Prévias de terça: Fiji e Canadá se despedem amanhã do Mundial

A Copa do Mundo de Rugby já entrou em sua fase aguda. Amanhã as partidas retornam e já com despedidas. Às 12h45, o Canadá faz seu último jogo na competição, tendo pela frente a Romênia, em jogo que ambos buscam a primeira vitória. Na sequência, Fiji também dará adeus à Inglaterra duelando com oo Uruguai, em outra partida de seleções que ainda não venceram. Mas, as notícias não param e a Copa ainda teve mais lesões e suspensões nas manchetes.

 

Castrogiovanni e Chilachava fora da Copa

O pilar veterano da Itália, Martin Castrogiovanni, teve seu Mundial abreviado por um tumor benigno no nervo ciático e precisará passar por cirurgia imediata. Já a Geórgia perdeu o bom pilar Levan Chilachava, que sofreu uma lesão na perna e também foi cortado.

 

Fiji perde pilar, enquanto Burgess e Hooper são citados

Nas notícias disciplinares, quem não saiu bonito na foto foi o pilar fijiano Manasa Saulo, que recebeu suspensão de dez semanas e está fora do Mundial. O atleta pisou na cabeça do galês Luke Charteris e as imagens não deixaram dúvidas sobre seu ato.

 

O australiano Michael Hooper, por sua vez, aguarda julgamento após ação faltosa em ruck na partida contra a Inglaterra. Sam Burgess, da Inglaterra, na mesma partida, foi julgado por tackle perigoso. O atleta não recebeu suspensão, mas foi advertido e, caso volte a ser citado, poderá ser devidamente suspenso. A mesma medida foi tomada contra o capitão de Samoa Ofisa Treviranus, por tackle perigoso no jogo contra o Japão.

 

Canadá e Romênia na busca por 2019

O confronto entre canadenses e romenos não vale apenas uma mera vitória. Pelos resultados pobres da Itália até aqui, as duas seleções ainda sonham com o terceiro lugar no grupo, que lhes daria uma vaga na Copa do Mundo de 2019 antecipadamente. No momento, a Itália soma 5 pontos e o Canadá 1, enquanto a Romênia tem 0. A conta é fácil. Para o Canadá, o objetivo é vencer a Romênia com ponto bônus e negar o bônus ao oponente, para ir a 6 pontos e deixar os romenos com 1. Itália e Romênia ainda se enfrentam no domingo e os canadenses torceriam por uma vitória da Romênia sem bônus para nenhum dos lados, deixando italianos com 5 e romenos também com 5. Para a Romênia, a conta é mais simples: basta vencer os dois jogos.

 

O Canadá teve seis alterações em seu elenco para a partida contra os Carvalhos, com Aaron Carpenter voltando a jogar na terceira linha por conta da ausência do capitão Tyler Ardron, lesionado. Com isso, é Jamie Cudmore que assume a capitania dos Canucks. Carpenter formará uma terceira linha nova, ao lado de John Moonlight e Jebb Sinclair, que também entram no time. Gordon McRorie  volta com a camisa 9, enquanto Jeff Hassler e Harry Jones ocupam as camisas 14 e 15.  Já a Romênia teve sete mudanças no XV titular. Três são na linha, com as entradas de Madalin Lemnaru, na ponta, Florin Vlaicu, de primeiro centro, e Florin Surugiu, de scrum-half. No pack, Viorel Lucaci entra na terceira linha, Johannes van Heerden assume vaga na segunda linha e Otar Turashvili e Mihaita Lazar voltam à primeira linha. As alterações do técnico Lynn Howells vieram após poupar alguns importante nomes, como Lazar e Vlaicu, do início do jogo contra a Irlanda.

 

O jogo é de extremo equilíbrio, como sugere o histórico do encontro, e o momento pré-Copa do Mundo foi levemente favorável à Romênia, por conta do mau momento vivido pelos Canucks. Entretanto, o Canadá mostrou evolução ao longo do Mundial e sua linha, em especial, chamou muito a atenção, o que garante ao time do técnico Kieran Crowley muito mais confiança do que em meses atrás. As características dos times são bem distintas. O Canadá tem muito mais qualidade na linha, em especial nas figuras dos finalizadores DTH van der Merwe e Jeff Hassler, enquanto a Romênia é mais forte no pack e tem tudo para dominar as formações, em especial o scrum. O lateral romeno também foi melhor que o canadense – que não roubou nenhum alinhamento até agora – ao longo do torneio, mas sem Tonita do lado amarelo e com Cudmore sedento por uma melhor performance do lado vermelho o equilíbrio poder existir.

