França tira o pé da lama, bate a Irlanda e lidera o Six Nations

ARTIGO COM VÍDEO – A França renasceu! Pelas mãos de Guy Novès, os Bleus voltaram a sorrir e neste sábado abriram a segunda rodada do Six Nations com sua segunda vitória no torneio, mais uma vez em casa, superando também por diferença mínima a Irlanda. 10 x 9 foi o placar no Stade de France, conquistado a duras penas em um jogo sem espaço, dominado pelos forwards e, acima de tudo, pragmática da parte dos franceses, cujo desempenho defensivo foi invejável.

 

O jogo começou melhor para a Irlanda, que dominou a posse de bola no primeiro tempo, enquanto a França buscava avançar na base dos chutes. O placar foi inaugurado aos 15′, com Sexton chutando para a Irlanda com precisão. Logo depois, O’Brien saiu lesionado, mas a pressão era toda verde e, aos 29′, Sexton não desperdiçou sua segunda chance de penal, 6 x 0. O troco, no entanto, não tardou, com Plisson, que não fez bom primeiro tempo, arrematando com precisão a primeira chance de penal para os franceses, aos 32′. Plisson ainda arriscou sem sucesso um drop goal na sequência, porém, antes do intervalo, Sexton ainda teve a possibilidade de ampliar o marcador para 9 x 3 e não a desperdiçou. Plisson, no minuto seguinte, teve uma última chance, mas seu penal não foi certeiro.

 

Muitas trocas nos dois times no começo do segundo tempo e a Irlanda começou com mais volume, mas logo a disputa ganhou vida nova com França, pouco a pouco, se assenhorando do jogo, garantindo para si o domínio territorial. O placar se manteve inalterado até o quarto final, quando a França despertou sua gana. Aos 62′, Plisson achou o espaço e produziu grande jogada ofensiva, que empurrou os Bleus para o campo ofensivo, com o penal sendo marcado. Na sequência de fase, aos 65′, Chouly investiu sobre o in-goal, mas foi seguro e o TMO invalidou o try francês. Sem problemas para os Bleus, que já detinham 70% de posse de bola. A França ganhou uma série de penais em scrum a 5 metros e, na quinta tentativa, Machenaud investiu em velocidade e deu magistral assistência a Médard, que rompeu o tackle e cruzou o in-goal para fazer seu primeiro try em três anos pelo XV de France, definindo a partida. Plisson converteu e deu, finalmente, a vantagem no placar aos azuis, 10 x 9.

 

A Irlanda não teve forças para reagir, a defesa francesa resistiu nos minutos derradeiros e assegurou a sofrida vitória. Na próxima rodada, no dia 26, a França visita Gales, enquanto, no dia 27, a Irlanda vai à Inglaterra.

 

França vermelho10versus(14)09irlanda copy

França 10 x 09 Irlanda, em Paris

Árbitro: Jaco Peyper (África do Sul)

 

França

Try: Médard

Conversão: Plisson (1)

Penais: Plisson (1)

15 Maxime Médard, 14 Teddy Thomas, 13 Maxime Mermoz, 12 Jonathan Danty, 11 Virimi Vakatawa, 10 Jules Plisson, 9 Sébastien Bezy, 8 Damien Chouly, 7 Yacouba Camara, 6 Wenceslas Lauret, 5 Yoann Maestri, 4 Alexandre Flanquart, 3 Uini Atonio, 2 Guilhem Guirado (c), 1 Jefferson Poirot.

Suplentes: 16 Camille Chat, 17 Rabah Slimani, 18 Eddy Ben Arous, 19 Paul Jedrasiak, 20 Loann Goujon, 21 Maxime Machenaud, 22 Jean-Marc Doussain, 23 Hugo Bonneval.

 

Irlanda

Penais: Sexton (3)

15 Rob Kearney, 14 Andrew Trimble, 13 Jared Payne, 12 Robbie Henshaw, 11 Dave Kearney, 10 Jonathan Sexton, 9 Conor Murray, 8 Jamie Heaslip, 7 Sean O’Brien, 6 CJ Stander, 5 Devin Toner, 4 Mike McCarthy, 3 Nathan White, 2 Rory Best (c), 1 Jack McGrath

Suplentes: 16 Richard Strauss, 17 James Cronin, 18 Tadhg Furlong, 19 Donnacha Ryan, 20 Tommy O’Donnell, 21 Eoin Reddan, 22 Ian Madigan, 23 Fergus McFadden.

 

 

SeleçãoJogosPontos
Inglaterra510
Gales57
Irlanda55
Escócia54
França54
Itália50

Vitória = 2 pontos;
Empate = 1 ponto;
Derrota = 0 pontos

 

Foto: ©INPHO/Billy Stickland

Comentários