Escócia deverá ter treinador novo: Gregor Townsend

A União Escocesa de Rugby (SRU) revelou que já está próxima de acertar com um novo treinador para assumir a seleção do país no ano que vem. O atual técnico da Escócia, o neozelandês Vern Cotter, tem contrato até junho de 2017 e não deverá renovar com a entidade. Para seu lugar, a SRU quer o ídolo do rugby escocês Gregor Townsend (foto), que assumiria o comando da equipe nos amistosos de novembro do ano que vem, já com a cabeça em montar o grupo escocês para a Copa do Mundo de 2019.

 

Como atleta, Townsend fez 82 partidas pela Escócia entre 1993 e 2003, tendo sido o capitão do último título escocês do Six Nations – em 1999, quando o torneio ainda era Five Nations. Foram ainda duas participações pelos British and Irish Lions para o ex abertura, centro e fullback que jogou profissionalmente pelo Northampton Saints, da Inglaterra, pelo Brive, pelo Castres e pelo Montpellier, da França, pela extinto Border Reivers, da Escócia (que disputava a Liga Celta, atual PRO12) e pelo Sharks, da África do Sul e do Super Rugby. Como treinador, Townsend se notabilizou em 2014-15 quando conduziu o Glasgow Warriors a seu primeiro e único título do PRO12 – e o primeiro e único título escocês na competição e na era profissional desde a conquista do Five Nations. Entre 2009 e 2012 Townsend foi também assistente da seleção.

 

Presidente da União Sul-Africana de Rugby deixa o cargo após 10 anos

Oregan Hoskins, presidente da União Sul-Africana de Rugby (SARU) anunciou que está deixando o comando da entidade depois de uma década no cargo, tendo sido reeleito três vezes seguidas. Hoskins optou por um novo rumo em sua carreira e foi homenageado pelo conselho da entidade, que reconheceu as conquistas do rugby sul-africano enquanto fora presidente, que incluem o título da Copa do Mundo de 2007 e do sevens dos Jogos da Commonwealth em 2014. Mark Alexander será o comandante interino da entidade até novas eleições serem marcadas.

 

 

Comentários