Paul O’Connell, Peter O’Mahony e Liam Williams de fora da Copa do Mundo

A última rodada da Copa do Mundo foi intensa e as baixas já estão sendo sentidas. Quem tem mais a lamentar é a Irlanda, que perdeu nada menos que dois de seus mais influentes atletas: o segunda linha e capitão Paul O’Connell e o terceira linha Peter O’Mahony.

 

O’Connell teve uma lesão na coxa e vai passar por cirurgia, ficando por tempo ainda indeterminado de fora dos gramados. O veterano já havia anunciado que se aposentadoria da seleção após a Copa do Mundo, o que deverá se concretizar. Para seu lugar foi chamado o veterano do Leinster, Mike McCarty, de 33 anos.

 

Já O’Mahony sofreu uma lesão no joelho e também já teve seu substituto convocado. É Rhys Ruddock, de 24 anos, do Leinster.

 

Enquanto isso, Gales lamentou a perda de mais um jogador, o fullback Liam Williams, que já teve que passar por cirurgia no pé. Para sua vaga, Eli Walker, de 23 anos, do Ospreys, foi chamado.

 

Ainda na enfermaria, a Copa do Mundo pode ter acabado para o Canadá, mas as notícias de lesões se seguiram. O terceira linha Tyler Ardron sofreu nova lesão no joelho e ficará de fora dos gramados por oito semanas, para azar do seu time, o Ospreys.

 

World Rugby acredita que lesões não estão fora do normal

Enquanto as seleções perdem atletas, o World Rugby se manteve firme em sua posição que o número de lesões no Mundial não está fora do controle. Um representante da entidade declarou em entrevista à BBC que o número é levemente maior que o de perdas após a primeira fase de 2011, mas muito inferior ao registrado em 2007. Em 2015, foram até aqui 22 atletas que deixaram o Mundial por lesão, enquanto em 2011 foram 19. Já em 2007 o número chegara a 37.

 

Comentários