Foram mais de dois meses de espera, mas ela voltou! A Champions Cup, a Copa Europeia de Clubes, chega nesse feriadão de Páscoa à sua eletrizante fase de mata-mata, com as disputas das quartas-de-final. Os ingleses são maioria, com quatro equipes nas finais, mas nenhuma delas conseguiu o mando de jogo. Três franceses – Toulon, Clermont e Racing Métro – e um irlandês – o Leinster – terão a vantagem do mando de jogo e as decisões prometem!

Serão duas partidas no sábado, com Leinster x Bath e Clermont x Northampton, e duas partidas no domingo, Racing Métro x Saracens e Toulon x Wasps, todas com transmissão dos canais ESPN (para mais sobre as transmissões, clique aqui).

 

Sábado nas fortalezas

- Continua depois da publicidade -

Jogar em Dublin e em Clermont-Ferrand nunca é aprazível para os visitantes. E é essa a grande vantagem que terão Leinster e Clermont contra Bath e Northampton Saints, respectivamente.

Leinster x Bath será o único jogo que não contará com franceses. O Leinster fechou o Grupo 2 em primeiro lugar, superando Wasps e Harlequins na classificação. Porém, contra os ingleses, o gigante irlandês não teve nenhum jogo tranquilo, vencendo as duas partidas em casa por diferença de um try. É fato que, por contar com meia seleção irlandesa, o Leinster chega com moral alto, ainda mais pela vitória da Irlanda contra a Inglaterra no mesmo palco desse sábado, o Aviva Stadium. Contudo, o ano pós-O’Driscoll não vem sendo dos melhores para a trupe de Dublin, que ocupa o quinto lugar no PRO12 apenas e chega ao mata-mata da Champions Cup após empatar em casa na liga com o Glasgow Warriors.

Do outro lado está uma equipe embalada. O Bath é um dos destaques da temporada na Inglaterra e busca seu primeiro título da principal copa europeia desde 1998. O tricolor do West Country ocupa o terceiro lugar na Premiership e, apesar de alguns tropeços, chega inspirado, com uma linha apimentada que causou impacto vestindo a camisa da Inglaterra, com Jonathan Joseph, Anthony Watson e, na criação, George Ford. Falta, contudo, os ingleses quebrarem a sina de caírem sempre quando se espera muito deles.

O Leinster é uma máquina de vitórias quando o assunto são copas europeias, tendo vencido os dez dos doze últimos jogos que disputou em mata-matas europeus, enquanto o Bath perdeu seus últimos sete jogos contra irlandeses. A favor do Bath está o fato de ter vencido nove de seus último dez jogos fora de casa em competições continentais.

No duelo seguinte, o Clermont recebe no inferno de Marcel-Michelin o Northampton Saints, em jogo dos mais aguardados e parelhos da competição. Os amarelos da França são quase imbatíveis em casa, tendo vencido nada menos que os últimos 22 jogos em casa por copas europeias. Nesta temporada, o Clermont perdeu apenas um jogo na Champions Cup, fora de casa contra o Saracens, por apenas um try de diferença. A equipe jamais perdeu um confronto de quartas-de-final de copa europeia e tem sede por seu primeiro título da máxima competição continental. Críticos ponderam que o Clermont talvez não tenha mais a mesma força que tinha em 2013, quando alcançou seu único vice no torneio, e a derrota para o Stade Français na rodada passada do Top 14 pode abalar um pouco a confiança do time. O que pode ser mera conversa fiada, já que o Clermont lidera o campeonato ao lado do Toulon.

Já o Northampton Saints é dos poucos times no mundo que não teme jogar em Clermont-Ferrand. O motivo é a forma que o verde das East Midlands vem apresentando, dominando por completo a Premiership inglesa, com liderança de dez pontos de frente sobre o segundo colocado Saracens. Os Saints estão sobrando na Inglaterra, enquanto fazem uma campanha sólida na Europa, terminando no segundo lugar do Grupo 5, apenas por conta de duas derrotas diante do Racing Métro. Talvez seja essa forma diante de franceses nesta temporada que preocupa o torcedor de Northampton, ainda que a equipe ostente o feito de ser o primeiro clube inglês a bater um francês fora de casa nas quartas-de-final da Copa Europeia, quando alcançaram o feito em 2007 diante do Biarritz. Os Saints ainda têm o melhor ataque do ano no continente e estão famintos pelo título europeu, que não vem desde 1999. A conquista da Premiership no ano passado torna o time mais confiante, mas é na copa europeia, e no cenário mais perigoso possível, que o passo adiante terá que ser dado.

