superioridade numérica, para arrancar para o primeiro try da partida. As cartas estavam dadas. A superioridade dos forwards neozelandeses era evidente e, aos 17′, Barrett chutou penal para os visitantes ampliando a diferença para 10 x 3. Sem conseguir emplacar com a bola em mãos, a Austrália viu a Nova Zelândia aumentar aos 23′ de novo com penal de Barrett e, aos 26′, a pressão depois de dois laterais e infiltrações de Dagg e Naholo foi completada por Barrett, correndo para o segundo try dos All Blacks.

 

A Austrália não teve mais forças de reação e viu um atropelo se seguir. Aos 31′, Kaino bloqueou o chute de Foley e cravou o terceiro try, desmontando de vez o oponente da casa. Depois, aos 39′, Barrett rompeu a defesa amarela e serviu Naholo, que finalizou o quarto try antes do intervalo. 32 x 03.

 

O atropelo se seguiu na segunda etapa sem mudanças de ritmo dos kiwis. Jogando com uma costela trincada, Dane Coles – que fez uma grande partida – caiu no in-goal aos 56′ para adicionar o quinto try neozelandês, e, aos 59′, Julian Savea ganhou de novo uma chance de brilhar e não decepcionou, cravando o sexto try dos homens de preto. Os neozelandeses puxaram o freio no restante do jogo e Nic Phipps ainda reduziu com o try de honra dos Wallabies, aos 75′, depois de Kieran Read receber amarelo. 42 x 08, sem qualquer chance para os anfitriões.

 

A Austrália não vence a Nova Zelândia em solo neozelandês em 15 anos. E o próximo jogo é na casa dos All Blacks, no próximo sábado, em Wellington.

 

The Rugby Championship

The Rugby Championship

1ª rodada

australia%281%2908versus(13)42all blacks logo

Austrália 08 x 42 Nova Zelândia, em Sydney

Árbitro: Jaco Peyper (África do Sul) / Assistentes: Romain Poite (França) e Federico Anselmi (Argentina) / TMO: Shaun Veldsman (África do Sul)

 

Nova Zelândia

Tries: Crotty, Barrett, Kaino, Naholo, Coles e J Savea

Conversões: Barrett (3)

Penais: Barrett (2)

15 Israel Dagg, 14 Ben Smith, 13 Malakai Fekitoa, 12 Ryan Crotty, 11 Waisake Naholo, 10 Beauden Barrett, 9 Aaron Smith, 8 Kieran Read (c), 7 Sam Cane, 6 Jerome Kaino, 5 Sam Whitelock, 4 Brodie Retallick, 3 Owen Franks, 2 Codie Taylor, 1 Wyatt Crockett.

Suplentes: 16 Dane Coles, 17 Kane Hames, 18 Charlie Faumuina, 19 Liam Squire, 20 Ardie Savea, 21 TJ Perenara, 22 Aaron Cruden, 23 Julian Savea;

 

Austrália

Try: Phipps

Penal: Foley (1)

15 Israel Folau, 14 Adam Ashley-Cooper, 13 Tevita Kuridrani, 12 Matt Giteau, 11 Dane Haylett-Petty, 10 Bernard Foley, 9 Will Genia, 8 David Pocock, 7 Michael Hooper, 6 Ben McCalman, 5 Rob Simmons, 4 Kane Douglas, 3 Sekope Kepu, 2 Stephen Moore, 1 Scott Sio

Suplentes: 16 Tatafu Polota-Nau, 17 James Slipper, 18 Allan Alaalatoa, 19 Dean Mumm, 20 Scott Fardy, 21 Nick Phipps, 22 Matt Toomua, 23 Rob Horne

 

 

PaísApelidoJogosPontos
Nova ZelândiaAll Blacks630
AustráliaWallabies613
África do SulSpringboks610
ArgentinaPumas605

 

Foto: Zak Kaszmarek/Getty Images

Comentários