ARTIGO COM VÍDEOS – Inglaterra e Gales tiveram sábados bem distintos. Enquanto a Inglaterra impressionou de novo em sua vitória sobre a Austrália, Gales sofreu para passar por uma Geórgia que queria provar que merece um lugar no Six Nations. Europa afora ainda teve mais emoções, com Portugal avançando nas Eliminatórias para a Copa do Mundo e a Holanda seguindo crescendo no Ranking.

 

Inglaterra vence duro embate com os Wallabies

Inglaterra e Austrália fizeram o jogão da rodada internacional em Londres, com o segundo lugar do Ranking mundial em disputa. E s Inglaterra provou que ela é “Top 2” do rugby mundial com uma vitória impactante por 30 x 06, mas cujo placar enganou sobre a dinâmica do encontro, afinal, o jogo esteve em aberto até os instantes finais e os australianos tiveram 2 tries anulados, tendo ainda mais território que os donos da casa

- Continua depois da publicidade -

O primeiro tempo do clássico foi clássico para o novembro londrino: de muita chuva. A partida foi puramente física em seus primeiros 40 minutos e com apenas 2 penais chutados, ambos por Owen Farrell para colocar a Rosa na frente em 6 x 0. Porém, Michael Hooper, aos 26′, por muito pouco não cravou o try Wallaby, após condução com os pés de Kuridrani. Mas o try anulado pelo TMO por impedimento na hora do primeiro chute do australiano. Hooper e Beale ainda levaram dois amarelos no fim primeiro tempo, mas os australianos seguraram os ingleses no 6 x 0.

Na segunda etapa, a posse de bola e o território favoreceram a Austrália, que reduziu com penal de Hodge. E, depois de se portar muito bem com 13 e depois 14 homens, a Austrália sofreu seu try quando o jogo já era de 15 contra 15. Aos 54′, EFord deu um chutão para o fundo e Elliot Daly acreditou na jogou, ganhou na corrida, evitou que a bola saísse e cravou no in-goal. Brilhante try inglês abrindo 13 x 03.

Os Wallabies reduziram logo com novo penal, aos 64′, mas o final de partida foi cruel para os visitantes. Aos 68′, a Austrália teve um try crucial anulado, com Koroibete não conseguindo apoiar a bola no in-goal.

E quem não faz, leva. Aos 71′, Danny Care chutou nas costas da defesa australiana e Henry Slade matou o jogou com o segundo try da Rosa. E houve tempo para mais, já com os visitantes nocauteados. Aos 79′, Jonny May, e, aos 81′, Danny Care, correram para mais dois tries para a Inglaterra, selando o 30 x 06.

Os Wallabies visitarão no sábado que vem a Escócia, enquanto a Inglaterra receberá Samoa.

 

30versus copiar06

Inglaterra 30 x 06 Austrália, em Londres

Árbitro: Ben O’Keefe (Nova Zelândia)

Inglaterra

Tries: Daly, Joseph, May e Care

Conversões: Farrell (2)

Penais: Farrell (2)

15 Anthony Watson, 14 Jonny May, 13 Jonathan Joseph, 12 Owen Farrell, 11 Elliot Daly, 10 George Ford, 9 Ben Youngs, 8 Nathan Hughes, 7 Sam Underhill, 6 Chris Robshaw, 5 Courtney Lawes, 4 Joe Launchbury, 3 Dan Cole, 2 Dylan Hartley (c), 1 Mako Vunipola;

Suplentes: 16 Jamie George, 17 Joe Marler, 18 Harry Williams, 19 Maro Itoje, 20 Sam Simmonds, 21 Danny Care, 22 Henry Slade, 23 Semesa Rokoduguni;

Austrália

Penais: Hodge (1) e Foley (1)

15 Kurtley Beale, 14 Marika Koroibete, 13 Tevita Kuridrani, 12 Samu Kerevi, 11 Reece Hodge, 10 Bernard Foley, 9 Will Genia, 8 Sean McMahon, 7 Michael Hooper (c), 6 Ned Hanigan, 5 Adam Coleman, 4 Rob Simmons, 3 Sekope Kepu, 2 Tatafu Polota-Nau, 1 Scott Sio;

Suplentes: 16 Stephen Moore, 17 Tom Robertson, 18 Allan Alaalatoa, 19 Matt Philip, 20 Ben McCalman, 21 Lopeti Timani, 22 Nick Phipps, 23 Karmichael Hunt, 24 Henry Speight;

Nada fácil para Gales

Em Cardff, Gales, ainda buscando a boa forma, recebeu a Geórgia, sedenta por mostrar que pode jogar o Six Nations. E o torcedor galês ficou com o cabelo em pé pela forma do pack georgiano, que impôs um primeiro tempo de equilíbrio e um segundo tempo de completo domínio georgiano, com 70% de posse de bola.

