Conquistar bons resultados depende não só de muita dedicação de jogadores e treinadores, mas também de uma diretoria que dê as melhores condições para um clube evoluir dentro de campo e fora dele.

Anualmente, o Saracens realiza um encontro mundial entre todas as franquias do clube espalhadas pelo mundo. Além do Bandeirantes em São Paulo, representado por Antônio Martoni e Gabriel Mina,  o maior clube da Europa atualmente conta com representantes em Abu Dhabi (Emirados Árabes Unidos), Kuala Lampur (Malásia), Tbilisi (Geórgia), Nairóbi (Quênia), Moscou (Rússia), Timisoara (Romênia), Nuku’alofa (Tonga) e Seattle (Estados Unidos), e as diferentes realidades de cada região enriquecem as discussões.

Os primeiros dias de atividades incluíram acompanhamento de treinos da equipe principal que está em plena pré-temporada, e membros da comissão técnica, como psicólogos, nutricionistas, preparadores físicos, treinadores de defesa e ataque. “Um encontro muito produtivo foi com Kelly Brown (ex-jogador da seleção escocesa e do Saracens), que comanda as categorias de base do clube, e contou mais sobre o processo de descoberta de talentos, estruturação das categorias de base e profissionalização.” completou Martoni.

No encontro de hoje (26), começa o aprofundamento nos temas de administração e marketing e se encerra com a partida entre Saracens e o Timisoara, da Romênia.