O sábado de grandes amistosos internacionais levou os times do Pacífico à Europa. Favorita sempre, a Nova Zelândia quase sofreu uma derrota que nunca ocorreu, vencendo no sufoco a valente Escócia, enquanto Fiji também deu susto na Irlanda em Dublin, mas saiu derrotado. Samoa se frustrou na Romênia e Tonga completou a sina das Ilhas do Pacífico sendo dominado pelo Japão.

 

Escócia flerta com vitória épica sobre os All Blacks

O público escocês que foi a Murrayfield nesse sábado quase testemunhou um feito histórico. Jamais a Escócia conseguiu vencer a Nova Zelândia e desta vez isso quase aconteceu. Os escoceses fizeram um jogo inspirador contra o melhor time do mundo, que vem com um rendimento abaixo daquele obtido durante o Rugby Championship.

- Continua depois da publicidade -

Com um desempenho escocês notável nos rucks – 96% de aproveitamento, contra 91% dos All Blacks – o primeiro tempo já mostrou aos neozelandeses as dificuldades que teriam pela frente para passarem pela defesa da casa. 3 x 3 foi o placar no intervalo, com Barrett mexendo no marcador kiwi apenas aos 39’.

Na segunda etapa, a Escócia deu um banho na Nova Zelândia em termos de posse de bola – 70% para o Cardo! – mas os All Blacks mostraram sua eficiência sem a bola, com 2 tries logo no começo do primeiro tempo. Primeiro, com Codie Taylor, o hooker correndo na ponta após lindo passe longo do ponta Rieko Ioane, aparecendo no centro para criar. Mobilidade e rugby total puro do ataque neozelandês. Depois, foi a vez de Sonny Bill Williams mostrar suas
técnicas de Rugby League e dar um chute nas costas da defesa para o try de McKenzie.

A Escócia não se abalou, controlou a posse de bola e reagiu com try de Jonny Gray aos 62’, após Sam Cane receber amarelo. Mas a resposta neozelandesa foi rápida com lindo contra-golpe finalizado por Beauden Barrett. Terceiro try, mesmo com pouca posse de bola. Ainda assim, a Escócia não se abalou e Huw Jones finzalizou linda jogada de Seymour para marcar o try que dava esperanças ao torcedor da casa, aos 77’. E no lance final Stuart Hogg arrancou e
por muito pouco não conseguiu o try da épica virada. Fim de jogo, 22 x 17 para a Nova Zelândia.

A Escócia receberá a Austrália e a Nova Zelândia visitará Gales no sábado que vem.

17versus copiar22

Escócia 17 x 22 Nova Zelândia, em Edimburgo

Árbitro: Matthew Carley (Inglaterra)

Escócia

Tries: Gray e Huw Jones

Conversões: Russell (2)

Penais: Russell (1)

15 Stuart Hogg, 14 Tommy Seymour, 13 Huw Jones, 12 Alex Dunbar, 11 Lee Jones, 10 Finn Russell, 9 Ali Price, 8 Cornell du Preez, 7 Hamish Watson, 6 John Barclay (c), 5 Jonny Gray, 4 Ben Toolis, 3 Zander Fagerson, 2 Stuart McInally, 1 Darryl Marfo;

Suplentes: 16 George Turner, 17 Jamie Bhatti, 18 Simon Berghan, 19 Grant Gilchrist, 20 Luke Hamilton, 21 Henry Pyrgos, 22 Pete Horne, 23 Byron McGuigan;

Nova Zelândia

Tries: Taylor, McKenzie e Barrett

Conversões: Barrett (2)

Penais: Barrett (1)

15 Damian McKenzie, 14 Waisake Naholo, 13 Ryan Crotty, 12 Sonny Bill Williams, 11 Rieko Ioane, 10 Beauden Barrett, 9  Aaron Smith, 8  Kieran Read (c), 7  Sam Cane, 6  Vaea Fifita, 5  Samuel Whitelock, 4  Luke Romano, 3  Nepo Laulala, 2  Codie Taylor, 1 Kane Hames;

Suplentes: 16 Nathan Harris, 17 Wyatt Crockett, 18 Ofa Tu’ungafasi 19  Liam Squire, 20 Matt Todd, 21 TJ Perenara, 22 Lima Sopoaga, 23 Anton Lienert-Brown;

Irlanda leva susto de Fiji

Quem deu susto também foi Fiji, que flertou com uma vitória na Irlanda. No fim, os irlandeses prevaleceram com um 23 x 20, em jogo que testaram a profundidade de seu elenco, mas com um desempenho perigosamente irregular. Os irlandeses voaram baixo no primeiro tempo, abrindo 17 x 00 com três tries.

