Notícias da Copa do Mundo, com muitas lesões, e prévia de Tonga x Namíbia

A Copa do Mundo teve uma pausa nesta segunda-feira, mas retorna amanhã com uma partida isolada, entre Tonga e Namíbia, pelo Grupo C. Porém, as notícias não param, com baixas importantes por lesão em várias seleções protagonistas e o novo ranking mundial, com Gales no segundo lugar. Hora de ficar por dentro das notícias e conferir nossa prévia para o jogo de terça!

 

Nemani Nadolo é suspenso

O mamute fijiano Nemani Nadolo, destaque da seleção de seu país, recebeu suspensão de uma semana por tackle perigosa na última partida de Fiji contra a Austrália. Com a decisão, o ponta não enfrentará Gales no dia 1º de outubro.

 

Billy Vunipola diz adeus ao Mundial

A partida contra Gales foi mesmo cruel para a Inglaterra. Além da derrota, a Rosa lamentou a lesão do terceira linha Billy Vunipola, que rompeu os ligamentos do joelho e foi cortado da Copa do Mundo. Para seu lugar, Stuart Lancaster convocou o veterano Nick Easter, do Harlequins, de 37 anos, vice-campeão mundial em 2007, com um total 51 jogos pela Rosa.

 

James Hook é convocado para Gales

Gales também teve o que lamentar após a rodada. O jovem ponta Hallam Amos e o centro Scott Williams sofreram lesões no ombro e no joelho, respectivamente, e fora da Copa do Mundo. Para seus lugares, Warren Gatland chamou o veterano James Hook, do Gloucester, de 30 anos, com 78 jogos por Gales, e o jovem neozelandês naturalizado galês Gareth Anscombe, do Cardiff Blues, que debutou por Gales neste ano no Six Nations. Liam Williams, que sofreu uma concussão na partida contra a Inglaterra, segue no elenco ainda sob observação e não enfrentará Fiji na próxima partida.

 

Canadá perde Connor Braid e Geórgia fica sem Kubriashvili

O Canadá teve uma baixa após a derrota para a Itália no último sábado. Os Canucks não poderão mais contar com o abertura Connor Braid, por fratura no maxilar, e já não está mais no elenco do Mundial. Para seu lugar, Kieran Crowley convocou Patrick Parfrey, do Atlantic Rock, time regional canadense.

 

A Geórgia, por sua vez, perdeu o pilar Davit Kubriashvili, não recuperado de lesão, e chamou para seu lugar Anton Peikrishvili, do Brive.

 

Jan Serfontein nos Boks

Sem Jean De Villiers, Heyneke Meyer, treinador dos Springboks, anunciou Jan Serfontein como seu substituto.

 

Sergio Parisse de volta

A Itália, após duas péssimas atuações contra França e Canadá, teve com o que se alegrar. O capitão e oitavo Sergio Parisse está de volta ao elenco, recuperado de lesão, e deverá estar em campo diante da Irlanda no próximo domingo.

 

Tonga e Namíbia se enfrentam amanhã

Na única partida dessa terça-feira, Tonga e Namíbia medem forças em Exeter em busca de suas primeiras vitórias no torneio de 2015. As duas equipes largaram no Mundial com derrotas, com Tonga caindo apertado contra a Geórgia (17 x 10) e a Namíbia sofrendo esperada derrota para a Nova Zelândia (58 x 14). Tonga é favorita para a peleja e a Namíbia busca fazer história e sair de campo com ao menos um ponto na bagagem, pois jamais conseguiu qualquer ponto em suas participações na Copa do Mundo.

 

Tonga teve contra a Geórgia total controle da posse de bola e do território, mas foi incapaz de somar os pontos necessários para a vitória, parando na colossal defesa dos Lelos. Para o embate com os Welwitschias, os ‘Ikale Tahi não terão o capitão e terceira linha Nili Latu, lesionado, e o técnico Mana Otai optou pelo pouco usual conceito de dois co-capitães, passando a responsabilidade para Siale Piutau e Viliami Ma’afu. Foram efetuadas no elenco nada menos que nove trocas com relação à equipe derrotada pela Geórgia, com Latiume Fosita assumindo a camisa 10 com a responsabilidade de fazer Tonga produzir mais. Otai também apostou em experiência, colocando em campo o hooker de 37 anos Aleki Lutui.

 

A Namíbia, por sua vez, fez oito alterações no time derrotado pelos All Blacks, tendo como principal alteração a esperada entrada do fullback Chrysander Botha, que atua no Exeter Chiefs e jogará, portanto, em casa. O experiente Renaldo Bothma, com passagem pelo Super Rugby e de malas prontas para a Top League japonesa, também ganhou posição na terceira linha, que será a grande arma dos Welwitschias, contando ainda com seu grande nome Jacques Burger.

