Fiji e Samoa farão a final da Copa das Nações do Pacífico 2015

Toronto recebeu nesta quarta-feira jornada tripla da última rodada da Copa das Nações do Pacífico, que definiu os finalistas da competição: Fiji e Samoa sofreram, mas derrotaram Japão e Canadá, respectivamente, 27 x 22 e 21 x 20, e se enfrentarão mais uma vez pelo título. Tonga fez sua parte, bateu os Estados Unidos por 33 x 19, mas o placar não foi suficiente para avançar à final.

 

As finais acontecem em Burnaby, região metropolitana de Vancouver, na segunda-feira, dia 3 de agosto, feriado no Canadá, novamente com transmissão ao vivo do www.worldrugby.org.

 

Tonga vence Estados Unidos sem sustos

Tonga e Estados Unidos abriram a rodada tripla no Canadá com um jogo morno, de pouca qualidade técnica dos dois lados, mas que provou a superioridade das Águias do Mar sobre as Águias Carecas. Desde o início, a intensidade do jogo de Tonga era superior e seu pack falou mais alto. Mas, a primeira grande ação veio de sua linha. Logo aos 4′, o abertura Kurt Morath arriscou um chute cruzado e encontrou o excelente ponta Vainikolo, que recebeu, arrancar na ponta, quebrou os tackles e cravou um belo primeiro try da partida. O restan16te da primeira etapa, contudo, foi de poucas emoções, com Morath fazendo valer a superioridade dos homens de frente tonganeses acertando três penais para levar a partida aos vestiários em 16 x 3.

 

No segundo tempo, Tonga não tardou a matar o jogo. Aos 50′, o outro ponta Veainu finalizou o segundo try vermelho, achando facilidade pelos flancos do campo. E, aos 63′, Vainikolo correu para o terceiro try do time do Pacífico Sul. No fim, no entanto, Tonga diminuiu seu ritmo e falhou em obter o ponto-bônus, permitindo aos Estados Unidos esboçarem uma tardia reação, com dois tries em sequência do oitavo Durutalo, aos 70′ e aos 80′, com os forwards americanos mostrando qualidade e aproveitando as saídas do jogo parado. 33 x 19, placar final.

 

usa19versus(16)33tonga copy

Estados Unidos 19 x 33 Tonga, em Toronto

Árbitro: Alexandre Ruiz (França)

 

Estados Unidos

Tries: Durutalo (2)

Penais: Niua (2) e L’Estrange (1)

1. Matekitonga Moeakiola 2. Phil Thiel (c)  3. Chris Baumann  4. Louis Stanfill 5. Greg Peterson  6. Cameron Dolan 7. Scott LaValla 8. Al McFarland 9. Shalom Suniula 10. Toby L’Estrange 11. Zack Test 12. Andrew Suniula 13. Folau Niua 14. Brett Thompson 15. Troy Hall.

Suplentes: 16. Zach Fenoglio 17. Nick Wallace 18. Eric Fry 19. Hayden Smith 20. Andrew Durutalo 21. Mike Petri 22. Thretton Palamo 23. Tim Stanfill

 

Tonga

Tries: Vainikolo (2) e Veainu

Conversões: Morath (3)

Penais: Morath (4)

1. Soane Tonga’uiha 2. Elvis Taione 3. Halani Aulika 4. Uili Kolo’ofa’i 5. Joe Tuineau 6. Steve Mafi (C) 7. Jack Ram 8. Viliami Fihaki 9. Sonatane Takulua 10. Kurt Morath 11. Fetu’u Vainikolo 12. ‘Alipate Fatafehi 13. Sione Puikala 14. Telusa Veainu 15. ‘Otulea Katoa.

Suplentes: 16. Sosefo Sakalia 17. Alisona Taumalolo 18. Sila Puafisi 19. Tukulua Lokotui 20. Hale T Pole 21. Sosefo Ma’ake 22. Latiume Fosita 23. Vungakoto Lilo.

