Glasgow Warriors salta para a liderança do PRO12 a uma rodada do fim

ARTIGO COM VÍDEOS – A “hora da verdade” está chegando ao PRO12, com a penúltima rodada da temporada regular trazendo as primeiras definições. Campeão do ano passado, o Glasgow Warriors, da Escócia, atropelou os italianos do Zebre (70 x 10), assegurou matematicamente sua classificação às semifinais e assumiu a liderança da competição por conta das derrotas de Connacht e Leinster.

 

O Connacht caiu surpreendentemente diante do Treviso, da Itália, que deixou a lanterna nas mãos do Zebre, mas ainda assim garantiu sua vaga nas semifinais graças ao bônus defensivo obtido (22 x 21). Já o Leinster perdeu o clássico irlandês contra o quarto colocado Ulster (30 x 6), mas ainda está em situação confortável para a rodada final. No próximo sábado, o Connacht receberá justamente o Glasgow, valendo o primeiro lugar e o mando de jogo nas semifinais, sendo que quem perder deverá ter que encarar as semifinais fora de casa, uma vez que o Leinster terá vida mais tranquila, recebendo o Treviso. Os dois primeiros colocados terão o direito de jogar em casa as semifinais.

 

Apenas mais uma equipe segue na briga pelas semifinais, o Scarlets, que fez sua parte, derrotou o Dragons (34 x 20) e está 1 ponto abaixo do Ulster. Na rodada final, o Ulster irá visitar o Ospreys, ao passo que o Scarlets visitará o Munster. Ospreys e Munster estão eliminados da briga pelo título, mas seguem lutando por uma vaga na próxima Champions Cup europeia, destinada aos seis primeiros colocados. O Munster soma 4 pontos a mais que o Ospreys e 5 a mais que o oitavo colocado Edinburgh, que ainda vê uma luz no fim do túnel e se prepara para receber o Cardiff Blues, já eliminado de tudo após cair no último sábado contra o Ospreys (40 x 27). A vantagem do Munster também foi construída nesse sábado, após vitória sobre o Edinburgh em confronto direto (27 x 19).

 

O PRO12 ainda tem uma sétima vaga garantida na Champions Cup, destinada ao melhor italiano. O Treviso pode ter ultrapassa o Zebre nesta rodada, mas terá vida mais difícil no sábado derradeiro, pois visitará o Leinster, enquanto o Zebre receberá o Dragons, que não luta por mais nada.

 

Glasgow na liderança, Connacht no aperto

O atual campeão Glasgow Warriors fez uma partida irrepreensível contra o Zebre em casa. Os escoceses fizeram seu recorde de pontos na história da competição aplicando 70 x 10 sobre os italianos, em jogo com 10 tries para os Warriors. O fijiano Nakarawa anotou 3 tries, enquanto o jovem fullback Glenn Bryce foi autor de outros dois.

 

A vitória escoceses foi ainda mais comemorada pela derrota do Connacht na Itália diante do Treviso, que vinha de 9 derrotas seguidas. Os dois primeiros tries foram irlandeses e sairam rápido, com Rory Parata e Fionn Carr. Mas, Treviso reagiu logo com Morisi, na força, e com o oitavo Braam Steyn, correndo pela ponta. No começo do segundo tempo, os vênetos viraram com um penal try no scrum e jogaram a pressão para o Connacht, que voltaram à frente aos 52′, com try de Peter Robb. Mas, os visitantes foram incapazes de seguirem pressionando e sofreram a inesperada virada já nos acréscimos, com Hayward chutando penal do meio campo para os italianos. 22 x 21, para o delírio dos torcedores dos Leões do Vêneto.


Ulster comemora em clássico irlandês e Munster faz sua parte em casa

Em Belfast, casa cheia para o clássicos das capitais da Irlanda, entre Ulster (Belfast) e Leinster (Dublin). E quem se impôs foi o time da casa, que fez uma partida maiúscula. O primeiro try foi do Ulster e saiu aos 18′, com Ruan Pienaar fazendo linda jogada, colocando a boa com os pés no in-goal e sofrendo a obstrução ilegal de Rob Kearney, que recebeu amarelo. O Ulster levou o jogo ao intervalo em vantagem de 10 x 6 e voltou a marcar aos 57′, em ótima jogada de mãos finalizada por Payne, quando o Leinster, novamente, jogava com 14 homens. Foi o lance capital da partida. O Leinster ainda foi para cima em busca da reação, mas não conseguiu criar os espaços e ainda levou o terceiro e último try no fim, com Jackson interceptando passe e correndo meio capo para fazer a torcida norte-irlandesa explodir em festa. 30 x 6, Ulster mais vivo que nunca na briga pelas semifinais.

