França tira o pé da lama, bate a Irlanda e lidera o Six Nations

ARTIGO COM VÍDEO – A França renasceu! Pelas mãos de Guy Novès, os Bleus voltaram a sorrir e neste sábado abriram a segunda rodada do Six Nations com sua segunda vitória no torneio, mais uma vez em casa, superando também por diferença mínima a Irlanda. 10 x 9 foi o placar no Stade de France, conquistado a duras penas em um jogo sem espaço, dominado pelos forwards e, acima de tudo, pragmática da parte dos franceses, cujo desempenho defensivo foi invejável.

 

O jogo começou melhor para a Irlanda, que dominou a posse de bola no primeiro tempo, enquanto a França buscava avançar na base dos chutes. O placar foi inaugurado aos 15′, com Sexton chutando para a Irlanda com precisão. Logo depois, O’Brien saiu lesionado, mas a pressão era toda verde e, aos 29′, Sexton não desperdiçou sua segunda chance de penal, 6 x 0. O troco, no entanto, não tardou, com Plisson, que não fez bom primeiro tempo, arrematando com precisão a primeira chance de penal para os franceses, aos 32′. Plisson ainda arriscou sem sucesso um drop goal na sequência, porém, antes do intervalo, Sexton ainda teve a possibilidade de ampliar o marcador para 9 x 3 e não a desperdiçou. Plisson, no minuto seguinte, teve uma última chance, mas seu penal não foi certeiro.

 

Muitas trocas nos dois times no começo do segundo tempo e a Irlanda começou com mais volume, mas logo a disputa ganhou vida nova com França, pouco a pouco, se assenhorando do jogo, garantindo para si o domínio territorial. O placar se manteve inalterado até o quarto final, quando a França despertou sua gana. Aos 62′, Plisson achou o espaço e produziu grande jogada ofensiva, que empurrou os Bleus para o campo ofensivo, com o penal sendo marcado. Na sequência de fase, aos 65′, Chouly investiu sobre o in-goal, mas foi seguro e o TMO invalidou o try francês. Sem problemas para os Bleus, que já detinham 70% de posse de bola. A França ganhou uma série de penais em scrum a 5 metros e, na quinta tentativa, Machenaud investiu em velocidade e deu magistral assistência a Médard, que rompeu o tackle e cruzou o in-goal para fazer seu primeiro try em três anos pelo XV de France, definindo a partida. Plisson converteu e deu, finalmente, a vantagem no placar aos azuis, 10 x 9.

 

A Irlanda não teve forças para reagir, a defesa francesa resistiu nos minutos derradeiros e assegurou a sofrida vitória. Na próxima rodada, no dia 26, a França visita Gales, enquanto, no dia 27, a Irlanda vai à Inglaterra.

 

França vermelho10versus(14)09irlanda copy

França 10 x 09 Irlanda, em Paris

Árbitro: Jaco Peyper (África do Sul)

 

França

Try: Médard

Conversão: Plisson (1)

Penais: Plisson (1)

15 Maxime Médard, 14 Teddy Thomas, 13 Maxime Mermoz, 12 Jonathan Danty, 11 Virimi Vakatawa, 10 Jules Plisson, 9 Sébastien Bezy, 8 Damien Chouly, 7 Yacouba Camara, 6 Wenceslas Lauret, 5 Yoann Maestri, 4 Alexandre Flanquart, 3 Uini Atonio, 2 Guilhem Guirado (c), 1 Jefferson Poirot.

Suplentes: 16 Camille Chat, 17 Rabah Slimani, 18 Eddy Ben Arous, 19 Paul Jedrasiak, 20 Loann Goujon, 21 Maxime Machenaud, 22 Jean-Marc Doussain, 23 Hugo Bonneval.

 

Irlanda

Penais: Sexton (3)

15 Rob Kearney, 14 Andrew Trimble, 13 Jared Payne, 12 Robbie Henshaw, 11 Dave Kearney, 10 Jonathan Sexton, 9 Conor Murray, 8 Jamie Heaslip, 7 Sean O’Brien, 6 CJ Stander, 5 Devin Toner, 4 Mike McCarthy, 3 Nathan White, 2 Rory Best (c), 1 Jack McGrath

Suplentes: 16 Richard Strauss, 17 James Cronin, 18 Tadhg Furlong, 19 Donnacha Ryan, 20 Tommy O’Donnell, 21 Eoin Reddan, 22 Ian Madigan, 23 Fergus McFadden.

 

 

Seleção Jogos Pontos
Inglaterra 5 10
Gales 5 7
Irlanda 5 5
Escócia 5 4
França 5 4
Itália 5 0

Vitória = 2 pontos;
Empate = 1 ponto;
Derrota = 0 pontos

 

Foto: ©INPHO/Billy Stickland

Comentários