O primeiro saiu com Sweetnam logo no começo, depois do jovem aberura Carbery furar a linha. Depois Dave Kearney completou boa linha de passe aos 22’ para o segundo try, de novo com Carbery criando o homem a mais. E Conan marcou o terceiro try verde aos 33’. Fiji só respondeu com try em contra-ataque de Seniloli no último lance antes do intervalo.

Assim como no primeiro tempo, o segundo tempo teve domínio territorial e de posse de bola dos verdes, em mais de 70%, mas Fiji mostrou evolução defensiva e capitalizou nos momentos que podia. Aos 45’, Nagusa interceptou passe e correu para o segundo try dos visitantes e Volavola foi perfeito nos penais, empatando o duelo. Somente aos Keatley chutou o penal da vitória irlandesa.

No dia 25, a Irlanda receberá a Argentina, ao passo que Fiji jogará com o Canadá em campo neutro, na França.

23versus copiar20

Irlanda 23 x 20 Fiji, em Dublin

Árbitro: Paul Williams (Nova Zelândia)

Irlanda

Tries: Sweetnam, Kearnay e Conan

Conversões: Carbery (1)

Penais: Keatley (2)

15 Andrew Conway, 14 Darren Sweetnam, 13 Chris Farrell, 12 Stuart McCloskey, 11 Dave Kearney, 10 Joey Carbery, 9 Kieran Marmion, 8 Jack Conan, 7 Jordi Murphy, 6 Rhys Ruddock (c), 5 Devin Toner, 4 Ultan Dillane, 3 Andrew Porter, 2 Rob Herring, 1 Jack McGrath;

Suplentes: 16 James Tracy, 17 Cian Healy, 18 Tadhg Furlong, 19 Kieran Treadwell, 20 CJ Stander, 21 Luke McGrath, 22 Ian Keatley, 23 Robbie Henshaw;

Fiji

Tries: Seniloli e Nagusa

Conversões: Volavola (2)

Penais: Volavola (2)

15 Kini Murimurivalu, 14 Timoci Nagusa, 13 Jale Vatabua, 12 Levani Botia, 11 Nemani Nadolo, 10 Ben Volavola, 9 Henry Senioli, 8 Nemani Nagusa, 7 Akapusi Qera, 6 Dominiko Waqaniboruto, 5 Leone Nakarawa, 4 Apisalome Ratuniyarawa, 3 Manasa Saulo, 2 Talemaitoga Tuapati, 1 Campese Ma’afu;

Suplentes: 16 Sunia Koto, 17 Peni Ravai, 18 Kalivati Tawake, 19 Sikeli Nabou, 20 Peceli Yato/Semi Kunatani, 21 Niko Matawalu, 22 Asaeli Tikoirotuma, 23 Vereniki Goneva;

Romênia festeja vitória sobre Samoa

A Romênia conseguiu uma grande vitória em casa neste sábado ao vencer Samoa por 17 x 10 em um jogo duro e físico em Bucareste, no qual prevaleceu o time da casa. A partida gerava muita expectativa porque poderá se repetir no ano que vem como parte das Eliminatórias e com 2 tries de hookers, Radoi e Bradiu.

Os romenos receberão Tonga na semana que vem, enquanto Samoa terá o duro desafio de visitar a Inglaterra.

17versus copiar13

Romênia 17 x 13 Samoa, em Bucareste

Árbitro: Mike Adamson (Escócia)

Romênia

Tries: Radoi e Badiu

Conversões: Vlaicu (2)

Penais: Vlaicu (1)

15 Marius Simionescu, 14 Tangimana Fonovai, 13 Paula Kinikinilau, 12 Sione Fakaosilia, 11 Ionut Dumitru, 10 Florin Vlaicu, 9 Florin Surugiu, 8 Stelian Burcea, 7 Mihai Macovei, 6 Andrei Gorcioaia, 5 Marius Antonescu, 4 Johann Van Heerden, 3 Andrei Ursache, 2 Andrei Radoi, 1 Mihaita Lazar;