 

 

Fiji se garante na final da Copa das Nações do Pacífico

Na segunda partida, Fiji e Japão travaram uma batalha emocionante pela classificação, com dois tempos totalmente distintos. Superior no pack, o Japão começou forte arrancando três penais em sequência para Goromaru abrir 9 x 0 para os asiáticos. Mas, Fiji cresceu e, com a bola em mãos, mostrou ser fatal e superior ao Japão, que não resistiu às investidas fijianas. Matavesi reduziu com penal aos 18′ e, aos 20′, Cavubati fez o primeiro try do jogo para os alvinegros. A defesa japonesa sentiu e, aos 24′, Matavesi arrancou, quebrou a linha defensiva nipônica e virou o placar para Fiji. Tinha mais e, aos 29′, Talebula arrancou na outra ponta para mais um try com facilidade,  impondo larga frente de 24 x 9 para Fiji.

 

No segundo tempo, no entanto, Fiji pecou, como é costume, pela indisciplina, e quase pagou o preço. Com um homem a menos por amarelo, Fiji não resistiu à pressão do scrum japonês, que ganhou a disputa nas 22 e a bola foi aberta até a ponta para Yamada anotar o primeiro try do Japão, aos 47′. Matavesi ainda voltou a chutar com precisão penal para Fiji, mas o Japão cresceu na reta final e, aos 68′, Hendrik Tui atropelou para o segundo try, colocando os Brave Blossoms a um try da virada. O fim de jogo foi de imensa pressão do pack japonês, que manteve a bola sob controle até os 84′, já com o tempo esgotado, diante de Fiji com apenas 13 homens em campo, após outros dois amarelos. Ainda assim, o time do Pacífico resistiu bravamente e garantiu a vitória por 27 x 22.

 

fiji copy27versus(16)22japão logo novo copiar

Fiji 27 x 22 Japão, em Toronto

Árbitro: Pascal Gaüzère (França)

 

Fiji

Tries: Cavubati, Matavesi e Talebula

Conversões: Matavesi (3)

Penais: Matavesi (1)

15 Kini Murimurivalu 14 Metuisela Talebula 13 Vereniki Goneva 12 Levani Botia 11 Napolioni Nalaga 10 Josh Matavesi 9 Henry Seniloli 8 Akapusi Qera (c) 7 Malakai Ravulo 6 Dominiko Waqaniburotu 5 Leone Nakarawa 4 Tevita Cavubati 3 Manasa Saulo 2 Talemaitoga Tuapati 1 Campese Ma’afu.

Suplentes: 16 Sunia Koto 17 Peni Ravai 18 Isei Colati 19 Nemia Soqeta 20 Peceli Yato 21 Nikola Matawalu 22 Ben Volavola 23 Waisea Nayacalevu.

 

Japão

Tries: Yamada e Tui

Penais: Goromaru (4)

15 Ayumu Goromaru, 14 Akihito Yamada, 13 Kotaro Matsushima, 12 Yu Tamura, 11 Kenki Fukuoka, 10 Harumichi Tatekawa, 9 Fumiaki Tanaka, 8 Hendrik Tui, 7 Michael Leitch (c), 6 Michael Broadhurst, 5 Shoji Ito, 4 Luke Thompson, 3 Hiroshi Yamashita, 2 Shota Horie, 1 Keita Inagaki.

Suplentes: 16 Hisateru Hirashima, 17 Hiroki Yuhara, 18 Kensuke Hatakeyama, 19 Hitoshi Ono, 20 Justin Ives, 21 Atsushi Hiwasa, 22 Kosei Ono, 23 Yoshikazu Fujita.

 

Samoa despacha anfitriões no apagar das luzes e segue na briga pelo título

Foi sofrido, mas Samoa impôs a terceira derrota ao Canadá graças a um try já nos acréscimos, e se garantiu para a disputa da final da Copa das Nações do Pacífico.

