consur logo novo

Nos dias 23 e 24 de fevereiro será disputado mais um Campeonato Sul-Americano de Sevens. Pela segunda vez seguida, o Rio de Janeiro sediará o evento, que chega à sua oitava edição no torneio masculino e à nona edição no torneio feminino.

O Sul-Americano de Sevens teve um início tardio. Enquanto o Sul-Americano de XV teve início em 1951, o seu congênere masculino do sevens foi disputado pela primeira vez somente em 2005. Antes, em 2004, foi realizado o primeiro Sul-Americano Feminino, marcando a origem das competições sul-americanas organizadas pela CONSUR, a Confederação Sul-Americana de Rugby.

Até então, as seleções de sevens disputavam somente torneios avulsos, organizados por clubes ou federações, como os torneios tradicionais de Punta del Este, Viña del Mar e Mar del Plata. O primeiro Campeonato Sul-Americano de Sevens foi disputado em 2005 como parte do Punta Sevens, tendo a participação inclusive de combinados internacionais, além das oito seleções do continente. Em 2006, foi disputado pela primeira vez um Campeonato Sul-Americano de Sevens independente, em Assunção, Paraguai. Nesse ano, contudo, não foi disputado o Sul-Americano Feminino, que já havia sido realizado em 2004 e em 2005. 

- Continua depois da publicidade -

Foi apenas em 2007, em Viña del Mar, que o Campeonato Sul-Americano de Sevens ganhou seu formato atual, com a realização dos torneios masculino e feminino num único evento. Desde então, Uruguai, Argentina e Brasil tiveram a oportunidade de receber o torneio. Em 2013, o Brasil se tornará o primeiro país a receber a competição dupla pela quarta vez,  e um Sul-Americano de Sevens pela quinta vez. Já receberam o certame as cidades brasileiras de São Paulo (em 2005, apenas o torneio feminino), São José dos Campos (2009), Bento Gonçalves (2011) e Rio de Janeiro (2012).

 

Os campeões

Argentina, no masculino, e Brasil, no feminino, são as potências hegemônicas do sevens sul-americano. Porém, os argentinos tiveram sua superioridade contestada já duas vezes. A primeira vez foi justamente pelo Brasil que, em 2011, bateu os Pumas por 7 x 0, com try histórico de Daniel Gregg. Todavia, a Argentina se recuperou no torneio de 2011 e se sagrou heptacampeã. Em 2012, quem fez história foi o Uruguai, que derrotou a Argentina em jogo emocionante (17 x 14) e conquistou seu primeiro título. Foi a primeira perde de título que sofreu a Argentina na história do rugby sul-americano, contando todas as categorias masculinas.

No feminino, por outro lado, a hegemonia brasileira ainda não foi quebrada. O Brasil segue ainda sem perder nenhum título e nenhuma partida no torneio continental, acumulando oito títulos.