 

Domingo de Le Crunch entre clubes

No domingo, a Champions Cup terá dois confrontos entre ingleses e franceses, ambos em solo francês. O primeiro embate será em Paris, onde o Racing Métro, quarto colocado do Top 14 e melhor time da Champions Cup até aqui, recebe o Saracens, vice-líder da Premiership. Os parisienses ostentam a condição de único time invicto na atual Champions Cup, mas sofrem com o peso histórico de jamais terem chegado às semifinais de um campeonato continental – ou, mais ainda, esta é a primeira vez que a equipe chega às quartas-de-final. Em sua caminhada rumo à melhor campanha, o Racing teve sua primeira vitória na história em copas europeias sobre um time inglês, batendo o Northampton. Antes, eram quatro jogos e quatro derrotas. Bom presságio.

O Saracens também jamais foi campeão da Copa Europeia, mas já está em seu terceiro mata-mata consecutivo, consolidando-se como potência europeia. Sua situação é semelhante à do Clermont: trata-se de um gigante do presente que ainda precisa de títulos para se firmar. Seu retrospecto em jogos na França não é bom, com apenas duas vitórias em oito jogos. Mas, as duas foram sobre o Racing! Sua fase na Premiership também é superior à fase do oponente no Top 14, e os londrinos já estão acostumados às decisões, ao contrário dos parisienses. No papel, a invencibilidade do Racing lhe garante favoritismo, mas a peleja é mais uma de extrema paridade.

Por fim, em Toulon, o atual bicampeão europeu recebe o Wasps, no jogo que muitos apontam ser o de favorito mais claro. O Toulon lidera o Top 14 e perdeu somente um jogo até aqui na Champions Cup, fora de casa contra o Leicester Tigers, mas a equipe rubronegra conta com a segunda melhor campanha da primeira fase. Contra ingleses, em especial, o Toulon tem grande sucesso, acumulando 10 vitórias em 11 jogos na história da Copa Europeia. Até hoje, a equipe jamais foi derrota na máxima competição europeia atuando em seus domínios, cabendo ao Wasps a necessidade de quebrar essa escrita.

A favor do Wasps conta seu técnico, o galês Dai Young, que era o comandante do Cardff Blues quando o time galês venceu o Toulon na França pela final da Challenge Cup em 2010. Young é o amuleto do Wasps para fazer história na fortaleza do Stade Félix Mayol, tendo já levado o Wasps de volta ao lugar que merece na Copa Europeia: à fase final. O time que se mudou de Londres para Coventry há muitos anos era uma sombra da equipe bicampeã europeia, em 2004 e 2007. A classificação da equipe foi dramática, com o Wasps superando o rival Harlequins no saldo de pontos. Estão as Vespas prontas para aprontar mais uma zebra? Na Premiership, sua campanha é discreta, sexto lugar, mas quando o assunto é competição internacional sua camisa é pesada.

 

Semifinais têm locais (quase) definidos

A EPCR, entidade organizadora da competição, anunciou na última segunda-feira os locais das semifinais da Champions Cup. Nenhuma das equipes participantes jogará propriamente em casa. A sede da partida entre os vencedores de Toulon x Wasps e Leinster x Wasps será Marselha, na França, caso o Toulon vença, ou Brighton, cidade no sul da Inglaterra, caso dê Wasps. Já o confronto entre os vencedores de Clermont x Northampton e Racing Métro x Saracens será em St. Étienne, na França, caso o vencedor seja o Clermont, ou Coventry, na Inglaterra, caso o Northampton triunfe. As semifinais serão entre os dias 17 e 19 deste mês. A grande final, por sua vez, será em Twickenham, Londres, no dia 2 de maio.

 

This is Challenge Cup

As quartas-de-final da Challenge Cup, a segunda copa europeia, também acontecem no feriado de Páscoa. E todos os confrontos envolvem equipes das Ilhas Britânicas, com quatro ingleses, dois galeses, um irlandês e um escocês no páreo, isto é, quatro equipes da Premiership e quatro do PRO12 estarão em ação.

Na sexta, o Gloucester, já sem aspirações na Premiership inglesa, joga suas fichas de título neste ano na Challenge Cup e enfrenta o perigoso Connacht, da Irlanda, que está vivo no PRO12. A fase do verdes irlandeses é melhor, mas o elenco do Gloucester não está de forma alguma abaixo do Connacht. O favoritismo vai para os Cherry and Whites, pelo mando de jogo e pelo foco que se volta ao torneio.

