Por dentro da Copa: Brighton, o balneário Jedi

População: 474.400

Estádio: Brighton Community Stadium

Capacidade: 30.750

Principais times de rugby: Brighton Blues RFC (London 1 South – 6ª divisão)

Jogos na Copa do Mundo

19/09 – África do Sul x Japão

20/09 – Samoa x Estados Unidos

 

O balneário imperial. Localizada a cerca de 100km ao sul de Londres, às margens do Canal da Mancha, Brighton se tornou um popular destino de verão dos ingleses, atraindo inclusive a família real, que lá construiu um suntuoso palácio, o Royal Pavilion, com arquitetura inspirada em temas árabes e indianos. Como cidade de praia, Brighton é famosa por sua vida noturna e pelos festivais, tendo experimentado grande crescimento nos últimos anos. Mas, o maior destaque da cidade, sem dúvida, são os Jedis, meu caro leitor Padawan. No último censo britânico, a questão sobre qual religião cada cidadão professa teve um resultado no mínimo curioso em Brighton: quase 3% da população se disse Jedi, o maior percentual do país.

 

De todas as cidades escolhidas para a Copa do Mundo, Brighton é a que tem relações mais fracas com o rugby. Sem equipes profissionais nas redondezas, foi escolhida por conta de seu estádio, o Community Stadium, do clube de futebol local, construído em 2011 e com capacidade para mais de 30 mil torcedores. O estádio é vizinho da Universidade de Brighton, que dará uma grande contribuição ao Mundial recebendo uma semana antes do pontapé inicial um grande internacional de estudos sobre o Rugby, com pesquisadores do mundo inteiro presentes para discutir o esporte em diversas áreas do conhecimento.

 

Em campo, os Jedis terão a oportunidade de assistir a força dos Springboks. Então, que a força esteja em Brighton.

 

Para saber mais sobre as demais sedes da Copa do Mundo, clique aqui.

Comentários