Por dentro da Copa: Londres, capital do rugby mundial

População: 9.787.000

Estádios:

Twickenham Stadium – capacidade: 81.600

Wembley Stadium – capacidade: 90.000

Olympic Stadium – capacidade: 54.000

Principais times de rugby: Saracens (Premiership), Harlequins (Premiership), London Irish (Premiership*), London Welsh (Championship*), London Scottish (Championship), Ealing (Championship), Blackheath (National Division 1), Richmond (National Division 1), Rosslyn Park (National Division 1)

Jogos na Copa do Mundo:

18/09 – Inglaterra x Fiji (TWI);

19/09 – França x Itália (TWI);

20/09 – Nova Zelândia x Argentina (WEM);

23/09 – França x Romênia (OLY);

24/09 – Nova Zelândia x Namíbia (OLY);

26/09 – Inglaterra x Gales (TWI);

27/09 – Irlanda x Romênia (WEM);

03/10 – Inglaterra x Austrália (TWI);

04/10 – Irlanda x Itália (OLY);

07/10 – África do Sul x Estados Unidos (OLY);

10/10 – Austrália x Gales (TWI);

17/10 – Quartas de final (TWI);

18/10 – Quartas de final (TWI);

24/10 – Semifinal (TWI);

25/10 – Semifinal (TWI);

30/10 – Decisão do 3º lugar (OLY);

31/10 – Final (TWI).

 

Encerramos nossa jornada pelas sedes da Copa do Mundo com Londres, capital da Inglaterra, capital do rugby mundial e um dia quase a capital do mundo. Com um total de 17 partidas, incluindo a abertura, duas quartas de final, as duas semifinais, o terceiro lugar, a final e, no mínimo, três jogos da seleção inglesa, Londres é a cidade que mais assistirá rugby em setembro e outubro, com todas as seleções do Rugby Championship e do Six Nations desfilando na primeira fase na cidade, tendo como única exceção a Escócia.

 

Dispensável apresentar Londres. Maior cidade do Reino Unido e da União Europeia, terceira maior do continente, centro do maior império entre os séculos XIX e XX, cidade mais visitada do mundo e eleita Cidade Global nível Alpha++, honra que divide apenas com Nova York como as duas cidades mais influentes do mundo. Além disso, Londres tem a maior concentração de estádios para mais de 80 mil lugares do mundo, com três: Wembley, casa do futebol, Twickenham, casa do rugby, e o Estádio Olímpico, construído para os Jogos Olímpicos de 2012. Ou tinha, porque o Estádio Olímpico já foi reduzido para 56 mil lugares, a fim de reduzir seus custos. Com tamanha credencial, Londres terá justamente esses três estádios sendo usado na Copa do Mundo de Rugby, com Twickenham recebendo o filé do Mundial, 10 jogos, que incluem a abertura, as semifinais duas quartas de final e a abertura. Wembley terá outras duas partidas, enquanto o Estádio Olímpico receberá cinco jogos.

 

Londres é também a cidade com o maior número de clubes de rugby da Inglaterra, com três equipes na Premiership, das quais duas, Saracens e Harlequins, mandam seus jogos na cidade. Apenas o London Irish, sem um estádio próprio, manda sua partidas na cidade de Reading, nas proximidades da capital, ao passo que o glorioso Wasps optou por abandonar Londres e se fixar em Coventry.

 

Contruído em 1907, Twickenham (foto acima) se tornará em 2015 o segundo estádio do mundo a receber duas finais da Copa do Mundo, igualando-se ao Eden Park, de Auckland. A final anterior foi a de 1991, quando os ingleses tiveram a grande decepção de verem sua seleção chegar à final apenas para ser derrotada em casa pela Austrália de John Eales, Michael Lynagh, Nick Farr-Jones e David Campese. O estádio, no entanto, é considerado o Templo do Rugby mundial, com uma lista interminável de jogos sediados, entre Copa do Mundo, Six Nations, giras internacionais, Barbarians, Heineken Cup/Champions Cup, Premiership, Varsity Match e Série Mundial de Sevens. Dentro de Twickenham encontra-se o Museu do Rugby, abrilhantando ainda mais o quarto maior estádio da Europa.

 

Twickenham passou até hoje por muitas reformas, a última concluída em 2006, dando a atual configuração de quase 82 mil lugares ao estádio. Os outros dois estádios de Londres que receberão o Mundial, contudo, foram construídos do zero recentemente.

 

Templo do Futebol inglês, o primeiro estádio de Wembley foi construído em 1923 como um símbolo do Império Britânico. O estádio recebeu a Copa do Mundo de Futebol de 1966 e tantos outros grandes eventos do futebol, mas foi completamente demolido em 2003 para a construção do novo Wembley, maior – e um dos mais caros – estádio da Europa, com capacidade para 90.000 torcedores. Wembley recebe anualmente as finais da copas ingleses de futebol e os principais jogos da seleção inglesa, mas, apesar de ser de propriedade da Football Association, também se abre para os outros esportes, recebendo também a final da Challenge Cup do Rugby League, NFL, e Rugby Union também. O Saracens recentemente elegeu o estádio como sua segunda casa e vem mandando em Wembley algumas de suas mais importantes partidas, como forma de se popularizar.

 

wembley

 

O Estádio Olímpico, por sua vez, foi inaugurado em 2012 para os Jogos Olímpicos, sendo talvez a construção mais polêmica do evento, por ser considerado um elefante branco. Com 80 mil lugares, o estádio foi reduzido após Londres 2012 e já tem seu destino: a partir de 2016, após algumas reformas novas, passará a ser a casa do clube de futebol West Ham United. Até lá, será o rugby que será a estrela do estádio com os jogos da Copa do Mundo.

 

olympic stadium

 

Para saber mais sobre as demais sedes da Copa do Mundo, clique aqui.

Comentários