Glasgow Warriors salta para a liderança do PRO12 a uma rodada do fim

ARTIGO COM VÍDEOS – A “hora da verdade” está chegando ao PRO12, com a penúltima rodada da temporada regular trazendo as primeiras definições. Campeão do ano passado, o Glasgow Warriors, da Escócia, atropelou os italianos do Zebre (70 x 10), assegurou matematicamente sua classificação às semifinais e assumiu a liderança da competição por conta das derrotas de Connacht e Leinster.

 

O Connacht caiu surpreendentemente diante do Treviso, da Itália, que deixou a lanterna nas mãos do Zebre, mas ainda assim garantiu sua vaga nas semifinais graças ao bônus defensivo obtido (22 x 21). Já o Leinster perdeu o clássico irlandês contra o quarto colocado Ulster (30 x 6), mas ainda está em situação confortável para a rodada final. No próximo sábado, o Connacht receberá justamente o Glasgow, valendo o primeiro lugar e o mando de jogo nas semifinais, sendo que quem perder deverá ter que encarar as semifinais fora de casa, uma vez que o Leinster terá vida mais tranquila, recebendo o Treviso. Os dois primeiros colocados terão o direito de jogar em casa as semifinais.

 

Apenas mais uma equipe segue na briga pelas semifinais, o Scarlets, que fez sua parte, derrotou o Dragons (34 x 20) e está 1 ponto abaixo do Ulster. Na rodada final, o Ulster irá visitar o Ospreys, ao passo que o Scarlets visitará o Munster. Ospreys e Munster estão eliminados da briga pelo título, mas seguem lutando por uma vaga na próxima Champions Cup europeia, destinada aos seis primeiros colocados. O Munster soma 4 pontos a mais que o Ospreys e 5 a mais que o oitavo colocado Edinburgh, que ainda vê uma luz no fim do túnel e se prepara para receber o Cardiff Blues, já eliminado de tudo após cair no último sábado contra o Ospreys (40 x 27). A vantagem do Munster também foi construída nesse sábado, após vitória sobre o Edinburgh em confronto direto (27 x 19).

 

O PRO12 ainda tem uma sétima vaga garantida na Champions Cup, destinada ao melhor italiano. O Treviso pode ter ultrapassa o Zebre nesta rodada, mas terá vida mais difícil no sábado derradeiro, pois visitará o Leinster, enquanto o Zebre receberá o Dragons, que não luta por mais nada.

 

Glasgow na liderança, Connacht no aperto

O atual campeão Glasgow Warriors fez uma partida irrepreensível contra o Zebre em casa. Os escoceses fizeram seu recorde de pontos na história da competição aplicando 70 x 10 sobre os italianos, em jogo com 10 tries para os Warriors. O fijiano Nakarawa anotou 3 tries, enquanto o jovem fullback Glenn Bryce foi autor de outros dois.

 

A vitória escoceses foi ainda mais comemorada pela derrota do Connacht na Itália diante do Treviso, que vinha de 9 derrotas seguidas. Os dois primeiros tries foram irlandeses e sairam rápido, com Rory Parata e Fionn Carr. Mas, Treviso reagiu logo com Morisi, na força, e com o oitavo Braam Steyn, correndo pela ponta. No começo do segundo tempo, os vênetos viraram com um penal try no scrum e jogaram a pressão para o Connacht, que voltaram à frente aos 52′, com try de Peter Robb. Mas, os visitantes foram incapazes de seguirem pressionando e sofreram a inesperada virada já nos acréscimos, com Hayward chutando penal do meio campo para os italianos. 22 x 21, para o delírio dos torcedores dos Leões do Vêneto.


Ulster comemora em clássico irlandês e Munster faz sua parte em casa

Em Belfast, casa cheia para o clássicos das capitais da Irlanda, entre Ulster (Belfast) e Leinster (Dublin). E quem se impôs foi o time da casa, que fez uma partida maiúscula. O primeiro try foi do Ulster e saiu aos 18′, com Ruan Pienaar fazendo linda jogada, colocando a boa com os pés no in-goal e sofrendo a obstrução ilegal de Rob Kearney, que recebeu amarelo. O Ulster levou o jogo ao intervalo em vantagem de 10 x 6 e voltou a marcar aos 57′, em ótima jogada de mãos finalizada por Payne, quando o Leinster, novamente, jogava com 14 homens. Foi o lance capital da partida. O Leinster ainda foi para cima em busca da reação, mas não conseguiu criar os espaços e ainda levou o terceiro e último try no fim, com Jackson interceptando passe e correndo meio capo para fazer a torcida norte-irlandesa explodir em festa. 30 x 6, Ulster mais vivo que nunca na briga pelas semifinais.

