Elias fez o try da vitória galesa no fizinho em erro sul-africano. Foto: WRU

ARTIGO COM VÍDEOS – O sábado contou com alguns jogos internacionais já, num aquece para o que vem por aí o resto do mês. Gales venceu a África do Sul em Washington, enquanto Hong Kong despachou a Coreia do Sul nas Eliminatórias para a Copa do Mundo de 2019. Já no Uruguai os Teros e a Argentina XV brilharam, ao passo que em Singapura a Índia debutou no XV feminino.

 

Geórgia supera Barbarians Franceses

Antes, na quinta-feira, diante de 30 mil torcedores em Tbilisi, a Geórgia venceu os Barbarians Franceses – hoje a segunda seleção da França por 16 x 15, com os Lelos se preparando para irem a Ásia e Oceania.

- Continua depois da publicidade -

A partida foi parelha com Matiashvili no primeiro tempo e Todua aos 75′ fazendo os tries georgianos. Os franceses tiveram a chance do triunfo com Muscarditz marcando o try crucial com o tempo esgotado. Porém a conversão foi perdida.

georgia copy copy copy copy16versus copiar15Barbarians RC copy

Geórgia 16 x 15 Barbarians Franceses, em Tblisi

Árbitro: Christophe Ridley (Inglaterra)

 

Gales vence jogo experimental nos Estados Unidos

Gales e África do Sul abriram o mês de grandes amistosos internacionais duelando diante de 20 mil torcedor no RFK Stadium, em Washington, em jogo exibição diante do público norte-americano.

O jogo não foi dos melhores, com as duas seleções usando a partida para testarem atletas, com os Springboks pensando nas 3 partidas em casa contra a Inglaterra e Gales em sua visita à Argentina.

O primeiro tempo do embate foi pouco interessante em seu início e o placar só foi aberto aos 19′, com penal chutado por Jantjies para os verdes. Aos 31′, Ross Moriary e Hadleigh Parke quebraram a defesa sul-africana e liberou a bola para Hallam Amos fazer o primeiro try dos vermelhos no jogo, em momento que Gales tinha menos posse de bola.

O pecado sul-africano no jogo foi o fraco desempenho nos tackles e isso se provou pouco depois, com o debutante scrum-half Tomos Williams marcando seu try após girar sobre a defesa verde. Momento complicado para os Boks, que se viram atrás no placar em 14 x 03.

O segundo tempo, porém, começou forte para a África do Sul, com Ismaiel correndo para o try em boa ação com a bola sendo aberta até a ponta. Entretanto, Mohoje logo recebeu amarelo e deixou os Boks com 14 homens em campo, em duro golpe às pretensões de virada. Anscombe chutou penal para abrir 17 x 10 para os galeses e, que passaram a resistir à pressão sul-africanos, maior e mais constante na reta final do duelo, mas que parava na defesa vermelha. Aos 59′, veio o try da esperança, com Mapimpi marcando para os Boks, aproveitando o amarelo a Watkin de Gales.

Cory Hill salvou Gales de try feito aos 67′ e, aos 74′, Robert Du Preez chutou penal que parecia dar a vitória aos sul-africanos Boks, mas ele próprio no minuto seguinte cometeu o erro fatal, tendo chute bloqueado em cima do in-goal, com o jovem hooker Ryan Elias marcando o try da vitóra galesa. 22 x 20.

Primeira vitória para os galeses sobre o sul-africanos fora de Cardiff na história e a terceira vitória seguida de Gales sobre os Springboks – sendo que a primeira vitória galesa na história sobre a África do Sul ocorreu em 2014.

 

20versus copiar22

África do Sul 20 x 22 Gales, em Washington (Gales)

Árbitro: Matthew Carley (Inglaterra)

África do Sul

Tries: Ismaiel e Mapimpi

Conversões: Jantjies (2)

Penais: Jantjies (1) e Du Preez (1)

15 Curwin Bosch, 14 Travis Ismaiel, 13 Jesse Kriel, 12 Andre Esterhuizen, 11 Makazole Mapimpi, 10 Elton Jantjies, 9 Ivan van Zyl, 8 Dan du Preez, 7 Oupa Mohoje, 6 Kwagga Smith, 5 Pieter-Steph du Toit (c), 4 Jason Jenkins, 3 Wilco Louw, 2 Chiliboy Ralepelle, 1 Ox Nche;

