Gordon Tietjens se despede dos All Blacks depois de 22 anos

É o fim de uma era no Rugby mundial. Nessa segunda, o lendário Gordon Tietjens treinador da seleção de Sevens dos All Blacks, anunciou sua despedida depois de uma trajetória de 22 anos de conquistas que vai levar tempo para serem superadas.
 
A decisão vem depois (mas não está diretamente relacionada) do fracasso da campanha olímpica da seleção neozelandesa, que terminou apenas na 5a colocação e a duas campanhas apenas regulares nas Séries Mundiais de Sevens, que de forma alguma ofuscarão o imenso legado que o o treinador deixa para os neozelandeses. À frente dos homens de preto em mais de 100 competições, foram nada menos do que 12 títulos de Série Mundial, 2 mundiais e 4 títulos dos Jogos da Commonwealth, os mais disputados torneios em que o Seven-a-side está presente. Extra campo, o histórico de conquistas de Tietjens ainda lhe rendeu a indicação ao hall da fama do Rugby em 2012 e o título de Sir no ano seguinte.
 
Segundo ele comentou em coletiva de imprensa na sede da NZRU, “era a hora de avaliar minhas opções após a campanha Olímpica e entendi que é o tempo ideal para encarar novos desafios. Todos ficamos muito desapontados com os resultados, mas temos que reconhecer o quão longe o Seven-a-side chegou, tornando-se um esporte extremamente competitivo e os Jogos mostraram como é difícil vencer nesse nível. Tenho certeza que lições foram aprendidas e desejo o melhor para o meu sucessor durante a Série Mundial de Sevens e os Jogos Olímpicos de Tóquio.”
 
O processo de seleeção de um novo treinador começou imediatamente e o sucessor de Tietjens já deve assumir os All Blacks antes do início da Série Mundial 2016-17, que começa dia 2 de dezembro em Dubai.

Comentários