 

O Munster também não decepcionou sua torcida e conquistou uma vitória crucial na luta pela Champions Cup. Os escoceses começaram fortes, mas foi o Munster que fez seu primeiro try, com o centro Rory Scannell. Jason Tovey respondeu com try para Edinburgh, dando a vantagem de 10 x 7 para os visitantes. Mas, logo na sequênca, o ponta Conway armou contra ataque e Zebo fez o try irlandês. Conway antes do intervalo ainda correu para o terceiro try vermelho, com o Munster indo aos vestiários em 20 x 13. Hidalgo-Clyne reduziu com penal e manteve os escoceses ainda no páreo, mas o único try do segundo tempo foi irlandês, com Francis Saili rompendo a defesa e garantindo a vitória bonificada por 27 x 19.


Dia do Juízo Final em Gales

Em Gales, o sábado foi de clássicos, com mais de 68 mil torcedores enchendo as arquibancadas do Principality Stadium, em Cardiff, para assistirem à rodada dupla de clássicos nacionais, batizada de Judgement Day, o Dia do Juízo Final.

 

O primeiro jogo colocou em campo o time da casa, o Cardiff Blues, diante do Ospreys, em partida decisiva para os dois lados: quem perdesse estaria de foa da briga por um lugar na Champions Cup. E quem perdeu foi Cardiff. Depois deu um primeiro tempo duro e magro, de 9 x 7 para os Ospreys (com o asa James Kngs cruzando o in-goal), a partida incendiou. Os Blues começaram com tudo com o ponta Aled Summerhill recebendo passe longo para fazer o primeiro try do time da capital, mas a resposta foi imediata da equipe de Swansea, com Hanno Dirksen anotando dois tries em sequência, aproveitando erros dos Blues. A linha de Cardiff deu o troco com jogada de mãos finalizada pelo fijiano Josh Navidi. Porém, foi só do lado da casa. Com try de Sam Underhill e dois tries seguidos do scrum-half Rhys Webb deram a vitória bonificada e tão necessária aos Ospreys: 40 x 27.

 

Fechando o dia, o Scarlets se manteve vivo na briga pelas semifinais ao derrotar os Dragons por 34 x 20. Foram 4 tries do time de Llanelli, com Scott Williams, voltando de 7 meses de ausência, fazendo o primeiro try do jogo. Shingler fez o segundo try vermelho, mas foi Scott Williams que roubou a cena, fazendo um jogo memorável. Williams serviu Steffan Evans e Gareth Davies ainda anotou o quarto e último try, assegurando o bônus.


Rovigo derrota Calvisano e rouba a liderança do EccellenzaPor Giorgio Vuerich

Na Itália, o grande jogo da rodada do Eccellenza opôs o líder Calvisano e o vice líder Rovigo, que terminou com vitória do Rovigo por 31 x 10, roubando a liderança do oponente.

 

Os primeiros pontos do jogo foram marcados com um penal da abertura romeno do Calvisano, Vlaicu, após apenas dois minutos do apito inicial. O fullback do Rovigo Basson virou com 2 penais o placar e, aos 22’, pilar Panico do Calvisano recebeu amarelo.  Os “Bersaglieri” aproveitam a oportunidade para ampliar ainda mais a distância, com novo penal seguido de try do centro Van Niekerk, recebendo do ponta Menon. 16 x 3 antes do intervalo.

 

Os Bersaglieri não deram trégua para os adversários na segunda etapa e ampliaram com penal de Basson aos 48′. Ao 52’, o abertura Rodriguez inventou um chute para o centro Majstorovic fazer mais um try para Rovigo. Calvisano aumentou a pressão e, aos 64’, fez seu try com o pilar Panico. Mas, a supremacia dos Bersaglieri se fez sentir de novo, e Basson marcou dois tries consecutivos, aos 67’ e aos 75’, fechando o jogo em 32 x 10. Festa em Rovigo pela liderança no campeonato, ficando perto de garantir o direito de jogar a final em casa, alimentando a esperança de um título ausente desde 1990.

