EPCR - Scarlets x La Rochelle

ARTIGO COM VÍDEOS – A Champions Cup, a Copa Europeia de Rugby, a máxima competição de clubes da Europa, retornou neste feriadão para suas quartas de final. Os irlandeses seguiram em alta no rugby europeu com as vitórias do Leinster sobre o Saracens e do Munster sobre o Toulon. A derrota dos Saracens, campeões europeus de 2016 e 2017, significou que nenhum clube inglês poderá mais ser campeão em 2018.

Os Scarlets, por sua vez, confirmaram o bom momento de Gales e devolveram um time galês às semifinais pela primeira vez desde 2009 ao derrotarem os franceses do La Rochelle. Já o Racing 92, de Paris, será o único representante da França nas semifinais, ao vencer os compatriotas do Clermont.

As semifinais colocarão frente a frente Leinster e Scarlets, na Irlanda, e Racing e Munster, na França, entre os dias 21 e 22 de abril.

 

- Continua depois da publicidade -

Scarlets fazem história

As emoções começaram na Sexta-Feira Santa, com os Scarlets, atuais campeões do PRO14, recebendo em Gales a sensação francesa La Rochelle. As duas equipes buscavam a classificação inédita às semifinais da Champions Cup e o momento superior dos Scarlets, além do estádio em Llanelli abarrotado e fervoroso, falou mais alto. O primeiro try foi francês, é verdade, com Sazy, aos 8′, mas Halfpenny colocou os galeses na frente com 4 penais certeiros, abrindo 12 x 10 na primeira tempo, com os franceses lamentando a indisciplina.

Na segunda etapa, Halfpenny guardou mais um penal e, aos 60′, a famosa linha vermelha funcionou, com Hadleigh Parkes quebrando a defesa e Rhys Patchell recebendo na ponta para o primeiro try dos Scarlets. Com um atleta a menos por amarelo, o La Rochelle sentiu e, aos 75′, Gareth Davies serviu Scott Williams para o try que selou a grande vitória galesa. No fim, Boudehent marcou um último try para os visitantes, mas já com o tempo esgotado. Placar final, Scarlets 29 x 17. O time de Llanelli é o primeiro galês a ir às semifinais desde o Cardiff Blues em 2009.

Munster vence com try bizarro de Murray

No sábado, jogando em casa, o Munster, campeão europeu pela última vez no distante ano de 2008, recebeu o Toulon, o tricampeão que perseguia a volta ao topo pela primeira vez desde 2015. O embate de gigantes pesou a favor do time das casa e o Munster festejou um suado 20 x 19 decidido no apagar das luzes.

Quem começou assustando foi o Toulon, que logo de cara abriu 6 x 0, com penal seguido de drop goal do jovem Anthony Belleau. Porém, apesar do território favorecer o Toulon, quem conseguiu o primeiro try foi o Munster, aos 27′, em um vacilo incrível do hooker francês Guirado, que cometeu um knock-on atrás de um ruck nas imediações do in-goal, que foi aproveitado por Conor Murray, enquanto o Toulon acreditava que a bola ainda estaria dentro do ruck. Os irlandeses cresceram, Radradra salvou o Toulon do segundo try, mas Keatley chutou penal para levar o Munster em vantagem de 10 x 06 ao intervalo.

Na segunda etapa, Keatley e Trinh-Duc trocaram penais e o jogo ganhou emoção extra quando, aos 64′, Bastareaud serviu Chris Ashton para correr para o try do Toulon que virou o placar a favor dos franceses, 16 x 13. Logo na sequência, Trinh-Duc chutou mais um penal e tudo parecia caminhar a favor do Toulon, mas, aos 74′, Andrew Conway fez um brilhante try da vitória do Munster, achando o espaço pela defesa francesa em momento derradeiro. 20 x 19 e Munster na semifinal.

Racing acaba com a temporada do Clermont

O domingo começou com choque de franceses no temível estádio Marcel Michelin, de Clermont-Ferrand, com o Racing visitando o Clermont, em duelo dos últimos vice campeões da Champions Cup (Clermont vice em 2017, 2015 e 2014 e Racing vice de 2016). Apesar de jogar em sua fortaleza, o Clermont viveu mais uma tarde ruim, completando uma temporada para se esquecer, na qual o tri-vice europeu não deverá conseguir classificação para a Champíons Cup de 2018-19.

O jogo começou favorável ao Clermont, com Morgan Parra chutando 3 penais em sequência para abrir 9 x 0 para os donos da casa. Porém, os milionários de Paris logo mostraram sua força com um try brilhante aos 25′, iniciado com contra corrida de Marc Andreu, apoio e potência de Camille Chat e finalização perfeita do fijiano Leone Nakarawa. Os Vulcões deram o troco com o australiano Peter Betham respondendo com try na ponta aos 34′ e Morgan Parra manteve a frente do Clermont nos penais.

Porém, os parisienses tinham uma poderosa arma para o segundo tempo: Dan Carter, voltando de lesão. O abertura ex All Blacks entrou e serviu Andreu para o segundo try do Racing, que nocauteou o Clermont, aos 64′. Na sequência, Boris Palu fez o terceiro try dos Elefantes, liquidando a partida. Os donos da casa ainda teriam um try bem anulado pela arbitragem por um knock-on quase imperceptível. 28 x 17, números finais.

Leinster despacha campeão Saracens

Por fim, as semifinais foram encerradas com o Leinster, base da seleção irlandesa, recebendo os atuais bicampeões europeus, os Saracens, da Inglaterra. E não houve papo, com o time de Dublin seguindo firme em sua perseguição ao recorde de 4 conquistas continentais, vencendo por dominantes 30 x 19.

Os Leões Azuis largaram na frente com Garry Ringrose cruzando o in-goal logo aos 4′, depois de corrida do fijiano Isa Nacewa. Os londrinos, no entanto, tiveram um primeiro tempo superior, com maior domínio territorial, parando na forte defesa do Leinster. 13 x 12 no intervalo, com batalha de penais entre Jonny Sexton e Owen Farrell, com o argentino Marcelo Bosch ainda chutando um de longa distância para os Sarries.

Na segunda etapa, o Leinster dominou, com Dan Leavy, aos 47′, marcando try decisivo, em bela jogada com James Ryan, quebrando a defesa inglesa. E, aos 58′, James Lowe colidiu com a linha de defesa dos Saracens para guardar o terceiro try do Leinster, liquidando o jogo. Blair Cowan ainda faria um try para dar esperanças ao time de Londres e o Leinster ainda foi reduzido a 14 homens por amarelo, mas os espaços não apareceram e a defesa irlandesa foi impecável no fim. 30 x 19, placar final, com o Leinster seguindo na busca de seu quarto título, o primeiro desde 2012.

 

champions cup

EPCR Champions Cup – Copa Europeia de Rugby

Quartas de final

29versus copiar17

Scarlets (Gales) 29 x 17 La Rochelle (França), em Llanelli

Munster copy20versus copiar19Toulon copy

Munster (Irlanda) 20 x 19 Toulon (França), em Limerick

clermont copy copy17versus copiar28

Clermont (França) 17 x 28 Racing (França), em Clermont-Ferrand

Leinster30versus copiar19Saracens logo

Leinster (Irlanda) 30 x 19 Saracens (Inglaterra), em Dublin

 

Semifinais – dias 21 e 22 de abril (a definir)

Leinsterversus copiar

Leinster (Irlanda) x Scarlets (Gales), em Dublin

versus copiarMunster copy

Racing (França) x Munster (Irlanda), em Bordeaux