França é campeã do Six Nations Feminino!

ARTIGO COM VÍDEO – A França é campeã! A Seleção Francesa Feminina falou mais alto na Europa e faturou hoje seu quinto título do Six Nations, comprovando uma nova era no rugby feminino europeu. Entre 1996, quando o Six Nations Feminino foi lançado, e 2012, a Inglaterra foi hegemônica, conquistando 13 títulos em 17 temporadas, sendo que apenas 1 não foi com Grand Slam. Desde então, França e Irlanda emergiram como potências e, apesar da Inglaterra ter sido campeã mundial em 2014, as inglesas não vencem o Six Nations justamente desde 2012, com irlandeses e agora franceses faturando duas vezes a taça.

 

A Inglaterra chegou à última rodada na liderança e invicto, almejando o Grand Slam, mas o mando de jogo era da França que, apesar de ter perdido para Gales na terceira rodada, mantinha-se como a única seleção que poderia tirar o título da Rosa. E o fez. A partida na cidade de Vannes, com casa cheia, foi empolgante e a capitã e ícone máxima do rugby francês feminino, a hooker Gaelle Mignot, de 29 anos, mais uma vez inspirou as Bleues, fazendo nada menos que dois tries na vitória azul. No entanto, quem largo na frente foi a equipe visitante, com a ponta Lydia Thompson cruzando o in-goal  em lindo try individual no início. Mas, mais uma vez, a França foi dominante nas forwards e a resposta veio logo com maul devastador e try de Mignot. A chutadora Camille Cabalou não esteve bem, perdeu a conversão e depois um penal, mantendo a França atrás no placar antes do intervalo.

 

Porém, o segundo tempo foi de mais pressão física das Bleues e outro maul finalizado com try francês da segunda linha Audrey Forlani. A resposta inglesa foi igual, com maul e try das campeãs do mundo voltando a mostrar brevemente seu melhor. Thompson foi quem cravou no in-goal, aos 578. Contudo, o dia era azul e coube a Mignot, em mais um maul, aos 67′, cravar o try da vitória francesa, em verdadeira prova de força de seu conjunto.

 

Les Bleues campeãs, 17 x 12, e um dia do mais alto nível para o rugby XV feminino. E para a Inglaterra o maior jejum no Six Nations Feminino de sua vitoriosa história.  As demais partidas da rodada final ocorrerão no domingo.

 

França vermelho17versus(14)12rfu

França 17 x 12 Inglaterra, em Vannes

Árbitra: Amy Perrett (Austrália)

 

França

Tries: Mignot (2) e Forlani

Conversões: Cabalou (1)

15 Laura Delas; 14 Camille Cabalou; 13 Lucille Godiveau;12 Elodie Poublan; 11 Julie Billes; 10 Camille Imart; 9 Pauline Bourdon; 8 Safi N’diaye; 7 Laetitia Grand; 6 Pauline Rayssac; 5 Céline Ferer; 4 Audrey Forlani;3 Julie Duval; 2 Gaëlle Mignot; 1 Lise Arricastre.

Suplentes: 16 Manon Bigot; 17 Dhia Traore; 18 Patricia Carricaburu; 19 Romane Menager;  20 Julie Annery; 21 Camille Boudaud; 22 Coralie Bertrand; 24 Caroline Boujard;

 

Inglaterra

Tries: Thompson (2)

Conversões: Reed (1)

15. Katie Mason; 14. Lydia Thompson; 13. Lauren Cattell; 12. Ceri Large; 11. Lotte Clapp; 10. Amber Reed; 9. La Toya Mason; 1. Rochelle Clark; 2. Emma Croker; 3. Vickii Cornborough; 4. Emily Braund; 5. Tamara Taylor; 6. Harriet Millar-Mills; 7. Izzy Noel-Smith; 8. Sarah Hunter.

Suplentes: 16. Amy Cokayne; 17. Heather Kerr; 18. Bianca Dawson; 19. Poppy Leitch; 20. Poppy Cleall; 21. Bianca Blackburn; 22. Leanne Riley; 23. Ruth Laybourn;

France – Angleterre Féminines : Le résumé por FFR

Seleção Jogos Pontos
França 5 8
Inglaterra 5 8
Irlanda 5 6
Itália 5 4
Gales 5 4
Escócia 5 0

Vitória = 2 pontos;
Empate = 1 ponto;
Derrota = 0 pontos

 

País Número de títulos Número de Grand Slams** Número de Tríplices Coroas*** Número de Colheres de Pau**** Número de participações
Inglaterra 13 12 16 0 20
França 5 4 0 17
Irlanda 2 1 2 5 18
Escócia 1 1 1 6 20
Gales 0 0 1 5 20
Itália 0 0 2 9
Espanha* 0 0 2 07

* A Espanha participou do torneio de 1996 a 2002, mas não participa mais

** Grand Slam = Quando uma equipe vence todas as partidas do torneio

*** Tríplice Coroa (Triple Crown) = Quando Inglaterra, Escócia, Gales ou Irlanda derrotam todos as demais nações dos Ilhas Britânicas. França e Itália não disputam a Tríplice Coroa;

**** Colher de Pau = Quando uma seleção perde todas as partidas na competição.

 

©INPHO/James Crombie

Comentários