 

A partida que encerrou o dia em Toronto começou com domínio completo do Canadá, que abriu logo 13 x 0, com try de Blevins, aos 6′, atropelando a defesa samoana, e mais dois penais de Pritchard com menos de 15 minutos de jogo. Samoa descontou aos 23′ com penal de Stanely, mas o primeiro tempo mostrava o pack canadense fazendo diferença e fechando os espaços de Samoa, que sofreu com a ausência de uma dupla criativa melhor.

 

No segundo tempo, no entanto, Samoa cresceu e, aos 43′, o Canadá errou na cobertura do ruck e Samoa explorou o espaço deixado para Perenise cravar o try. Samoa entrou no jogo, ganhou mais volume e na reta final o Canadá deu amostras de queda de rendimento físico. Exausto, os penais aconteceram e Stanley virou o placar com dois arremates certeiros, aos 63′ e aos 66′. Mas, os Canucks ainda tinha o que mostrar e, aos 74′, Hirayama arriscou um chute cruzada e pegou mal posicionada a retaguarda samoana. Mackenzie apanhou a bola perdida e achou espaço na diagonal para arrancar para o try que parecia dar a vitória aos donos da casa. Parecia, mas o Canadá não vive boa fase e não resistiu à última ofensiva azul. Aos 80′, o pack samoano pressionou e o espaço se abriu para o try de Taulafo, virando o marcador. Fim de jogo, Samoa invicta e na final, 21 x 20.

 

canada copy copy 20versus(16)21samoa copy

Canadá 20 x 21 Samoa, em Toronto

Árbitro: Angus Gardner (Austrália)

 

Canadá

Tries: Blevins e Mackenzie

Conversões: Pritchard (2)

Penais: Pritchard (2)

15 James Pritchard, 14 Phil Mackenzie, 13 Conor Trainor, 12 Nick Blevins, 11 Matt Evans, 10 Nathan Hirayama, 9 Phil Mack, 8 Tyler Ardron (c), 7 John Moonlight, 6 Kyle Gilmur, 5 Evan Olmstead, 4 Tyler Hotson, 3 Doug Wooldridge, 2 Ray Barkwill, 1 Djustice Sears-Duru.

Suplentes: 16 Benoit Piffero, 17 Hubert Buydens, 18 Andrew Tiedemann, 19 Callum Morrison, 20 Thyssen De Doed, 21 Richard Thorpe, 22 Gordon McRorie, 23 Harry Jones.

 

Samoa

Tries: Perenise e Taulafo

Conversões: Stanley (1)

Penais: Stanley (3)

15 Ahsee Tuala, 14 Sinoti Sinoti, 13 Paul Perez, 12 Faialaga Afamasaga, 11 Alesana Tuilagi (c), 10 Michael Stanley (c), 9 Pele Cowley, 8 Sanele Tuilagi, 7 TJ Ioane, 6 Faifili Levave, 5 Joe Tekori, 4 Filo Paulo, 3 Anthony Perenise, 2 Motu Matu’u, 1 Viliamu Afatia.

Suplentes: 16 Andréw Williams, 17 Sakaria Taulafu, 18 Jake Grey, 19 Maselino Paulino, 20 Francis Ieremia, 21 Vavao Afemai, 22 Patrick Fa’apale, 23 Faleniu Iosi.

 

SeleçãoJogosPontos
Fiji311
Samoa311
Tonga38
Japão36
Estados Unidos35
Canadá31

 

Segunda-feira, dia 03 de agosto

Finais – em Burnaby, Canadá

 

15h30 – Estados Unidos x Canadá – disputa do 5º lugar

 

18h00 – Tonga x Japão – disputa do 3º lugar

 

20h30 – Samoa x Fiji – FINAL

 

*Horários de Brasília
 
Foto: Rugby Canada. Fiji x Japão

Comentários