Gales largou na frente com try de Hallam Amos, aos 19′, em rápida troca de passes e, depois, o que se viu foi uma batalha de centímetros e penais. No fim, os Lelos flertaram com o try do empate e tiveram um scrum no lance derradeiro a 5 metros do try, mas a formação ocorreu sem disputa após amarelo a Tomas Francis de Gales, retirando a vantagem georgiana no scrum final. A Geórgia acabou por optar pelo lateral e não conseguiu o try. 13 x 06.

No sábado que vem, a Geórgia receberá os Estados Unidos e Gales receberá os All Blacks.

 

13versus copiar06georgia copy

Gales 13 x 06 Geórgia, em Cardiff

Árbitro: Mathieu Raynal (França)

Gales

Try: Amos

Conversão: Priestland (1)

Penais: Priestland (2)

15 Liam Williams, 14 Alex Cuthbert, 13 Scott Williams, 12 Owen Watkin, 11 Hallam Amos, 10 Rhys Priestland, 9 Rhys Webb, 8 Seb Davies, 7 Sam Cross, 6 Dan Lydiate (c), 5 Cory Hill, 4 Adam Beard, 3 Leon Brown, 2 Kristian Dacey, 1 Nicky Smith;

Suplentes: 16 Elliot Dee, 17 Wyn Jones, 18 Tomas Francis, 19 Josh Navidi, 20 Taulupe Faletau, 21 Aled Davies, 22 Dan Biggar, 23 Owen Williams

Geórgia

Penais: Matiashvili (2)

15 Soso Matiashvili, 14 Giorgi Koshadze, 13 Davit Katcharava, 12 Merab Sharikadze (c), 11 Mirian Modebadze, 10 Lasha Khmaladze, 9 Vasil Lobzhanidze, 8 Beka Bitsadze, 7 Vito Kolelishvili, 6 Lasha Lomidze, 5 Giorgi Nemsadze, 4 Kote Mikautadze, 3 Levan Chilachava, 2 Jaba Bregvadze, 1 Mikheil Nariashvili;

Suplentes: 16 Shalva Mamukashvili, 17 Kakha Asieshvili, 18 Soso Bekoshvili, 19 Giorgi Chkhaidze, 20 Giorgi Tkhilaishvili, 21 Giorgi Begadze, 22 Revaz Jintchvelashvili, 23 Merab Kvirikashvili;


Portugal e Holanda nas nuvens

Três partidas movimentaram o Rugby Europe Trophy, o “Six Nations C”, neste sábado. O jogo mais importante colocava Portugal frente à República Tcheca, em partida que valia também pela Repescagem das Eliminatórias para a Copa do Mundo de 2019.

Os Lobos não tiveram problemas, passando pelos tchecos por 45 x 12. Com o resultado, Portugal encarará na próxima fase das Eliminatórias o segundo melhor time do Rugby Europe Championship (Six Nations B), da somatória de 2017-2018, entre Romênia, Rússia, Espanha, Alemanha e Bélgica. A partida valerá vaga na Repescagem contra Samoa, que dará um lugar no Mundial.

Nos outros duelos do Trophy, a Polônia afundou a Moldávia vencendo por 13 x 00, enquanto a Holanda derrotou a Suíça em um jogão de 30 x 27 nos Alpes e deverá subir mais um pouco no Ranking Mundial.

 

rugby europe

Rugby Europe Trophy – 2ª divisão do Campeonato Europeu

45versus copiar12

Portugal 45 x 12 República Tcheca, em Lisboa – Eliminatórias para a Copa do Mundo de 2019

27versus copiar30

Suíça 27 x 30 Holanda, em Yverdon

13versus copiar00

Polônia 13 x 00 Moldávia, em Gdansk

 

SeleçãoJogosPontos
Portugal522
Holanda519
República Tcheca513
Suíça511
Polônia57
Moldávia51
- Vitória com 3 ou mais tries de diferença = 5 pontos;
- Vitória com menos de 3 tries de diferença = 4 pontos;
- Empate = 2 pontos;
- Derrota por 5 pontos ou menos pontos = 1 ponto

- Campeão - classificado à Repescagem de Promoção contra o último colocado do Rugby Europe Championship (1ª divisão);
- Último colocado - Rebaixado à Conference 1 (3ª divisão);