Suplentes: 16 Ionel Badiu, 17 Ovidiu Cojocaru, 18 Alex Gordas, 19 Ionut Muresan, 20 Vlad Nistor, 21 Tudorel Bratu, 22 Jack Umaga, 23 Robert Neagu;

Samoa:

Try: Mata’u

Conversão: Nanai-Williams (1)

Penais: Nanai-Williams (2)

15 Ah See Tuala, 14 Paul Perez, 13 Kieron Fonotia, 12 Reynold Lee-Lo, 11 David Lemi, 10 Tim Nanai-Williams, 9 Dwayne Polataivao, 8 Ofisa Treviranus, 7 Jack Lam, 6 Piula Faasalele, 5 Chris Vui (c), 4 Faatiga Lemalu, 3 Donald Brighouse, 2 Motu Matu’u, 1 Jordan Lay;

Suplentes: 16 Manu Leiataua, 17 James Lay, 18 Hisa Sasagi, 19 Brandon Nansen, 20 Maurie Faasavalu, 21 Melani Matavao, 22 Jj Taulagi, 23 Alapati Leiua;

Japão manda em Tonga

Para completar o sábado de derrotas das Ilhas do Pacífico, Tonga foi atropelada pelo Japão em jogo em campo neutro, em Toulouse, na França. 39 x 06 para os nipônicos, que mostraram toda a evolução de seu jogo, não tiveram problemas com o pesado pack tonganês e brilharam na linha, correndo para uma vitória de 5 tries. O fullback Lemeki foi destaque com 2.

O Japão visitará a França no próximo sábado, enquanto Tonga visitará a Romênia.

39versus copiar06

Japão 39 x 06 Tonga, em Toulouse (França)

Árbitro: Andrew Brace (Irlanda)

Japão

Tries: Lemeki (2), Mafi, Leitch e Tanaka

Conversões: Tamura (4)

Penais: Tamura (2)

1 Keita Inagaki, 2 Shota Horie, 3 Koo Jiwon, 4 Wimpie van der Walt, 5 Shinya Makabe, 6 Kazuki Himeno, 7 Michael Leitch (c), 8 Amanaki Lelei Mafi, 9 Fumiaki Tanaka, 10 Yu Tamura, 11 Kenki Fukuoka, 12 Harumichi Tatekawa, 13 Timothy Lafaele, 14 Lomano Lemeki, 15 Kotaro Matsushima;

Suplentes: 16 Atsushi Sakate, 17 Shintaro Ishihara, 18 Asaeli Valu, 19 Shunsuke Nunomaki, 20 Fetuani Lautaimi, 21 Yutaka Nagare, 22 Sione Teaupa, 23 Yoshikazu Fujita;

Tonga

Penais: Takulua (2)

15 Atieli Pakalani, 14 David Halaifonua, 13 Nafi Tuitavake, 12 Siale Piutau, 11 Cooper Vuna, 10 Kali Hala, 9 Sonatane Takulua, 8 Maama Vaipulu, 7 Fotu Lokotui, 6 Daniel Faleafa, 5 Steve Mafi, 4 Leva Fifita, 3 Halani ‘Aulika, 2 Sione Lea, 1 Latu Talakai;

Suplentes: 16 Sione Lolohea, 17 Jethro Felemi, 18 Paea Fa’anunu, 19 Onehunga Havili, 20 Sione Vailanu, 21 Shinnosuke Tu’umoto’oa, 22 George Taina, 23 Penikolo Latu;

 

Singapura é promovida na Ásia

Em Taiwan, a semana foi de terceira divisão asiática e quem sorriu foi Singapura, que venceu facilmente a Índia na semifinal de quarta-feira e a Tailândia na final deste sábado, garantindo sua promoção à segunda divisão (Division I de 2018). Taiwan se reergueu da derrota na semifinal vencendo a Índia na disputa de 3º lugar.

Asia Rugby Division 2 – 3ª divisão da Ásia – em Taipé, Taiwan

Semifinais – dia 15/11

Singapura 49 x 00 Índia

Tailândia 27 x 21 Taiwan

 

Decisão de 3º lugar – dia 18/11

Taiwan 37 x 19 Índia

 

Final – dia 18/11

Singapura 38 x 13 Tailândia

 

Classificação final: 1 Singapura (promovida à Division I de 2018), 2 Tailândia, 3 Taiwan, 4 Índia;