Escócia leva susto, mas se impõe sobre os Estados Unidos

A Escócia entrou em campo apenas quatro dias depois de sua estreia na Copa do Mundo e teve pela frente um físico time dos Estados Unidos em franca evolução. Os escoceses mostraram que vivem talvez o melhor momento de sua história recente e, após um primeiro tempo complicado, se impuseram na segunda etapa e garantiram uma grande e importante vitória por 39 x 16.

 

As Águias dominaram por completo o primeiro tempo e mostraram que fisicamente são uma equipe capaz de jogar no nível das grandes seleções. Os americanos abriram o placar antes mesmo que a Escócia emplacasse seu primeiro ataque, com MacGinty adicionando os primeiro três pontos em penal aos 2′. A resposta veio com Hogg acertando penal para o Cardo aos 6′, e Finn Russell virou o placar aos 15′ também com penal.

 

O domínio estadunidense logo se impôs, com os Estados Unidos se impondo fisicamente, enquanto a Escócia cometia muitos erros, com penais e falhas de passe que impediam o Cardo de avançar. Aos 18′, Hogg desperdiçou penal para a Escócia e, aos 20′, Thiel achou o espaço na defesa escocesa e Petri trabalhou bem as fases até Lamositele apoiar a bola no in-goal garantindo o primeiro try do jogo. Estados Unidos na frente!

 

Russell voltou a perder penal para a Escócia, enquanto os EUA cresciam no jogo, controlando nada menos que 83% de território no minutos finais. MacGinty deu números finais ao primeiro tempo com novo penal para os EUA e 13 x 6 no marcador.

 

A pausa para a reunião no vestiário mudou completamente a partida e a Escócia passou a jogar de acordo com a expectativa criada sobre si. Logo aos 41′, os azuis trabalharam brilhantemente fase a fase a bola até Tim Visser receber na ponta e voar para o try escocês, que só não rendeu o empate pelo erro na conversão. Mas, a virada veio rapidamente, aos 47′, com Russell fazendo grande jogada, atraindo a marcação e passando para dentro, ao invés de abrir a bola como esperado. Maitland recebeu e cravou o segundo try, explorando a avenida criada.

 

MacGinty ainda reduziu para os EUA com penal aos 50′, mas, com domínio territorial e se apoiando nos excessivos erros de lateral dos EUA, a Escócia deu seu golpe fatal aos 53′, com WP Nel rompendo para o terceiro try, após lateral seguido de maul. As Águias seguiram também cometendo muitos penais, enquanto a Escócia ganha com seu jogo solto. Pyrgos deu lugar a Laidlaw e, aos 65′, o scrum-half serviu Matt Scott que anotou o quarto precioso try que deu o bônus aos azuis.

 

Os Estados Unidos não se renderam e ainda pressionaram nos minutos finais em busca de reduzir a diferença, mas erros de manuseio de bola seguiram punindo o time norte-americano. O esboço de reação foi frustrado de vez aos 78′, com Laidlaw conduzindo brilhantemente a ação nas 22 e servindo Duncan Weir. 39 x 16, números finais!

 

A Escócia foi a primeira seleção no Mundial 2015 a chegar a 100% de aproveitamento, com duas vitórias bonificadas. Os escoceses voltam a campo no sábado, dia 3, no embate decisivo com a África do Sul, ao passo que os Estados Unidos descansam um pouco mais e jogam apenas no dia 7 justamente contra os Springboks.

 

escocia logo39versus%287%2916usa_copy

Escócia 39 x 16 Estados Unidos, em Leeds

Árbitro: Chris Pollock (Nova Zelândia)

Assistentes: John Lacey (Irlanda) e Mike Fraser (Nova Zelândia) / TMO: Ben Skeen (Nova Zelândia)

 

Escócia

Tries: Visser, Maitland, Nel, Scott e Weir

Conversões: Laidlaw (3) e Russell (1)

Penais: Hogg (1) e Russell (1)

15 Stuart Hogg, 14 Sean Maitland, 13 Mark Bennett, 12 Peter Horne, 11 Tim Visser, 10 Finn Russell, 9 Henry Pyrgos (c), 8 Josh Strauss, 7 Ryan Wilson, 6 Alasdair Strokosch, 5 Richie Gray, 4 Grant Gilchrist, 3 Jon Welsh, 2 Ross Ford, 1 Ryan Grant.

Suplentes: 16 Kevin Bryce, 17 Alasdair Dickinson, 18 Willem Nel, 19 Tim Swinson, 20 Fraser Brown, 21 Greig Laidlaw, 22 Duncan Weir, 23 Matt Scott.

 

Estados Unidos

Try: Lamositele

Conversão: MacGinty (1)

Penais: MacGinty (3)

15 Chris Wyles (c), 14 Takudzwa Ngwenya, 13 Seamus Kelly, 12 Thretton Palamo, 11 Blaine Scully, 10 AJ MacGinty, 9 Mike Petri, 8 Samu Manoa, 7 Andrew Durutalo, 6 Al McFarland, 5 Greg Peterson, 4 Hayden Smith, 3 Titi Lamositele, 2 Phil Thiel, 1 Eric Fry.

 

Suplentes: 16 Zach Fenoglio, 17 Oli Kilifi, 18 Chris Baumann, 19 Cam Dolan, 20. John Quill, 21 Danny Barrett, 22 Shalom Suniula, 23 Folau Niua.

 

ClubePJVED4+-7PPPCSP
Grupo A
Austrália1744001014135106
Gales134301101116744
Inglaterra114202211337558
Fiji541031084101-17
Uruguai040040030226-196
Grupo B
África do Sul1643013117656120
Escócia144301201421393
Japão1243010098100-2
Samoa641031169124-55
Estados Unidos040040050156-106
Grupo C
Nova Zelândia1944003017449125
Argentina1543013017970109
Geórgia842020053122-69
Tonga641031170130-60
Namíbia140040170174-104
Grupo D
Irlanda1844002013535100
França144301201176453
Itália104202117488-14
Romênia441030060126-66
Canadá240040258141-83

Comentários