É tri! Galático Toulon vence eterno vice Clermont e é campeão europeu!

ARTIGO COM VÍDEO – Final épica da Champions Cup europeia! Londres assistiu a uma final sensacional da Copa Europeia de Rugby, testemunhando pela primeira vez na história uma equipe conquistar três títulos consecutivos da principal competição do Velho Continente, igualando a marca que só o Crusaders no Super Rugby conseguiu em um torneio desse nível. O Toulon bateu o Clermont por 24 x 18 e impõe mais um vice ao rival, que parece fadado a não conquistar grandes campeonatos.

 

O Clermont começou o jogo dominante, conquistando vantagem no jogo de forwards e avançando sobre a linha defensiva Toulonnais até arrancar seus dois primeiros penais, aos 7′ e aos 12′, que Lopez não desperdiçou e colocou em vantagem os amarelos, 6 x 0. A resposta do Toulon veio aos 16′, com Halfpenny arrematando certeiramente sua primeira oportunidade de penal.

 

Com força no scrum, uma taxa elevadíssima de sucesso nos rucks (95%, com Chouly, Lee e Bonnaire levando vantagem no breakdown) e Morgan Parra em dia inspirado, o primeiro try do jogo não tardou e o Clermont parecia estar em seu grande dia. Aos 24′, Parra bloqueou chute de Tillous-Borde e a bola sobrou na ponta para Fofana correr para abrir 11 x 3 para os Vulcões.

 

O golpe fez o Toulon cresce, tarimbado com atletas afeitos às decisões. Aos 28′, Halfpenny aproveitou penal para os rubronegros e, aos 32′, Chris Masoe atropelou Kayser a arrancou penal para os provençais, dando a entender que a vantagem no jogo de contato havia trocado de lado. Halfpenny acertou novamente o chute e o Toulon se pôs 2 pontos abaixo apenas. O Clermont brincou com fogo, não aproveitou novas chances no ataque, e quase cedeu a virada aos 35′, mas Halfpenny errou seu chute de penal. Sem problemas para um time vencedor, pois, aos 40′, Bastareaud abriu espaço pela defesa amarela e cravou na ponta o try da virada do Toulon. 16 x 11 no intervalo, em grande virada.

 

Na segunda etapa, o Toulon voltou melhor no jogo de contato, que havia sido mais favorável ao Clermont na primeira etapa. Halfpenny, aos 51′, abriu mais de um try convertido de frente para os provençais, com novo penal certeiro. As mudanças se faziam necessárias no Clermont e Franck Azéma efetuou um coquetel de alterações que surtiu efeito, co Ludovic Radosavljevic entrando no lugar de Parra e voltando a dar ao Clermont certo controle no ritmo do jogo. Julian Bardy e Aurélien Rougerie também deram as caras e os amarelos foram para cima. Porém, a resposta veio de quem já estava em campo, e com estiilo. Candidato a melhor jogador da Europa no ano, o inglês Nick Abendanon produziu uma pintura aos 62′, aplicando um chapéu curto sobre o capitão Carl Hayman, após chute errado de Habana, para colocar o Clermont de volta ao jogo com um lindo try, convertido por Lopez. Toulon 19 x 18 Clermont, e tudo aberto.

 

A frieza do Toulon após levar o try foi, no entanto, assombrosa. Aos 63′, Ali Williams por milímetros não anotou o try, perdendo o controle da bola pouco antes de apoiá-la no in-goal, desequilibrado. A bobeada defensiva do Clermont fez ligar o sinal de alerta e a confiança do Toulon na virada só cresceu. Aos 69′, veio o golpe de misericórdia. Drew Mitchell costurou magistralmente a defesa Clermontois e explodiu para o try do título. Ou quase. A conversão foi perdia por Halfpenny e, com diferença de 6 pontos, o Clermont ainda tinha esperanças.

 

O fim de jogo foi épico, com os Vulcões se apegando à esperança da vitória. Aos 77′, o Clermont assegurou a posse de bola com penal no scrum, mas Delany sucumbiu à pressão e chutou a bola errado para dentro do campo, jogando fora chance de ouro. Ainda assim, o Clermont ganhou uma última posse de bola e trabalhou fase por fase nos minutos derradeiros em busca do try da vitória. Contudo, em outro erro de julgamento, Lopez desferiu um chute cruzado nas mãos de Habana nos segundos finais e entregou a vitória ao Toulon, tricampeão europeu! Toulon 24 x 18 Clermont! E mais um vice-campeonatos na costas do sofrido time amarelo (que jogou de branco, mas “amarelou” na finalíssima).

 

Com a conquista, o galático time de Mourad Boudjelal se iguala ao Leinster como o segundo maior campeão europeu, atrás apenas do também francês Toulouse, quatro vezes campeão. A exemplo de 2013, o Toulon negou ao Clermont o primeiro título da máxima competição europeia. Será que haverá troco no Top 14? O rugby europeu segue agora com a reta final dos campeonatos nacionais.

 

champions cup logo

Rugby Champions Cup 2014-15 – Copa Europeia de Rugby

Final
Toulon copy24versus18clermont copy copy
Toulon (França) 24 x 18 Clermont (França), em Twickenham, Londres
 

 

Lista de campeões da Copa Europeia (Heineken Cup 1995-2014; Champions Cup 2015 – ):
1 – Toulouse (França) – 4 títulos
2 – Leinster (Irlanda) – 3 títulos
Toulon (França) – 3 títulos
4 – Leicester Tigers (Inglaterra) – 2 títulos
Munster (Irlanda) – 2 títulos
Wasps (Inglaterra) – 2 títulos
7 – Bath (Inglaterra) – 1 título
Brive (França) – 1 título
Northampton Saints (Inglaterra) – 1 título
Ulster (Irlanda) – 1 título

Lista de títulos da Copa Europeia por país:
1 – França – 8 títulos
2 – Inglaterra – 6 títulos
Irlanda – 6 títulos

Comentários