 

A Romênia vem se provando uma equipe dura no jogo físico – como esperado – e com preparo muito bom, apresentando boa forma nos tackles. Mas, o Canadá até o momento destilou criatividade e capacidade de movimentar a bola com ousadia e gana nas finalizações. No saldo, os Canucks estão levemente em vantagem.

 

canada copy copyversus copiarromênia copy

12h45 – Canadá x Romênia, em Leicester – ESPN AO VIVO

Árbitro: Wayne Barnes (Inglaterra)

Assistentes: Glen Jackson (Nova Zelândia) e Marius Mitrea (Itália) / TMO: Ben Skeen (Nova Zelândia)

 

Canadá: 15 Harry Jones, 14 Jeff Hassler, 13 Ciaran Hearn, 12 Nick Blevins, 11 DTH van der Merwe, 10 Nathan Hirayama, 9 Gordon McRorie, 8 Aaron Carpenter, 7 John Moonlight, 6 Jebb Sinclair, 5 Jamie Cudmore (c), 4 Brett Beukeboom, 3 Doug Wooldridge, 2 Ray Barkwill, 1 Hubert Buydens.

Suplentes: 16 Benoit Piffero, 17 Djustice Sears-Duru, 18 Jake Ilnicki, 19 Kyle Gilmour, 20 Nanyak Dala, 21 Phil Mack, 22 Conor Trainor, 23 James Pritchard.

 

Romênia: 15 Catalin Fercu, 14 Madalin Lemnaru, 13 Paula Kinikinilau, 12 Florin Vlaicu, 11 Ionut Botezatu, 10 Michael Wiringi, 9 Florin Surugiu, 8 Mihai Macovei (c), 7 Viorel Lucaci, 6 Valentin Ursache, 5 Johannes van Heerden, 4 Valentin Poparlan, 3 Paulica Ion, 2 Otar Turashvili, 1 Mihaita Lazar.

Suplentes: 16 Andrei Radoi, 17 Andrei Ursache, 18 Alexandru Tarus, 19 Daniel Carpo, 20 Stelian Burcea, 21 Valentin Calafeteanu, 22 Adrian Apostol, 23 Csaba Gal.

 

Histórico: 5 jogos, 3 vitórias da Romênia e 2 vitórias do Canadá. Último jogo: Romênia 18 x 9 Canadá, em 2014 (amistoso);

 

Fiji quer fechar o Mundial com uma merecida vitória

As seleções do Pacífico Sul decepcionaram na Copa do Mundo e todas deverão terminar o Mundial na quarta colocação de seus grupos. Mas, enquanto a palavra decepção é correta para Samoa e Tonga, para Fiji seria uma injustiça, pois os fijianos fizeram grandes partidas contra os poderosos oponentes do grupo da morte e, simplesmente, pagaram pelo azar no sorteio dos grupos. Contra o Uruguai, nada mais justo seria que os fijianos saíssem com uma vitória de honra. Entretanto, do outro lado está outra seleção aguerrida que também merecia uma sorte melhor nos cruzamentos. O Uruguai fez jogos dignos contra Gales e Austrália, mas ainda não somou nenhum try até o momento. Contra Fiji, os Teros buscam não apenas quebrar o jejum de tries mas, quem sabe, sair com um bônus defensivo de campo, o que seria uma imensa conquista diante das dificuldades da chave.

 

O técnico John McKee comemorou a volta do tanque Nemani Nadolo ao time fijiano, deixando Nagusa de fora dos 23. Kini Murimurivalu entrará no lugar de Talebula com a 15, enquanto Ratuniyarawa substitui Cavubati na segunda linha. Já Matadigo ganha a vaga de Talei na forte terceira linha fijiana. Los Teros, por sua vez, terão seis mudanças no elenco, com Pablo Lemoine – aliás, último atleta a fazer um try em Copa do Mundo pelo Uruguai – seguindo o rodízio em seu elenco. Entram no XV celeste Carlos Arboleya, Alejandro Nieto, Alejo Duran, Santiago Gibernau, Jorge Zerbino e Alejo Corral. A grande baixa é o abertura Felipe Berchesi, lesionado.

