Em jogo morno, Barbarians Franceses vencem a primeira disputa contra os Pumas

Nesse sábado, os Pumas receberam o Barbarians Franceses (composto por jogadores internacionais que atuam na França) em Rosário, como parte de sua preparação para o Mundial, ainda que seus principais jogadores não tenham atuado devido ao fim da temporada europeia. Um jogo sem compromisso, com alguns bons lances mas sem a emoção de uma disputa oficial.

 

Os visitantes começaram abrindo o placar aos cinco minutos com Tastet, depois de um penal dos Pumas em sua primeira subida ao ataque. Essa seria a tônica do jogo, com muitos erros de finalização dos donos da casa. Socino descontou com um penal cinco minutos depois, mas a pressão seguiu pelo Barbarians que depois de ter um try anulado, finalmente teve sucesso em sua investida seguinte, um penal try que Urdapilleta guardou.

 

Os Barbarians mal teriam tempo para celebrar, pois dois minutos depois, veio a resposta argentina, com o scrumhalf Cubelli avançando rapidamente pelo lado cego do scrum na direita, voltando a deixar a partida equilibrada. No último minuto no entanto, chegou o terceiro try dos franceses, com Orioli, decretando a vitória parcial do combinado visitante.

 

No segundo tempo, os Pumas começaram forte e não tardaram a diminuir, com o pilar Lucas Paz apoiando a corrida da linha na ponta e minutos depois, com Cordero na outra ponta, recolocando o selecionado argentino na liderança.

 

Mesmo com menos posse de bola, os melhores ataques eram dos Pumas, os Barbarians voltaram a atacar somente perto da metade da etapa final, desperdiçando uma boa subida com a linha. O conterrâneo Urdapilleta virou o jogo com dois penais, e levou o jogo ao campo de ataque.

 

Os argentinos eram burocráticos e criavam pouco, não levavam mais perigo significativo aos visitantes. Nos cinco minutos finais, os Pumas voltaram ao ataque mas cederam um penal a um metro do ingoal adversário desperdiçando sua última oportunidade de pontuar, garantindo o triunfo do Barbarians.

 

As equipes voltam a se enfrentar na próxima sexta, em La Plata.

 

UAR_copy_copy.jpg22versus copiar28Barbarians RC copy

Argentina (10) 22 X 28 (19) Barbarians Franceses, em Rosario

 

Argentina

Tries: Lucas Paz, Santiago Cordero, Tomas Cubelli

Conversões: Juan Socino (2)

Penal: Juan Socino

Cartão amarelo: Matías Diaz

 

15 Roman Miralles, 14 Matías Orlando, 13 Matías Moroni, 12 Jerónimo De la Fuente, 11 Santiago Cordero, 10 Juan Pablo Socino, 9 Tomás Cubelli (c), 8 Benjamin Macome, 7 Javier Ortega Desio, 6 Tomás Lezana, 5 Matías Alemanno, 4 Guido Petti Pagadizabal, 3 Nahuel Tetaz Chaparro, 2 Matías Cortese, 1 Lucas Noguera.

Suplentes: 16 Santiago Iglesias Valdez, 17 Matías Díaz, 18 Julián Montoya, 19 Bruno Postiglioni, 20 Lisandro Ahualli De Chazal, 21 Martín Landajo, 22 Santiago González Iglesias, 23 Lucas González Amorosino.

 

 

Barbarians Franceses

Tries: Julien Tastet, Penal Try, Jean Charles Orioli

Conversões: Benjamin Urdapilleta (2)

Penal: Benjamin Urdapilleta (3)

 

1 Lucas Pointud 2 Jean-Charles Orioli 3 Walter Desmaison 4 Thibault Lassalle 5 Jocelino Suta 6 Julien Tastet 7 Karim Ghezal 8 Virgile Bruni 9 Heini Adams (c) 10 Benjamín Urdapilleta 11 Julien Jané 12 Julien Rey 13 Henry Chavancy 14 Benjamin Lapeyre 15 Geoffrey Palis

Suplentes: 16 Brice Mach, 17- Antoine Tichit, 18 Jean Baptiste Poux, 19 Arnaud Mela, 20 Benoit Guyot, 21 Pierre Rabadan, 22 Jérôme Fillol, 23 Gilles Bosch, 24 Jonathan Danty, 25 Silvere Tian, 26 Burban Antoine.

 

Comentários