Fiji é campeão do Las Vegas Sevens e dedica título às vítimas de tragédia

ARTIGO COM VÍDEOS – Las Vegas é sinônimo de show e diversão. E é isso que o seven-a-side levou à “Cidade do Pecado” neste fim de semana, com grandes craques do sevens masculino desfilando nos Estados Unidos pela quinta etapa da Série Mundial de Sevens que, portanto, chegou à exata metade de sua temporada 2015-16.

 

Sonny Bill Williams jogou pela Nova Zelândia (e se lesionou), Quade Cooper desfilou – e mostrou qualidade – pela Austrália e Bryan Habana fez seus tries pela África do Sul. Mas quem brilhou foi Fiji, que voltou a vencer uma etapa, se reergueu de um esboço de declínio e recuperou a liderança isolada do circuito.

 

O torneio de Las Vegas, diferente de outros torneios do circuito, teve seus jogos divididos ao longo de três dias. Na sexta-feira, duas surpresas deram as caras. Samoa venceu seu rival Fiji, 28 x 24, com Ropati fazendo o try da vitória no apagar das luzes. Já a Inglaterra anunciava desde o primeiro dia uma forma muito ruim, empatando com o convidado Japão por 19 x 19. Já o clássico norte-americano terminou empato entre EUA e Canadá também, 26 x 26 empolgantes. Os destaques ficaram pelos três tries do queniano Collins Injera, que se fixou como o segundo maior tryman da história da Série Mundial de Sevens, para a boa forma de Cooper pela Austrália e para Habana fazendo try pelos Boks.

 

No sábado, as decisões das vagas nas finais culminaram com a desilusão de Samoa, eliminada, mesmo após vencer Fiji, por conta de derrotas para Argentina e França, enquanto Fiji se reerguia com grandes vitórias sobre os demais. No Grupo B, a Inglaterra ficou para trás, caindo contra a Austrália, enquanto o Japão crescia e avançava às quartas de final principais, derrotando a Escócia, que já havia batido os ingleses. Mas, o maior destaque do começo de sábado foi a histórica vitória do Quênia por 22 x 0 sobre a Nova Zelândia, o que não ocorria desde 2013. Jogo dominante e irrepreensível dos africanos contra um irreconhecível time dos All Blacks.

 

Nas quartas de final, o primeiro destaque veio da Taça Bronze, com a Rússia vencendo o Canadá e Portugal caindo contra Gales, o que significou a queda dos portugueses ao último lugar. A Inglaterra, por sua vez, agravou sua crise sucumbindo por 21 x 19 diante da França. Na Taça Ouro, os Estados Unidos se ergueram e frustraram os quenianos vencendo por 26 x 14, ao passo que Fiji massacrou o Japão, 43 x 7. Já no grande jogo do dia, a África do Sul despachou de vez a Nova Zelândia, vencendo por 14 x 7 com 2 tries do artilheiro Senatla ainda no primeiro tempo. E a Austrália se impôs sobre a Argentina por 26 x 12, com Myers cruzando 2 vezes o in-goal.

 

O domingo começou com mais decepção da Inglaterra, que perdeu para o Canadá na Semifinal Estímulo e terminou na trágica última posição junto de Portugal. O Japão, por sua vez, seguiu aprontando e avançou à Final Prata ao bater o Quênia por 19 x 14, com try de Toyoshima no fim. Nas Semifinais Ouro, emoção não faltou. Com tries de Veremalua, Ravouvou e Tuwai, Fiji venceu os Estados Unidos por 21 x 14, mas teve que segurar a reação das Águias, enquanto África do Sul e Austrália protagonizar um jogão encerrado em 14 x 12 para os australianos. Senatla inaugurou o placar para os sul-africanos no primeiro tempo, mas sem a conversão, o que se provou decisivo. Um penal try empatou o jogo na segunda etapa, com Cooper sendo impedido de fazer try por Specman, em grande jogada do aussie, mas Kyle Brown fez o try na sequência que parecia dar a vitória aos Boks. Parecia, pois Specman recebeu cartão vermelho por evitar ilegalmente outro try, de Jenkins, cometendo penal try com o tempo regulamentar esgotado! Quade Cooper acertou a conversão e deu a vitória à Austrália.

 

Nas finais menores, Samoa derrotou o Canadá no Estímulo, Gales bateu a França na Final Bronze e a Nova Zelândia afastou a zebra na Final Prata. No terceiro lugar, deu África do Sul sobre os Estados Unidos, com Senatla fazendo mais um try, seu 11º no torneio, garantindo-se como o artilheiro de Vegas e da temporada até aqui.

 

Na grande final, Fiji apagou a apimentada Austrália de Cooper dando um festival de offloads e produzindo uma histórica virada. A Austrália abriu 15 x 0 no placar com 3 tries sem conversão no primeiro tempo, com Myers, Jenkins e Clark. Mas, Fiji se insurgiu. Kitione Taliga fez dois tries em sequência e a máquina de tries Savenaca Rawaca, em contra-ataque mortal fez o try da virada, 21 x 15, com os fijianos dedicando o título às vítimas do Ciclone Winston, que arrasou o país neste mês. Título importante para um povo sofrido.

 

A próxima etapa da Série Mundial de Sevens acontece no próximo fim de semana, em Vancouver, no Canadá.