 

O Munster também não decepcionou sua torcida e conquistou uma vitória crucial na luta pela Champions Cup. Os escoceses começaram fortes, mas foi o Munster que fez seu primeiro try, com o centro Rory Scannell. Jason Tovey respondeu com try para Edinburgh, dando a vantagem de 10 x 7 para os visitantes. Mas, logo na sequênca, o ponta Conway armou contra ataque e Zebo fez o try irlandês. Conway antes do intervalo ainda correu para o terceiro try vermelho, com o Munster indo aos vestiários em 20 x 13. Hidalgo-Clyne reduziu com penal e manteve os escoceses ainda no páreo, mas o único try do segundo tempo foi irlandês, com Francis Saili rompendo a defesa e garantindo a vitória bonificada por 27 x 19.


Dia do Juízo Final em Gales

Em Gales, o sábado foi de clássicos, com mais de 68 mil torcedores enchendo as arquibancadas do Principality Stadium, em Cardiff, para assistirem à rodada dupla de clássicos nacionais, batizada de Judgement Day, o Dia do Juízo Final.

 

O primeiro jogo colocou em campo o time da casa, o Cardiff Blues, diante do Ospreys, em partida decisiva para os dois lados: quem perdesse estaria de foa da briga por um lugar na Champions Cup. E quem perdeu foi Cardiff. Depois deu um primeiro tempo duro e magro, de 9 x 7 para os Ospreys (com o asa James Kngs cruzando o in-goal), a partida incendiou. Os Blues começaram com tudo com o ponta Aled Summerhill recebendo passe longo para fazer o primeiro try do time da capital, mas a resposta foi imediata da equipe de Swansea, com Hanno Dirksen anotando dois tries em sequência, aproveitando erros dos Blues. A linha de Cardiff deu o troco com jogada de mãos finalizada pelo fijiano Josh Navidi. Porém, foi só do lado da casa. Com try de Sam Underhill e dois tries seguidos do scrum-half Rhys Webb deram a vitória bonificada e tão necessária aos Ospreys: 40 x 27.

 

Fechando o dia, o Scarlets se manteve vivo na briga pelas semifinais ao derrotar os Dragons por 34 x 20. Foram 4 tries do time de Llanelli, com Scott Williams, voltando de 7 meses de ausência, fazendo o primeiro try do jogo. Shingler fez o segundo try vermelho, mas foi Scott Williams que roubou a cena, fazendo um jogo memorável. Williams serviu Steffan Evans e Gareth Davies ainda anotou o quarto e último try, assegurando o bônus.


Rovigo derrota Calvisano e rouba a liderança do EccellenzaPor Giorgio Vuerich

Na Itália, o grande jogo da rodada do Eccellenza opôs o líder Calvisano e o vice líder Rovigo, que terminou com vitória do Rovigo por 31 x 10, roubando a liderança do oponente.

 

Os primeiros pontos do jogo foram marcados com um penal da abertura romeno do Calvisano, Vlaicu, após apenas dois minutos do apito inicial. O fullback do Rovigo Basson virou com 2 penais o placar e, aos 22’, pilar Panico do Calvisano recebeu amarelo.  Os “Bersaglieri” aproveitam a oportunidade para ampliar ainda mais a distância, com novo penal seguido de try do centro Van Niekerk, recebendo do ponta Menon. 16 x 3 antes do intervalo.

 

Os Bersaglieri não deram trégua para os adversários na segunda etapa e ampliaram com penal de Basson aos 48′. Ao 52’, o abertura Rodriguez inventou um chute para o centro Majstorovic fazer mais um try para Rovigo. Calvisano aumentou a pressão e, aos 64’, fez seu try com o pilar Panico. Mas, a supremacia dos Bersaglieri se fez sentir de novo, e Basson marcou dois tries consecutivos, aos 67’ e aos 75’, fechando o jogo em 32 x 10. Festa em Rovigo pela liderança no campeonato, ficando perto de garantir o direito de jogar a final em casa, alimentando a esperança de um título ausente desde 1990.

