Japão encerra Mundial histórico com chave de ouro

ARTIGO COM VÍDEO – Japoneses e norte-americanos encerraram hoje suas participações nesta Copa do Mundo. Foi também o último jogo da fase de grupos. Os Estados Unidos já estavam eliminados depois de três derrotas; e os japoneses também depois da vitória da Escócia sobre Samoa, que colocou por terra os planos dos Brave Blossoms de avançarem de fase. O jogo seguiu a lógica de como foi a Copa para as duas seleções. Japão entrou de favorito e os Estados Unidos pecaram em vários erros e penais concedidos. Vitória dos asiáticos por 28 a 18.

 

Mas o jogo começou com as Águias com tudo. Aos 5 minutos McGinty abriu o placar, 3 a 0. No reinício, em um erro de recepção, recuperação de bola por parte dos japoneses e try de Matsushima, aos 7. Goromaru na sequência converteu e fez seu 700o ponto pela seleção. 7 a 3. A partir daí o Japão foi superior, em território e posse de bola, mas sem conseguir pontuar. Em uma das poucas oportunidades que as Águias tiveram, depois de 20 fases Chris Wyles executa um longo passe para Ngwenya, que na ponta colocaria os EUA em vantagem por apenas um ponto.

 

No entanto a alegria dos estadunidenses não duraria tanto. Em mais um reinício, Heyden Smith errou no elevador de recepção e permitiu a posse de bola japonesa. Depois de 11 fases e um maul bem formado, try de Fujita, convertido, 14 a 8. Nos últimos minutos do primeiro tempo, um penal bem cobrado ampliaria a vantagem do Japão para 17 a 8 e fim de primeira parte.

 

O segundo tempo continuou com a mesma dinâmica, mas com uma atitude bem diferente, partindo para o jogo e disposto a corres riscos. Mas, assim como foram nos outros jogos, cometeram muitos erros de passe e concederam muitos penais. Essas repetidas infrações fariam com que o pliar Fry tomasse cartão amarelo aos 21 minutos. No lance seguinte, try de Mafi e mais 5 pontos para o Japão.

 

A partida parecia resolvida, 14 pontos de vantagem para os japoneses e com os EUA com um a menos em campo. No entanto, num contra-ruck, o pilar Lamositele recupera a bola para as Águias nos 22 de defesa e em excelente troca de passes e conduções de Zack Test e Danny Barrett, o capitão Chris Wyles na ponta marcava mais um try e reduziria a diferença, com a conversão, para 7 pontos. De nada isso adiantaria. Em mais um penal concedido, Goromaru aproveitou e colocou números finais ao jogo. 28 a 18 para o Japão.

 

Ao fim da partida Chris Wyles foi questionado sobre o potencial do rugby dos EUA. Ele disse estar cansado em só se falar de potencial e que era preciso de fato colocar em prática esse potencial. Foi o que bem fez o Japão. Com Eddie Jones no comando pouco se falou, muito se fez.

 

Vitória do empenho, do esforço, do compromisso e do trabalho. Uma campanha para ninguém colocar defeito. Bom para o rugby japonês, melhor ainda para o rugby mundial!

 

Escrito por: Virgílio Neto

 

japão logo novo copiar28versus copiar18usa_copy

Japão 28 x 18 Estados Unidos, em Gloucester

Árbitro: Glen Jackson (Nova Zelândia)

Assistentes: John Lacey (Irlanda) e Federico Anselmi (Argentina) / TMO: Shaun Veldsman (África do Sul)

 

Estados Unidos

Tries: Ngwenya e Wyles

Conversões: MacGinty (1)

Penais: MacGinty (2)

15 Chris Wyles (c), 14 Takudzwa Ngwenya, 13 Seamus Kelly, 12 Thretton Palamo, 11 Zach Test, 10 AJ MacGinty, 9 Mike Petri, 8 Samu Manoa, 7 Andrew Durutalo, 6 Al McFarland, 5 Greg Peterson, 4 Hayden Smith, 3 Titi Lamositele, 2 Zach Fenoglio, 1 Eric Fry.

Suplentes: 16 Phil Thiel, 17 Oli Kilifi, 18 Chris Baumann, 19 Cam Dolan, 20 John Quill, 21 Danny Barrett, 22 Niku Kruger, 23 Folau Niua.

 

Japão

Tries: Matsushima, Fujita e Mafi

Conversões: Goromaru (2)

Penais: Goromaru (3)

15 Ayumu Goromaru, 14 Yoshikazu Fujita, 13 Harumichi Tatekawa, 12 Craig Wing, 11 Kotaro Matsushima, 10 Kosei Ono, 9 Fumiaki Tanaka, 8 Ryu Koliniasi Holani, 7 Michael Broadhurst, 6 Michael Leitch (c), 5 Justin Ives, 4 Luke Thompson, 3 Hiroshi Yamashita, 2 Shota Horie, 1 Keita Inagaki.

Suplentes: 16 Takeshi Kizu, 17 Masataka Mikami, 18 Kensuke Hatakeyama, 19 Shinya Makabe, 20 Amanaki Lelei Mafi, 21 Hendrik Tui, 22 Atsushi Hiwasa, 23 Karne Hesketh.

 

 

Clube P J V E D 4+ -7 PP PC SP
Grupo A
Austrália 17 4 4 0 0 1 0 141 35 106
Gales 13 4 3 0 1 1 0 111 67 44
Inglaterra 11 4 2 0 2 2 1 133 75 58
Fiji 5 4 1 0 3 1 0 84 101 -17
Uruguai 0 4 0 0 4 0 0 30 226 -196
Grupo B
África do Sul 16 4 3 0 1 3 1 176 56 120
Escócia 14 4 3 0 1 2 0 142 139 3
Japão 12 4 3 0 1 0 0 98 100 -2
Samoa 6 4 1 0 3 1 1 69 124 -55
Estados Unidos 0 4 0 0 4 0 0 50 156 -106
Grupo C
Nova Zelândia 19 4 4 0 0 3 0 174 49 125
Argentina 15 4 3 0 1 3 0 179 70 109
Geórgia 8 4 2 0 2 0 0 53 122 -69
Tonga 6 4 1 0 3 1 1 70 130 -60
Namíbia 1 4 0 0 4 0 1 70 174 -104
Grupo D
Irlanda 18 4 4 0 0 2 0 135 35 100
França 14 4 3 0 1 2 0 117 64 53
Itália 10 4 2 0 2 1 1 74 88 -14
Romênia 4 4 1 0 3 0 0 60 126 -66
Canadá 2 4 0 0 4 0 2 58 141 -83

Comentários