 

SWS 2015-16 logo

Las Vegas Sevens – 5ª etapa da Série Mundial de Sevens Masculina 2015-16 – em Las Vegas, Estados Unidos

Grupo A: Nova Zelândia, Quênia, Portugal e Rússia

Grupo B: Austrália, Inglaterra, Escócia e Japão

Grupo C: Fiji, Argentina, Samoa e França

Grupo D: África do Sul, Estados Unidos, Canadá e Gales

 

Sexta-feira, dia 04 de março / Sábado, dia 05 de março

*das 20h51 às 02h45, hora de Brasília

Nova Zelândia 42 x 07 Portugal

Quênia 24 x 21 Rússia

África do Sul 33 x 07 Canadá

Estados Unidos 19 x 12 Gales

Fiji 24 x 28 Samoa

Argentina 26 x 07 França

Austrália 26 x 00 Escócia

Inglaterra 19 x 19 Japão

Nova Zelândia 38 x 00 Rússia

Quênia 38 x 00 Portugal

Estados Unidos 26 x 26 Canadá

África do Sul 36 x 07 Gales

Fiji 42 x 12 França

Argentina 25 x 12 Samoa

Austrália 35 x 05 Japão

Inglaterra 14 x 24 Escócia

Sábado, dia 05 de março

*Das 16h32 às 00h00, hora de Brasília

Portugal 00 x 31 Rússia

Nova Zelândia 00 x 22 Quênia

Samoa 17 x 31 França

Fiji 15 x 12 Argentina

Escócia 19 x 26 Japão

Austrália 36 x 07 Inglaterra

Canadá 10 x 17 Gales

África do Sul 29 x 07 Estados Unidos

 

Classificação:

Grupo A: 1 Quênia, 2 Nova Zelândia, 3 Rússia, 4 Portugal

Grupo B: 1 Austrália, 2 Japão, 3 Escócia, 4 Inglaterra

Grupo C: 1 Fiji, 2 Argentina, 3 França, 4 Samoa

Grupo D: 1 África do Sul, 2 Estados Unidos, 3 Gales, 4 Canadá

 

Quartas de final Bronze (Bowl)

Escócia 17 x 12 Samoa

França 21 x 19 Inglaterra

Gales 31 x 12 Portugal

Rússia 19 x 10 Canadá

 

Quartas de final Ouro (Cup)

Quênia 14 x 26 Estados Unidos

Fiji 43 x 07 Japão

África do Sul 14 x 07 Nova Zelândia

Austrália 26 x 12 Argentina

 

Domingo, dia 06 de março

*Das 15h30 às 21h30, hora de Brasília

Semifinais Taça Estímulo (Shield)

Canadá 24 x 07 Inglaterra

Portugal 14 x 29 Samoa

 

Semifinais Taça Bronze (Bowl)

Rússia 14 x 15 França

Gales 21 x 14  Escócia

 

Semifinais Taça Prata (Plate)

Quênia 14 x 19 Japão

Nova Zelândia 24 x 19 Argentina

 

Semifinais Taça Ouro (Cup)

Estados Unidos 14 x 21 Fiji

África do Sul 12 x 14 Austrália

 

Final Estímulo

Canadá 12 x 24 Samoa

 

Final Bronze

França 14 x 28 Gales

 

Final Prata

Japão 07 x 27 Nova Zelândia

 

3º lugar

Estados Unidos 10 x 21 África do Sul

 

Final Ouro

Fiji 21 x 15 Austrália



 

Seleção*Pontos – Classificação GeralEtapa 10 (Inglaterra)Etapa 9 (França)Etapa 8 (Singapura)Etapa 7 (Hong Kong)Etapa 6 (Canadá)Etapa 5 (Estados Unidos)Etapa 4 (Austrália)Etapa 3 (Nova Zelândia)Etapa 2 (África do Sul)Etapa 1 (Emirados Árabes)
Fiji18115191922152217171322
África do Sul17119131717191715192213
Nova Zelândia15813101219221322221015
Austrália13407121015171919131012
Argentina11912151508051013121910
Estados Unidos11717050712121510101217
Quênia9803102210011012101505
Inglaterra9210070513050110150719
Samoa8905221305130307080310
Escócia8722080807100505070807
França8510171005070701031708
Gales5408020210100803010505
Canadá4005010102080208050503
Rússia2802050303030502020201
Portugal2101030501020105010101
*Apenas as seleções centrais
EtapaCampeão
Etapa 1 (Emirados Árabes)Fiji
Etapa 2 (África do Sul)África do Sul
Etapa 3 (Nova Zelândia)Nova Zelândia
Etapa 4 (Austrália)Nova Zelândia
Etapa 5 (Estados Unidos)Fiji
Etapa 6 (Canadá)Nova Zelândia
Etapa 7 (Hong Kong)Fiji
Etapa 8 (Singapura)Quênia
Etapa 9 (França)Samoa
Etapa 10 (Inglaterra)Escócia

– 15º colocado = rebaixamento.

Pontuação:
1º – 22 pontos; 2º – 19 pts; 3º – 17 pts; 4º – 15 pts;
5º – 13 pts; 6º – 12 pts; 7º e 8º – 10 pts;
9º – 8 pts; 10º – 7 pts; 11º e 12º – 5 pts;
13º – 3 pts; 14º – 2 pts; 15º e 16º – 1 pt.


Comentários