 

Neste ano, o Uruguai enfrentou em Montevidéu a segunda seleção de Fiji, o Fiji Warriors, em amistosos preparatório para o Mundial, e o resultado foi triunfo dos fijianos por 42 x 22. O Uruguai, no entanto, naquela oportunidade, provou a força de seu pack e deu trabalho aos Warriors nas formações. Apesar disso, o Uruguai comemorou neste ano uma histórica vitória na categoria M20 sobre Fiji, com os Teritos vencendo por 28 x 26, apoiando-se na força do scrum e quebrando os prognósticos. O único efeito daquela vitória amanhã será psicológico, pois fará os Teros acreditarem que é possível um milagre.

 

O problema para os sul-americanos está no fato de Fiji ter evoluído demais nas formações, em especial no lateral, com o sensacional Leone Nakarawa sendo um dos destaques da Copa. Fiji precisará apenas jogar focado e não cair na indisciplina. Garantindo posse de bola e evitando que o Uruguai faça o jogo de contato virar a seu favor, Fiji não terá problemas para cansar os amadores uruguaios com sua linha exuberante, que mescla habilidade, velocidade e potência. Nadolo que o diga.

 

fiji logo(8)versus copiaruru novo copy copy

16h00 – Fiji x Uruguai, em Milton Keynes – ESPN AO VIVO

Árbitro: JP Doyle (Inglaterra)

Assistentes: Jaco Peyper (África do Sul) e Leighton Hodges (Gales) / TMO: Graham Hughes (Inglaterra)

 

Fiji: 15 Kini Murimurivalu, 14 Asaeli Tikoirotuma, 13 Vereniki Goneva, 12 Lepani Botia, 11 Nemani Nadolo, 10 Ben Volavola, 9 Nemia Kenatale, 8 Sakiusa Matadigo, 7 Akapusi Qera (c), 6 Dominiko Waqaniburotu, 5 Leone Nakarawa, 4 Apisalome Ratuniyarawa, 3 Leroy Atalifo, 2 Sunia Koto, 1 Campese Ma’afu.

Suplentes: 16 Viliame Veikoso, 17 Peni Ravai, 18 Taniela Koroi, 19 Tevita Cavubati, 20 Netani Talei, 21 Henry Seniloli, 22 Josh Matavesi, 23 Timoci Nagusa.

 

Uruguai: 15 Gaston Mieres, 14 Santiago Gibernau, 13 Joaquin Prada, 12 Andres Vilaseca, 11 Rodrigo Silva, 10 Alejo Duran, 9 Agustin Ormaechea, 8 Alejandro Nieto, 7 Matias Beer, 6 Juan Manuel Gaminara, 5 Jorge Zerbino, 4 Santiago Vilaseca (c), 3 Mario Sagario, 2 Carlos Arboleya, 1 Alejo Corral.

Suplentes: 16 German Kessler, 17 Oscar Duran, 18 Mateo Sanguinetti, 19 Mathias Palomeque, 20 Franco Lamanna, 21 Juan De Freitas, 22 Jeronimo Etcheverry, 23 Francisco Bulanti.

 

Histórico: 1 jogo e 1 vitória de Fiji, 39 x 24, em 1999 (amistoso).

 

Clube P J V E D 4+ -7 PP PC SP
Grupo A
Austrália 17 4 4 0 0 1 0 141 35 106
Gales 13 4 3 0 1 1 0 111 67 44
Inglaterra 11 4 2 0 2 2 1 133 75 58
Fiji 5 4 1 0 3 1 0 84 101 -17
Uruguai 0 4 0 0 4 0 0 30 226 -196
Grupo B
África do Sul 16 4 3 0 1 3 1 176 56 120
Escócia 14 4 3 0 1 2 0 142 139 3
Japão 12 4 3 0 1 0 0 98 100 -2
Samoa 6 4 1 0 3 1 1 69 124 -55
Estados Unidos 0 4 0 0 4 0 0 50 156 -106
Grupo C
Nova Zelândia 19 4 4 0 0 3 0 174 49 125
Argentina 15 4 3 0 1 3 0 179 70 109
Geórgia 8 4 2 0 2 0 0 53 122 -69
Tonga 6 4 1 0 3 1 1 70 130 -60
Namíbia 1 4 0 0 4 0 1 70 174 -104
Grupo D
Irlanda 18 4 4 0 0 2 0 135 35 100
França 14 4 3 0 1 2 0 117 64 53
Itália 10 4 2 0 2 1 1 74 88 -14
Romênia 4 4 1 0 3 0 0 60 126 -66
Canadá 2 4 0 0 4 0 2 58 141 -83

Comentários