 

Os dois lados têm como força seus packs e o esperado é uma grande batalha nas formações e no breakdown. Enquanto o scrum pode favorecer Tonga, mais pesada e contando com Tonga’uiha na primeira linha, o lateral pode pender a favor da Namíbia, que conseguiu a proeza de roubar um lateral dos All Blacks. A terceira linha, por outro lado, há equilíbrio, com Ma’afi e Kalamafoni exercendo grande pressão sobre Burger e Bothma. Na linha, as duas seleções pouco empolgam, mas Tonga tem mais potência e conta com o finalizador Vainikolo, arma da equipe. Já nos chutes a Namíbia tende a ser mais competente. Apesar do favoritismo ser de Tonga no papel, a gana demonstrada pelos Welwitschias contra os All Blacks e os aspectos chave relatados acima dão grandes esperanças aos africanos de que a vitória é plausível.

 

tonga(6)versus(16)namibia logo copy copy

Dia 29/09 – 12h45 – Tonga x Namíbia, em Exeter – ESPN AO VIVO

Árbitro: Glen Jackson (Nova Zelândia)

Assistentes: Chris Pollock (Nova Zelândia) e Federico Anselmi (Argentina) / TMO: Ben Skeen (Nova Zelândia)

 

Tonga: 15 Vungakoto Lilo, 14 David Halaifonua, 13 Siale Piutau (co-capitão), 12 Sione Piukala, 11 Fetu’u Vainikolo, 10 Latiume Fosita, 9 Sonatane Takulua, 8 Viliami Ma’afu (co-capitão), 7 Jack Ram, 6 Sione Kalamafoni, 5 Joseph Tuineau, 4 Hale T Pole, 3 Sila Puafisi, 2 Aleki Lutui, 1 Soane Tonga’uiha.

Suplentes: 16 Paula Ngauamo, 17 Tevita Mailau, 18 Halani Aulika, 19 Tukulua Lokotui, 20 Opeti Fonua, 21 Samisoni Fisilau, 22 Kurt Morath, 23 Telusa Veainu.

 

Namíbia: 15 Chrysander Botha, 14 Johan Tromp, 13 Danie Van Wyk, 12 Johan Deysel, 11 Russel Van Wyk, 10 Theuns Kotze, 9 Eneill Buitendag, 8 Renaldo Bothma, 7 Rohan Kitshoff, 6 Jacques Burger (c), 5 Tjiuee Uanivi, 4 Janco Venter, 3 Johannes Coetzee, 2 Torsten Van Jaarsveld, 1 Casper Viviers.

Suplentes: 16 Louis van der Westhuizen, 17 Johnny Redelinghuys, 18 AJ De Klerk, 19 Tinus Du Plessis, 20 PJ Van Lill, 21 Damian Stevens, 22 Darryl De La Harpe, 23 David Philander.

 

Histórico: 1 jogo e 1 vitória de Tonga, 20 x 14, em 1997 (amistoso).

 

Gales assume o segundo lugar do Ranking do World Rugby

A vitória sobre a Inglaterra rendeu a Gales o histórico segundo lugar no Ranking Mundial. A colocação é a melhor que os galeses já alcançaram, ultrapassando a Austrália. A Inglaterra, com a derrota, está agora abaixo da África do Sul, enquanto a Escócia ultrapassou Fiji após derrotar o Japão. A Itália, com a vitória sobre o Canadá, está novamente na frente da Geórgia.

 

Posição País
Nova Zelândia
Inglaterra
Austrália
Irlanda
Gales
África do Sul
Escócia
França
Argentina
10º Fiji
11º Japão
12º Geórgia
13º Itália
14º Tonga
15º Samoa
16º Romênia
17º Estados Unidos
18º Canadá
19º Rússia
20º Namíbia
21º Uruguai
22º Espanha
23º Quênia
24º Alemanha
25º Portugal
26º Bélgica
27º Hong Kong
28º Coreia do Sul
29º Chile
30º Holanda
31º República Tcheca
32º Polônia
33º Suíça
34º Moldávia
35º Ucrânia
36º Brasil
37º Zimbábue
38º Paraguai
39º Senegal
40º Sri Lanka
41º Tunísia
42º Cazaquistão
43º Colômbia
44º Uganda
45º Malta
46º Lituânia
47º Madagascar
48º Ilhas Cook
49º Trinidad e Tobago
50º Costa do Marfim

 

Comentários