França engrena e passa bem pelo Canadá, apesar dos sustos

ARTIGO COM VÍDEO – França e Canadá mediram forças em Milton Keynes, nesta quinta-feira, pela terceira rodada da Copa do Mundo, e o triunfo foi da França de forma contundente, 41 x 18, apesar dos sustos ao final da primeira etapa. Os Bleus fizeram seu melhor jogo até aqui e mostraram que estão reencontrando o foco e a inspiração.

 

Os Bleus começaram o jogo voando, com o primeiro try saindo logo a 3′, após linda jogada do mago Michalak, que serviu com offload Fofana. O ritmo seguiu forte e o pack francês dominante, arrancando o primeiro penal para Michalak converter aos 13′. 10 x 0, que pareciam encaminhar com facilidade a partida a favor dos franceses.

 

O Canadá tentou responder com drop goal errado de Hirayama aos 16′ e, apesar de começar com dificuldades, o pack canadense passou a crescer no jogo e aumentar sua pressão sobre a França, igualando as ações. Porém, quem voltou a assustar foi a França, aos 24′, Michalak mostrou seu veneno, aplicou lindo dummy e chutou a bola ao in-goal para Fofana, mas faltou um pouco para o centro alcançar a bola e finalizar o try. Os Bleus retomaram as rédeas da partida e, aos 28′, o maul azul foi devastador e Guirado concluiu o segundo try. Passeio? Não. Os Canucks não abaixaram a cabeça e na retomada do jogo Hirayama pôs a bola alto no reinício para Hearn ganhar no alto e, com a bola em mãos, os vermelhos trabalharam bem até DTH van der Merwe receber na ponta e cravar o primeiro try canadense.

 

Os Canucks ganharam ânimo e o jogo incendiou. Aos 33′, o Canadá manejou a bola em velocidade de um lado ao outro do campo e o hooker Aaron Carpenter achou o espaço para fazer o segundo try e deixar os norte-americanos na cola no placar. Mas, ao contrário de colapsar em sua instabilidade corriqueira, a França respondeu com try. O lateral seguro foi seguido de maul e Slimani pôs a bola no in-goal, anotando o terceiro try tricolor para esfriar a reação dos Canucks. 24 x 12, intervalo.

 

A segunda etapa se iniciou com os Galos errando muito e os vermelhos capitalizando com dois penais de Hirayama, aos 41′ e aos 55′, enquanto Michalak respondeu aos 58′ com mais um penal azul. E a França reencontrou seu rugby. Aos 63′, Bastareaud recebeu com espaço para finalizar, mas foi detido. Porém, os Bleus tinham crescido e, aos 66′, o try tão almejado do bônus saiu, e de forma segura, mostrando a força francesa no jogo de base. O pack funcionou e Pascal Papé apoiou no in-goal no pick and go. Try, e alívio.

 

O Canadá, como esperado, caiu de rendimento no fim e, aos 74′, os Bleus cruzaram o in-goal para o quinto try. Parra agilizou o jogo e Talès deixou com Grosso, que fez seu primeiro try com a camisa do XV de France em sua primeira partida pela equipe. Fim de jogo e 41 x 18 para os tricolores.

 

Os franceses voltam a campo apenas no dia 11, na partida decisiva do Grupo D contra a Irlanda, enquanto o Canadá enfrenta a Romênia no dia 6, com pouco tempo de descanso, na partida que vale uma vitória de honra no Mundial.

 

França vermelho41versus copiar18canada copy copy

França 41 x 18 Canadá, em Milton Keynes

Árbitro: JP Doyle (Inglaterra)

Assistentes: Wayne Barnes (Inglaterra) e Angus Gardner (Austrália) / TMO: Graham Hughes (Inglaterra)

 

França

Tries: Fofana, Guirado, Slimani, Papé e Grosso

Conversões: Michalak (4) e Parra (1)

Penais: Michalak (2)

15 Scott Spedding, 14 Remy Grosso, 13 Mathieu Bastareaud, 12 Wesley Fofana, 11 Brice Dulin, 10 Frederic Michalak, 9 Sebastien Tillous-Borde, 8 Damien Chouly, 7 Bernard Le Roux, 6 Thierry Dusautoir (c), 5 Yoann Maestri, 4 Pascal Pape, 3 Rabah Slimani, 2 Guilhem Guirado, 1 Eddy Ben Arous.

Suplentes: 16 Benjamin Kayser, 17 Vincent Debaty, 18 Nicolas Mas, 19 Yannick Nyanga, 20 Fulgence Ouedraogo, 21 Morgan Parra, 22 Remi Tales, 23 Alexandre Dumoulin.

 

Canadá

Tries: Van der Merwe e Carpenter

Conversões: Hirayama (1)

Penais: Hirayama (2)

15 Matt Evans, 14 Phil Mackenzie, 13 Ciaran Hearn, 12 Nick Blevins, 11 DTH van der Merwe, 10 Nathan Hirayama, 9 Phil Mack, 8 Tyler Ardron (c), 7 Richard Thorpe, 6 Kyle Gilmour, 5 Jamie Cudmore, 4 Brett Beukeboom, 3 Doug Wooldridge, 2 Aaron Carpenter, 1 Hubert Buydens.

Suplentes: 16 Ray Barkwill, 17 Djustice Sears-Duru, 18 Andrew Tiedemann, 19 Evan Olmstead, 20 Nanyak Dala, 21 Gordon McRorie, 22 Harry Jones, 23 Conor Trainor.

 

 

ClubePJVED4+-7PPPCSP
Grupo A
Austrália1744001014135106
Gales134301101116744
Inglaterra114202211337558
Fiji541031084101-17
Uruguai040040030226-196
Grupo B
África do Sul1643013117656120
Escócia144301201421393
Japão1243010098100-2
Samoa641031169124-55
Estados Unidos040040050156-106
Grupo C
Nova Zelândia1944003017449125
Argentina1543013017970109
Geórgia842020053122-69
Tonga641031170130-60
Namíbia140040170174-104
Grupo D
Irlanda1844002013535100
França144301201176453
Itália104202117488-14
Romênia441030060126-66
Canadá240040258141-83

Comentários