No sábado, Dragons e Cardiff Blues fazem clássico galês na competição europeia. O jogo será em Newport, casa dos Dragons, e terá um tempero extra pelo fato de ambos jogarem suas temporadas na competição, pois ambos vão muito mal no PRO12. Na sequência, Exeter Chiefs e Newcastle Falcons fazem o confronto inglês das quartas. O Newcastle se volta por completo à disputa, uma vez que já não tem nenhuma ambição na Premiership, ao passo que o Exeter segue de olho nos dois torneios. Os Chiefs são franco favoritos, pois, além de ocuparem a quinta posição na liga nacional, conferem grande importância à Challenge Cup, pois seria o maior título de sua história.

Fechando os duelos, no domingo, o London Irish, que também não sonha com mais nada na Premiership, recebe o Edinburgh, da Escócia, que vem crescendo no PRO12 e entrou de vez na briga por um lugar na próxima Champions Cup. Apesar do Edinburgh sonhar vivamente com o primeiro título internacional de uma equipe escocesa, o time de Murrayfield sabe que poupar seu elenco para a reta final do PRO12 vale mais e, com isso, pode perder um pouco de seu poder de fogo diante do London Irish.

 

Torneio Qualificatório terá definições

Completando o feriadão de rugby, o Torneio Qualificatório para a Challenge Cup 2015-16 terá sua primeira fase encerrada, com a decisão dos últimos semifinalistas. Pelo Grupo A, na Espanha, o El Salvador recebe os italianos do Calvisano, com os espanhóis precisando de uma vitória bonificada por 30 pontos de diferença, ao passo que os italianos necessitam somente evitar isso para avançarem. Quem avançar duelará com o Rovigo, da Itália, valendo uma vaga na Challenge Cup.

Já no Grupo B, os russos do Enisei recebem os italianos do Mogliano, que somam apenas 1 ponto a mais que os russos. Quem acabar em primeiro enfrentará os romenos do Bucareste na decisão da outra vaga na competição europeia.

 

champions cup

 

 

 

 

 

 

Rugby Champions Cup 2014-15 – Copa Europeia de Rugby

Quartas-de-final

*Horários de Brasília

Sábado, dia 4 de abril

 

Bath rugby badge copy

 

 

 

versus copiarLeinster copy

 

 

 

 

 

11h15 – Leinster (Irlanda) x Bath (Inglaterra), em Dublin – ESPN+ em VT, domingo, 13h15

 

clermont copy copy

 

versus copiar

Northampton Saints copy copy

 

 

 

 

 

 

13h45 – Clermont (França) x Northampton Saints (Inglaterra), em Clermont-Ferrand – ESPN+ AO VIVO

 

Domingo, dia 5 de abril

racing métro logo novo copyversus copiarSaracens logo

 

 

 

 

 

08h45 – Racing Métro (França) x Saracens (Inglaterra), em Paris – ESPN+ AO VIVO

 

 

 

 

 

 

Toulon copyversus copiarwasps logo novo copy

 

 

 

 

 

11h15 – Toulon (França) x Wasps (Inglaterra), em Toulon – ESPN+ AO VIVO

 

Semifinais – 17  a 19 de abril

Toulon/Wasps x Leinster/Bath, em Marselha ou Brighton

Clermont/Northampton x Racing Métro/Saracens, em St. Étienne ou Coventry

 

challenge cup eprc copy copy

 

 

 

 

 

 

Rugby Challenge Cup – Copa Desafio Europeu

Quartas-de-final

Sexta-feira, dia 3 de abril

15h45 – Gloucester (Inglaterra) x Connacht (Irlanda), em Gloucester

 

Sábado, dia 4 de abril

08h45 – Dragons (Gales) x Cardiff Blues (Gales), em Newport

16h00 – Exeter Chiefs (Inglaterra) x Newcastle Falcons (Inglaterra), em Exeter

 

Domingo, dia 5 de abril

13h45 – London Irish (Inglaterra) x Edinburgh (Escócia), em Reading

 

Semifinais – de 17 a 19 de abril

Gloucester/Connacht x Exeter/Newcastle, em Gloucester ou Galway

London Irish/Edinburgh x Dragons/Cardiff, em Reading ou Edimburgo

 

epcr

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

Torneio Qualificatório Europeu – Torneio Qualificatório para a Challenge Cup 2015-16

El Salvador (Espanha) x Calvisano (Itália), em Valladolid

Enisei (Rússia) x Mogliano (Itália), em Sochi