Suplentes:16 Akker van der Merwe, 17 Steven Kitshoff, 18 Thomas du Toit, 19 Marvin Orie, 20 Sikhumbuzo Notshe, 21 Embrose Papier, 22 Robert du Preez, 23 Warrick Gelant;

Gales

Tries: Amos, T Williams e Elias

Conversões:

15 Hallam Amos, 14 Tom Prydie, 13 George North, 12 Owen Watkin, 11 Steff Evans, 10 Gareth Anscombe, 9 Tomos Williams, 8 Ross Moriarty, 7 Ellis Jenkins (c), 6 Seb Davies, 5 Cory Hill, 4 Bradley Davies, 3 Dillon Lewis, 2 Elliot Dee, 1 Nicky Smith;

Suplentes: 16 Ryan Elias, 17 Wyn Jones, 18 Rhodri Jones, 19 Adam Beard, 20 Aaron Wainwright, 21 Aled Davies, 22 Rhys Patchell/Gareth Davies, 23 Hadleigh Parkes;

 

Hong Kong é campeão asiático e avança nas Eliminatórias para o Mundial 2019

Hong Kong e Coreia do Sul decidiram neste sábado em Hong Kong o título do Campeonato Asiático de 2018 – que não teve a participação do Japão e foi válido como a zona asiática das Eliminatórias para a Copa do Mundo de 2019.

Os Dragões foram perfeitos no primeiro tempo e praticamente liquidaram o jogo com 4 tries sem resposta. Com o jogo já ganho, Hong Kong caiu de produção no segundo tempo, mas não houve reação coreana, com apenas um try para cada lado. 39 x 05 que asseguraram o título para os Dragões e sua passagem à próxima fase das Eliminatórias, com Hong Kong encarando em duas partidas as Ilhas Cook (nos dias 30 de junho e 7 de julho). Quem vencer avançará à Repescagem Mundial pela última vaga na Copa.

hong kong rfu logo39versus copiar05

Hong Kong 39 x 05 Coreia do Sul, em Hong Kong

Árbitro: Shuhei Kubo (Japão)

SeleçãoJogosPontos
Hong Kong419
Coreia do Sul410
Malásia40
- Vitória = 4 pontos;
- Empate = 3 pontos;
- Derrota = 0 pontos;
- Anotar 4 ou mais tries = 1 ponto extra;
- Perder por diferença de 7 pontos ou menos = 1 ponto extra;

 

Começou a Copa das Nações com triunfos sul-americanos

Em Montevidéu, no Carrasco Polo, teve início a Copa das Nações, torneio de desenvolvimento organizado pelo World Rugby, com o Uruguai recebendo as seleções de desenvolvimento de Argentina, Fiji e Itália.

No primeiro embate, a Argentina XV (com quase o mesmo elenco do Sul-Americano) fez 19 x 08 sobre a Italia Emergenti (equipe formada por jogadores do Campeonato Italiano, o Eccellenza, isto é, o nível abaixo dos dois times italianos que jogam o PRO14). 19 x 08 para os argentinos foi o placar. Facundo Cordero fez o primeiro try logo no início, Bruno virou para os italianos com try na segunda etapa, mas Del Prete respondeu na mesma moeda prontamente e o jogo se resolveu somente no lance final com try argentino de Portillo.

Depois, o Uruguai, jogando com seu grupo principal, venceu com contundência o Fiji Warriors – seleção de atletas que jogam no rugby fijiano – por 29 x 10. O primeiro tempo foi de 10 x 10, com um try para cada lado (o centro Vilaseca para os anfitriões), mas no segundo tempo os uruguaios puseram pressão e os fijianos cederam 4 penais para Berchesi marcar. E, já com o tempo esgotado, Vilaseca fez seu segundo, liquidando a fatura em 29 x 10.

Na quarta-feira o Uruguai encara os italianos, enquanto argentinos e fijianos medem força pela 2ª rodada.

 

19versus copiar08

Argentina XV 19 x 08 Italia Emergenti, em Montevidéu

29versus copiar10

Uruguai 29 x 10 Fiji Warriors, em Montevidéu

Índia debuta no XV feminino

Teve ainda rugby XV feminino na Ásia, com a largada da primeira edição da segunda divisão do Campeonato Asiático Feminino, em Singapura. E a seleção da casa venceu por 30 x 05 a Índia, que fez seu primeiro jogo de XV feminino na história. Na terça-feira a Índia encarará a também debutante Filipinas, que fecha o torneio sexta contra Singapura.

 

Campeonato Asiático Feminino – 2ª divisão

Singapura 30 x 05 Índia, em Singapura