 

Foram também definidas as demais vagas nas semifinais. Com a vitória em Viadana por 30 x 28, o Petraca Padova se garantiu em terceiro lugar, enquanto a derrota em casa dos policias do Fiamme Oro, por 24 x 27, contra o San Donà garantiu o quarto lugar ao Mogliano, que atropelou o Lyons Piacenza por 56 x 12.

 

A rodada teve ainda a primeira vitória do lanterna L’Aquila, que fez 27 x 7 sobre o Lazio. Esta vitória ainda deu um pequeno fio de esperança para os verde e pretos na disputa contra o rebaixamento. Agora, cinco pontos dividem L’Aquila do Lyons, com uma rodada restando para o fim. Na próxima semana, uma vitória com bônus do L’Aquila em San Donà e uma derrota do Lyons contra o Rovigo adiam a decisão do rebaixamento para um mata-mata entre L’Aquila e Lyons.

 

Enquanto isso, a Serie A, a segunda divisão, chegou ao mata-mata. No próximo domingo, enfrentam-se pelas semifinais Recco e Colorno de um lado eReggio Emilia e Capitolina (Roma) do outro.  Reggio Emilia e Capitolina já fiazeram parte do Eccellenza recentemente, ao passo que Recco e Colorno ja participaram no ano passado da fase final da Serie A, sendo que Recco perdeu a final contra Piacenza.

 

guinness pro12

Guinness PRO12 2015-16 – Liga Ítalo Celta (Escócia, Gales, Irlanda e Itália)

Treviso 22 x 21 Connacht

Munster 27 x 19 Edinburgh

Glasgow Warriors 70 x 10 Zebre

Cardiff Blues 27 x 40 Ospreys

Ulster 30 x 06 Leinster

Dragons 20 x 34 Scarlets

 

Clube País Cidade Jogos Pontos
Leinster Irlanda Dublin 22 73
Connacht Irlanda Galway 22 73
Glasgow Warriors Escócia Glasgow 22 72
Ulster Irlanda Belfast 22 69
Scarlets Gales Llanelli 22 63
Munster Irlanda Limerick/Cork 22 63
Cardiff Blues Gales Cardiff 22 56
Ospreys Gales Swansea 22 55
Edinburgh Escócia Edimburgo 22 54
Dragons Gales Newport 22 26
Zebre Itália Parma 22 24
Benetton Treviso Itália Treviso 22 20

– Vitória = 4 pontos;
– Empate = 2 pontos;
– Derrota = 0 pontos;
– Anotar 4 ou mais tries = 1 ponto extra;
– Perder por 7 pontos ou menos de diferença = 1 pontos extra;
– 1º ao 4º lugares – classificação às Semifinais e à Champions Cup;
– 5º, 6º e 7º lugares – classificação à Champions Cup;
– Nota: ao menos uma equipe de cada país participará da Champions Cup. Assim, se um país não tiver nenhuma equipe entre os 7 primeiros do PRO12, o melhor time desse país ganhará vaga na Champions Cup e o 7º colocado irá para a fase preliminar da competição europeia.

 

eccellenza

Campionato di Eccellenza – Campeonato Italiano

Fiamme Oro 24 x 27 San Donà

Rovigo 32 x10 Calvisano

Mogliano 56 x 12 Lyons Piacenza

L’Aquila 27 x 07 Lazio

Viadana 28 x 30 Petrarca Padova

 

Clube Cidade Jogos Pontos
Rovigo Rovigo 18 75
Calvisano Calvisano 18 72
Petrarca Padova 18 58
Mogliano Mogliano 18 56
Viadana Viadana 18 43
San Donà San Donà 18 43
Fiamme Oro Roma 18 40
Lazio Roma 18 25
Lyons Piacenza 18 14
L’Aquila L’Aquila 18 09

– Vitória = 4 pontos;
– Empate = 2 pontos;
– Derrota = 0 pontos;
– Anotar 4 ou mais tries = 1 ponto extra;
– Perder por diferença de 7 pontos ou menos = 1 ponto extra;
– 1º ao 4º lugares – classificação às Semifinais;
– 10º lugar – Rebaixamento

Comentários