 

Foram também definidas as demais vagas nas semifinais. Com a vitória em Viadana por 30 x 28, o Petraca Padova se garantiu em terceiro lugar, enquanto a derrota em casa dos policias do Fiamme Oro, por 24 x 27, contra o San Donà garantiu o quarto lugar ao Mogliano, que atropelou o Lyons Piacenza por 56 x 12.

 

A rodada teve ainda a primeira vitória do lanterna L’Aquila, que fez 27 x 7 sobre o Lazio. Esta vitória ainda deu um pequeno fio de esperança para os verde e pretos na disputa contra o rebaixamento. Agora, cinco pontos dividem L’Aquila do Lyons, com uma rodada restando para o fim. Na próxima semana, uma vitória com bônus do L’Aquila em San Donà e uma derrota do Lyons contra o Rovigo adiam a decisão do rebaixamento para um mata-mata entre L’Aquila e Lyons.

 

Enquanto isso, a Serie A, a segunda divisão, chegou ao mata-mata. No próximo domingo, enfrentam-se pelas semifinais Recco e Colorno de um lado eReggio Emilia e Capitolina (Roma) do outro.  Reggio Emilia e Capitolina já fiazeram parte do Eccellenza recentemente, ao passo que Recco e Colorno ja participaram no ano passado da fase final da Serie A, sendo que Recco perdeu a final contra Piacenza.

 

guinness pro12

Guinness PRO12 2015-16 – Liga Ítalo Celta (Escócia, Gales, Irlanda e Itália)

Treviso 22 x 21 Connacht

Munster 27 x 19 Edinburgh

Glasgow Warriors 70 x 10 Zebre

Cardiff Blues 27 x 40 Ospreys

Ulster 30 x 06 Leinster

Dragons 20 x 34 Scarlets

 

ClubePaísCidadeJogosPontos
LeinsterIrlandaDublin2273
ConnachtIrlandaGalway2273
Glasgow WarriorsEscóciaGlasgow2272
UlsterIrlandaBelfast2269
ScarletsGalesLlanelli2263
MunsterIrlandaLimerick/Cork2263
Cardiff BluesGalesCardiff2256
OspreysGalesSwansea2255
EdinburghEscóciaEdimburgo2254
DragonsGalesNewport2226
ZebreItáliaParma2224
Benetton TrevisoItáliaTreviso2220

– Vitória = 4 pontos;
– Empate = 2 pontos;
– Derrota = 0 pontos;
– Anotar 4 ou mais tries = 1 ponto extra;
– Perder por 7 pontos ou menos de diferença = 1 pontos extra;
– 1º ao 4º lugares – classificação às Semifinais e à Champions Cup;
– 5º, 6º e 7º lugares – classificação à Champions Cup;
– Nota: ao menos uma equipe de cada país participará da Champions Cup. Assim, se um país não tiver nenhuma equipe entre os 7 primeiros do PRO12, o melhor time desse país ganhará vaga na Champions Cup e o 7º colocado irá para a fase preliminar da competição europeia.

 

eccellenza

Campionato di Eccellenza – Campeonato Italiano

Fiamme Oro 24 x 27 San Donà

Rovigo 32 x10 Calvisano

Mogliano 56 x 12 Lyons Piacenza

L’Aquila 27 x 07 Lazio

Viadana 28 x 30 Petrarca Padova

 

ClubeCidadeJogosPontos
RovigoRovigo1875
CalvisanoCalvisano1872
PetrarcaPadova1858
MoglianoMogliano1856
ViadanaViadana1843
San DonàSan Donà1843
Fiamme OroRoma1840
LazioRoma1825
LyonsPiacenza1814
L’AquilaL’Aquila1809

– Vitória = 4 pontos;
– Empate = 2 pontos;
– Derrota = 0 pontos;
– Anotar 4 ou mais tries = 1 ponto extra;
– Perder por diferença de 7 pontos ou menos = 1 ponto extra;
– 1º ao 4º lugares – classificação às Semifinais;
– 10º lugar – Rebaixamento

Comentários